conecte-se conosco

Economia

Segurança de dados no cadastro do lixo de SP sob suspeita

Publicado

source
Seus dados estão seguros? arrow-options
Greenpeace/Reprodução

Preocupações como separar o lixo são consideradas “muito femininas” para boa parte dos homens. Fazê-las pode dar um sentimento de que eles são gays

Os riscos de os dados de pequenos e grandes geradores de lixo de São Paulo vazarem gerou polêmica com a revelação de que a empresa responsável pelo recebimento e gerenciamento de informações também vende soluções ambientais para pessoas jurídicas. 

A gestão Bruno Covas (PSDB) firmou uma parceria com a empresa Green Platforms armazenar os dados. A empresa participou de uma chamada pública de 2017 e cedeu o serviço à Prefeitura. 

Leia também: Até MEI precisa se cadastrar como gerador de lixo em SP; multa chega a R$ 1.600

A polêmica surgiu quando foi divulgado que, além de grandes empresas da capital, microempreendores com MEIs , Eirele e outros também deveriam se cadastrar. Como a maioria não havia se cadastrado – caso contrário a Prefeitura deve aplicar multas de até R$1.600 – o prazo foi estendido para o dia 30 de setembro. 

Segundo a Prefeitura, mesmo com a solicitação de que todas as empresas se cadastrem, a fiscalização só irá multar as grandes geradoras em situação irregular. O cadastro é gratuito, porém, esses grandes geradores deverão pagar uma taxa anual estabelecida pela prefeitura de R$ 228 e e para os Transportadores de R$ 117.

Leia mais:  Boeing transmite ao vivo primeiro voo do 777X; veja o vídeo



Na segunda-feira (9), o jornalista Marcelo Soares divulgou uma série de tweets divididos em cinco partes, em que denominou “a história não contada do cadastro do lixo da @prefsp”. 

“Em 2018, a prefeitura aceita uma ‘doação’ de software de uma empresa privada chamada Green Platforms Gerenciamento de Dados”, escreve ele. 

Ainda segundo o jornalista, que também questionou “por que diabos o cidadão que quer estar em dia com a @prefsp precisa cadastrar seus dados particulares num site privado e que, além de tudo, deuxou registrado em contrato com a @prefsp que não se responsabilizaria pela guarda desses dados?”. 

Em nota enviada ao iG , a Green Platforms informa que como em contrato assinado com a Amlurb – Autoridade Municipal de Limpeza Urbana, os dados cadastrais das empresas pertencem e são exclusivamente utilizados pela Prefeitura.

Leia mais:  Juíza recebe mais de R$ 1 milhão em remuneração no mês de novembro

“Ressaltamos ainda que a lei número 13.478, que exige o cadastramento de todas as empresas do município, existe desde 2002, porém, não era corretamente cumprida, e até 2018 haviam poucas empresas cadastradas”, diz a nota. 

Ainda conforme a empresa, a digitalização do cadastro permitiu que a Amlurb, em cinquenta dias, obtivesse avanços maiores que toda a Política Nacional de Resíduos Sólidos nos últimos dez anos.

“A doação do software à Prefeitura de São Paulo se deve por se tratar da maior e mais importante cidade da América Latina, com o objetivo de validar a solução técnica, inovadora e inédita mundialmente para outros mercados afim de reduzir o descarte ilegal de resíduos, o envio incorreto a aterros e trazer transparência aos processos”, defende. 

A empresa não respondeu, no entanto, como foi o processo de parceria com a Prefeitura de São Paulo para digitalizar o cadastro; qual a contrapartida da prefeitura para com a empresa e se a empresa tem outro negócio com o poder público. 

Fonte: IG Economia
Comentários Facebook
publicidade

Economia

Mega-Sena: veja os números sorteados neste sábado no concurso 2.228

Publicado

source
Mega-Sena arrow-options
Divulgação

Veja o resultado da Mega-Sena deste sábado (25) no concurso 2.228

O sorteio do concurso 2.228 da Mega-Sena foi realizado na noite deste sábado (25) em São Paulo (SP). As dezenas sorteadas são dos números 09 – 19 – 23 – 32 – 39 – 45 . O prêmio estimado é de R$ 40 milhões, conforme a Caixa Econômica Federal. O próximo sorteio acontecerá no dia 29.

LEIA MAIS: Estado arrecada R$ 6,33 bilhões com primeiro ciclo do IPVA 2020

Como apostar?

O prêmio principal da Mega-Sena paga milhões para aqueles que acertarem os seis números sorteados. Ainda é possível ganhar prêmios ao acertar 4 ou 5 números dentre os 60 disponíveis no volante de apostas.

 A Caixa Econômica, gestora da loteria, orienta que o apostador deve marcar de 6 a 15 números do volante. Uma opção é deixar que o sistema escolha os números, na modalidade de aposta Surpresinha. Também é possível concorrer com a mesma aposta por 2, 4 ou 8 concursos consecutivos na opção Teimosinha.

Quando ocorrem os sorteios?

A Caixa realiza sorteios da Mega-Sena pelo menos duas vezes por semana, às quartas e aos sábados. O banco estatal explica que para adequar o número do concurso da Mega da Virada, que deve ter final 0 ou 5, foram criadas as Mega-Semanas que são exclusividade da Mega-Sena.

Leia mais:  Juíza recebe mais de R$ 1 milhão em remuneração no mês de novembro

 Os sorteios ocorrem em datas predeterminadas ao longo do ano. Na ocasião, são realizados três concursos semanais, às terças, quintas e sábados. Feriados às quartas e aos sábados também podem alterar a agenda dos concursos.

Preços e prêmios

A aposta mínima, de 6 números, custa R$ 4,50. Quanto mais números marcar, maior o preço da aposta e maiores as chances de faturar o prêmio. A maior aposta possível é em 15 números e custa R$ 22.522,50.

O prêmio bruto corresponde a 43,35% da arrecadação. Dessa porcentagem:

35% são distribuídos entre os acertadores dos 6 números sorteados (Sena);
19% entre os acertadores de 5 números (Quina);
19% entre os acertadores de 4 números (Quadra);
22% ficam acumulados e são distribuídos aos acertadores dos 6 números nos concursos de final 0 ou 5.
5% ficam acumulados para a primeira faixa – sena – do último concurso do ano de final 0 ou 5 (Mega da Virada).

Recebimento 

Os vencedores podem receber o prêmio em qualquer casa lotérica credenciada ou nas agências da Caixa. Caso o prêmio líquido seja superior a R$ 1.332,78 (bruto de R$ 1.903,98) o pagamento pode ser realizado somente nas agências da Caixa.

Leia mais:  Secretário quer segurar concursos e reajuste de servidores para controlar gastos

Mais R$ 99 milhões não foram resgatados da Mega da Virada: entenda o motivo

Valores iguais ou acima de R$ 10 mil são pagos após 2 dias de sua apresentação na agência da Caixa.

Prêmio acumulado

Não havendo acertador em qualquer faixa, o valor acumula para o concurso seguinte, na respectiva faixa de premiação. Não deixe de conferir o seu bilhete de aposta.

Os prêmios prescrevem 90 dias após a data do sorteio. Após esse prazo, os valores são repassados ao tesouro nacional para aplicação no FIES – Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior.

Fonte: IG Economia
Comentários Facebook
Continue lendo

Economia

Delta é multada por discriminar passageiros muçulmanos

Publicado

source
Avião da Delta Airlines arrow-options
shutterstock

Delta Airlines removeu passageiros de aeronaves

A companhia aérea Delta Airlines foi condenada na sexta-feira (24) a pagar um multa de US$ 50 mil a passageiros muçulmanos por discriminação. A empresa foi condenada pelo departamento de transportes dos Estados Unidos por, em diferentes ocasiões, remover três passageiros muçulmanos de suas aeronaves.

Leia também: Boeing transmite ao vivo primeiro voo do 777X; veja o vídeo

De acordo com a decisão, a Delta teve “conduta preconceituosa” e violou leis antidiscriminatórias . Em comunicado oficial, a empresa disse não reconhecer os incidentes como práticas discriminatórias, mas afirmou “que cada um desses casos poderia ter sido manejado de maneira diferente”.

Entre os casos pelos quais a companhia aérea foi processada está o que ocorreu em julho de 2016, quando um casal foi retirado do avião no aeroporto Charles de Gaulle, em Paris, após um terceiro passageiro ter dito que o comportamento dos dois o havia deixado “muito incomodado e nervoso”.

Na ocasião, ele justificou o pedido pelo fato de a mulher estar vestindo um niqab, tipo de véu usado por mulheres islâmicas e pelo homem supostamente ter escondido algo em seu relógio. Além disso, o homem que reclamou afirmou que o muçulmano havia enviado diversas mensagens com a palavra “Alá”, que significa Deus em árabe.

Leia mais:  Boeing transmite ao vivo primeiro voo do 777X; veja o vídeo

Leia também: Petrobras reduz preço dos combustíveis para distribuidoras

Os dois eram cidadãos americanos e estavam retornando para casa, mas o piloto impediu-os de retornarem a bordo mesmo depois de uma checagem de segurança da equipe da Delta .

Fonte: IG Economia
Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Política Nacional

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana