conecte-se conosco

Entretenimento

Rivalda tenta convencer Nicolau sobre proposta de Olavo em “O Sétimo Guardião”

Publicado

No capítulo de “O Sétimo Guardião” desta terça-feira (14), após receber uma proposta tentadora de Olavo (Tony Ramos), Rivalda (Giulia Gayoso) tentará convencer o pai, Nicolau (Marcelo Serrado), a deixa-la aceitar.

Leia também: ‘O Sétimo Guardião’: saiba como será o final de Luz


Nicolau conversando com alguém, com olhar de tristeza
Reprodução/TV Globo

Nicolau (Marcelo Serrado)


Na última segunda-feira (13), em ” O Sétimo Guardião “, o empresário foi até a casa de Afrodite (Carolina Dieckmann) e pediu para que Rivalda trabalhasse com sua filha, Laura (Yanna Lavigne), como uma espécie de secretária pessoal.

Leia também: Luz procura a gruta encontrada por Feijão em “O Sétimo Guardião”

Animada com a ideia, a moça aceitou logo de cara, mas Nicolau barrou a filha, dizendo que precisa pensar na oferta. Quem não gosta da ideia é Afrodite, afirmando que sabe qual é o jogo do ricaço de “ O Sétimo Guardião ”.

Fonte: IG Gente
Comentários Facebook
Leia mais:  Aranha é encontrado morto em “O Sétimo Guardião”
publicidade

Entretenimento

Petição com mais de 21 mil assinaturas pede Danny Devito como Wolverine no MCU

Publicado

Uma petição online foi criada na última quarta-feira (22) para que Danny Devito  o “Wolverine” no próximo filme do super-herói. O abaixo-assinado já conta com mais de 21 mil assinaturas e pede que a Marvel escale o ator para viver o Carcaju no MCU.

Leia também: Muito além de Wolverine: veja os momentos que tornaram Hugh Jackman eterno


petição
Reprodução/Internet

Petição pede Danny Devito como Wolverine no MCU


“O único homem capaz de assumir o trono após Hugh Jackman. Acreditamos que se o Wolverine fizer uma participação no Universo Cinematográfico da Marvel, o único capaz de fazê-lo é Danny Devito “, diz a petição.

Leia também: Keanu Reeves diz que toparia interpretar Wolverine nos cinemas

Recentemente, Keanu Reeves revelou que gostaria de interpretar o herói da Marvel nas telonas. Durante entrevista ao BuzzFeed , o ator respondeu algumas perguntas de fãs, entre elas qual personagem ele gostaria de interpretar. “Quando eu era criança, eu sempre quis ser o Wolverine , então, o Wolverine”, disse. 

Fonte: IG Gente
Comentários Facebook
Leia mais:  As cinco maldades de Aziz que fizeram o público odiá-lo em “Órfãos da Terra”
Continue lendo

Entretenimento

Autor brasileiro emplaca obra que pode ser o próximo “Harry Potter”

Publicado

“Espírito Perdido” é o mais novo trabalho de P.J. Maia. Misturando o universo de deuses e humanos, a obra conta a história de Keana, uma refugiada criada numa terra estranha, há muito tempo, prestes a descobrir sua origem proibida.

Leia também: Dez livros que vão te ajudar a entender a sociedade em 2019


Espírito Perdido
Divulgação

“Espírito Perdido”

A protagonista de ” Espírito Perdido ” é uma adolescente. Em entrevista, o escritor defendeu a escolha por uma personagem jovem dizendo que tema central da obra é a imortalidade e que adolescentes são fatalistas por natureza.

Leia também: George R. R. Martin fala sobre desfecho da série de livros de “Game of Thrones”

“Em Divagar [lugar em que se passa o enredo] eles não sabem que a morte existe. A descoberta de que existe um mundo mortal e o fascínio que se cria com esse perigo, algo que eles nunca viveram, é um tipo de tensão muito excitante para um adolescente. Adultos seriam bem mais racionais com uma escolha dessas, acho que essa maturidade tiraria um pouco da emoção da jornada”, defende o autor.

O reino do enredo faz certas reflexões de cunho político. Segundo o escritor, lá é um lugar totalitário, essencialmente classista e governado por uma elite minúscula que manipula as grandes massas através do controle da fé alheia e da alta credibilidade de uma imprensa estatal tendenciosa.

Por trazer um universo fora da humanidade, P.J. destaca que não se importaria em ter sua obra comparada com clássicos como “Harry Potter” e “Percy Jackson”. No entanto, ele garante que o foco deste trabalho foi criar uma aventura diferente, original e cativante. “Se eu cumprir esse objetivo, já estou satisfeito”, diz.

  • Aladdin causando euforia! 

Depois de “Dumbo”, na última terça (21), a Disney deu seguimento ao lançamento de seus clássicos em live-action. Desta vez, o contemplado foi “Aladdin”. A première mundial aconteceu em Los Angeles, nos EUA, e contou com a presença de famosos em peso. 

Leia mais:  Gabriel quer aumentar Irmandade, mas Judith é contra em “O Sétimo Guardião”

Passaram pelo tapete vermelho: Larissa Manoela, Will Smith, Mena Massoud, Naomi Scott, Marwan Kenzari e o diretor Guy Ritchie. Também estiveram presentes Helen Mirren, Terry Crews, Alfonso Ribeiro e Candace Cameron-Bure. 

  • Cenário fonográfico underground em chamas

Saindo da sétima arte para o mercado fonográfico, a Coluna Bastidores também destaca o cenário underground internacional. Na última sexta (17), Dia Internacional da Homofobia, a banda Yeasayer lançou a canção  Ecstatic Baby , que abusa do indie e do folk. A faixa faz parte do álbum “Erotic Reruns”, que será lançado em 07 de junho.

  • A máfia está reinando!

Gomorra
Divulgação

Gomorra

Don Corleone estaria orgulhoso se pudesse acompanhar o sucesso que a máfia está fazendo no século da tecnologia. Longe do universo de “Gomorra”, série terá sua quarta temporada exibida no Canal Max em junho, o personagem pertence ao clássico “Poderoso Chefão”. 

Enquanto a saga de Don Corleone descansa entre os apreciadores do gênero, logo os fãs da série “Gomorra” poderão acompanhar as disputas de poder entre as famílias mafiosas e italianas retratadas na produção. 

  • Mais detalhes e curiosidades sobre “Espírito Perdido”

P.J. Maia segurando
Reprodução/ Instagram

P.J. Maia segurando “Espírito Perdido”

O processo de criação do título aconteceu dentro de poucos anos, como destaca o autor: “primeiro esboço do livro e do universo ficou pronto em dois anos de trabalho e contou com muitos post-its, planilhas de excel e até uma wiki particular”.

Leia mais:  Familiares e músicos se despedem de MC Sapão durante velório

Antes de chegar ao Brasil, a obra foi lançada de maneira independente nos EUA. No entanto, é a ação na terra verde amarela que o autor destaca como a mais válida: “O lançamento nos EUA foi eletrônico e os comentários e críticas têm sido bem positivos, mas tudo na esfera digital. Só aqui no Brasil mesmo é que o livro está sendo recebido com abraços e sorrisos.

O novo título do autor é consequência de uma experiência particular, de um sonho interrompido, depois de abrir mão da vida que havia construído em outro país para voltar a viver no Brasil.

“Foi nesse processo de adaptação que o reino de Divagar começou a surgir na minha cabeça. Na tentativa de tentar me reconectar com o mundo ao meu redor acabei me interessando bastante por temas mais universais e ancestrais como mitologia, religiões arcaicas e a expansão dos primeiros seres humanos desde o continente africano”, explica P.J. sobre sua inspiração para a obra.

Leia também: Em tempos de empoderamento, Mariana Kupfer lança guia da maternidade solo

Espírito Perdido ” deve render boas continuações à saga. “Algo que quero explorar mais nas sequências é o desenvolvimento dos poderes dos personagens centrais e dos elos do passado com o futuro: gostaria que os personagens tivessem mais pistas sobre como as decisões deles afetam o futuro; afetam o nosso mundo”, destaca P.J. Maia .

Fonte: IG Gente
Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Política Nacional

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana