conecte-se conosco

Mulher

Quais os melhores e mais saudáveis tipos de sucos para comprar em mercados?

Publicado

Comprar sucos prontos, seja em caixinha ou garrafas, atrai cada vez mais o consumidor por ser uma alternativa rápida e prática. Apesar disso, uma dúvida frequente nesse caso é saber quais são as particularidades de cada tipo da bebida. Qual deles é o mais saudável? O suco pode entrar até na dieta de quem quer emagrecer?

Leia também: Especialista alerta que algumas dietas podem fazer mal para a saúde bucal


sucos mercado
shutterstock

Conheça os tipos de sucos mais comuns nos mercados brasileiros e saiba como escolher a melhor opção para você


Gislaine Santana, engenheira de alimentos da marca Campo Largo, ajuda a entender a composição dos tipos de sucos mais presentes nas prateleiras dos mercados brasileiros e explica a importância de prestar atenção nas embalagens. Além disso, o Delas conversou com nutricionistas para falar das propriedades de cada um dos sucos disponíveis nas prateleiras.

Suco integral


suco
shutterstock

Suco integral é feito somente com a fruta e não é composto por água. Por isso, preserva os nutrientes do alimento


Os sucos integrais devem ser feitos com as frutas sã, madura e sem adição de água. “Por ser integral, o suco preserva as características da fruta e apresenta o que ela tem a oferecer de forma prática e rápida para consumir”, diz a engenheira de alimentos.

Essa característica também é destacada por Adriana Magalhães, nutricionista da Clínica Ana Carolina Sumam. Ela diz que o suco é bom por conter somente partes da fruta e ser fonte de fibras.

Para Gislaine, é importante escolher uma marca que não possua conservantes e adição de outros componentes que não a fruta, para o suco proporcionar, dessa forma, benefícios à saúde.

“Para manutenção das características e garantia da segurança, os fabricantes utilizam diferentes tecnologias. Algumas permitem além de um longo período, que o produto não necessite ser refrigerado”, explica.

Néctar de frutas


néctar de frutas é um dos tipos de sucos mais comuns
shutterstock

O néctar de frutas, apesar de ser um dos mais comuns, não é aconselhado pelas nutricionistas pelos aditivos


Esse é um dos tipos de sucos mais comuns nos mercados brasileiros. Ele contém em torno de 20 a 30% da polpa da fruta e o restante dos componentes é água, açúcar, corante e conservante. “É uma bebida que contém muito aditivo químico”, afirma Adriana.

“Não faz bem para a saúde, até porque a quantidade açúcar é bem alta e prejudica as dietas de emagrecimento. O atrativo desse tipo de bebida é o fácil acesso nos mercados e o baixo preço”, esclarece ela.

Leia mais:  Mulher de 177 kg ganha R$ 4 mil por mês fazendo vídeos sensuais enquanto come

Para a nutricionista Danielle Marques Vitali, o suco geralmente possui mais açúcares do que água. “Seu rótulo passa impressão de ser um produto saudável, porém sua composição é preocupante devido grande quantidade de açúcar presente”, complementa.

Leia também: Como escolher o melhor suco de caixinha

Refresco em pó


suco em pó
shutterstock

Os sucos em pó não são recomendados para consumo por conter muitos açúcares, o que prejudica a saúde


Gislaine esclarece que os refrescos em pó são considerados artificiais “pela presença de compostos químicos”. Com embalagens em pacotes pequenos, do tipo sachê, o produto é constituído por corantes químicos, antioxidantes, aromatizantes, “grande quantidade de açúcar e pouca presença da fruta”.

Adriana ainda avisa que esse é o pior tipo de suco para o consumo. “O refresco em pó é um líquido que foi totalmente desidratado, para ser diluído em água. Ele tem muitos conservantes, aromatizantes, corantes e açúcar e é pobre nutritivamente”, diz a nutricionista.

Leia também: Sucos com vegetais: como aproveitar todos os benefícios dessa mistura

Suco concentrado


suco concentrado
shutterstock

Os sucos concentrados são mais pastosos e têm como característica serem produzidos a partir das frutas


A bebida, mais densa e pastosa, é produzida a partir da fruta. O alimento passa por um procedimento que retira toda sua água. “Neste processo, compostos benéficos podem ser reduzidos e o sabor do produto não é tão fiel ao sabor natural, pois as características do suco se alteram”, declara Gislaine.

A nutricionista Adriana Magalhães chama a atenção para os componentes desfavoráveis do produto. “O suco foi parcialmente desidratado. Um dos seus pontos negativos é que contém açúcar, aromatizantes e conservantes”.

Suco reconstituído


suco mercado
shutterstock

O suco reconstituído é feito a partir do tipo concentrado. Ele não é indicado por ser pobre de nutrientes e benefícios


O suco reconstituído é feito a partir do concentrado. Nesse caso, é adicionada novamente a água que havia sido retirada. “Passando por vários processos de aquecimento, concentração e armazenagem, o processo de fabricação do suco reconstituído pode acarretar alterações de seus nutrientes e vitaminas”, alerta Gislaine.

Por conta desse processo de reconstituição, a bebida é mais uma das que entram na lista das contra-indicadas pela nutricionista. “O suco reconstituído foi desidratado e dissolvido novamente. Ele contém aromatizantes e conservantes, além de ser pobre em fibras”, pontua.

Leia mais:  Como são as férias de crianças com autismo? Mãe relata experiência e dá dicas

Leia também: Suchá reduz o inchaço e ajuda a emagrecer; veja receitas

Quais os melhores tipos de sucos? E o pior?


Bandeja com garrafas cheias de sucos
shutterstock

O suco mais nutritivo é o integral, mas até ele pode atrapalhar quem está de dieta

A engenheira de alimentos Gislaine Santana e as nutricionistas Adriana Magalhães e Danielle Marques Vitali indicam o suco integral como o melhor tipo entre as opções presentes no mercado. “O recomendado é o consumo do suco integral, já que não tem conservantes, aromatizantes, corantes e nem açúcar”, diz Adriana.

“São ótimas opções para incorporar em uma alimentação mais saudável, por apresentarem um suco feito apenas com frutas ”, complementa a engenheira.

Entretanto, Adriana ressalta que o tipo integral também deve ser consumido com cautela e pode ser ruim para quem quer emagrecer. “É muito calórico e contém alto índice glicêmico”, afirma ela.

“Isso significa que o alimento entra na corrente sanguínea e dá um alto pico de glicose e o pâncreas precisa liberar muita insulina. Pra quem busca emagrecer ou tem diabetes é prejudicial”, acrescenta.

Veja a lista dos sucos mais indicados para os menos indicados, feita por Adriana Magalhães:

  1. Suco integral
  2. Néctar de frutas
  3. Suco concentrado
  4. Refresco em pó
  5. Suco reconstituído

Adriana alerta que, dos sucos industrializados, o mais indicado é o prensado a frio, pois não possui aditivos químicos e mantém seus nutrientes, além de não ter adição de açúcar. O mais correto para a nutricionista, entretanto, é “consumir sucos naturais, feitos em casa, somente com a fruta”.

Como escolher o suco ideal?


sucos de frutas
shutterstock

Para escolher o melhor tipo de suco, o segredo é ficar de olho nas embalagens e identificar os ingredientes ruins


Para escolher o suco que melhor se encaixa nas suas necessidades, a dica de ouro da engenheira de alimentos é ficar de olho nas embalagens. “Cada tipo possui uma característica nutricional diferente, com base no processo de produção, armazenamento e consumo”, conta. Segundo ela, com exceção do refresco em pó, todos os tipos de sucos possuem vitaminas e nutrientes.

Adriana pede para se atentar se o produto tem a fruta ou somente partes dela e se há aditivos na composição. “Os nomes estranhos são sempre aditivos químicos, que fazem mal à saúde. Quanto maior a lista [de ingredientes], pior, já que os sucos deveriam conter somente a fruta”, afirma ela.

Leia também: Suco verde está na lista de segredos de dieta de Claudia Raia; veja receitas

Danielle apresenta uma sugestão para facilitar a compra: “A ordem dos alimentos apresentada na lista de ingredientes indica qual item existe em maior quantidade neste produto. Por exemplo: a lista de ingredientes é: açúcar, água, concentrado de maçã, aroma natural de maçã. O maior ingrediente no suco é o açúcar, e não a fruta maçã”, explica.

De acordo com as nutricionistas, os tipos de sucos mais saudáveis são os que não possuem muitos ingredientes. “O ideal é escolher sempre sucos com composição limpa, com listas de ingredientes que você consiga entender e que tenha poucos itens, garantindo uma compra de qualidade. Suco de fruta não precisa de muitos itens”, finaliza a Danielle.

Fonte: IG Delas
Comentários Facebook
publicidade

Mulher

Fique alerta! 4 sinais de que sua pele está envelhecendo mais rápido que deveria

Publicado

source

Não é novidade que os cuidados com a pele devem mudar com a idade, já que entre muitas das mudanças que o tempo causa ao corpo é o aparecimento de rugas, flacidez e outras marcas. A questão, porém, é que dependendo da forma como você cuida da sua pele pode fazer com que esses sinais de envelhecimento apareçam antes do esperado.

Leia também: O que muda na rotina de cuidados com a pele depois dos 50 anos de idade?

mulher se olhando no espelho arrow-options
shutterstock

Alguns sinais de envelhecimento podem aparecer antes da idade esperada, tendo influência de como você cuida da sua pele

Mas como saber se a pele está envelhecendo mais rápido do que deveria? “A pele dá sinais que podem ser encarados como dicas de que não estamos tendo o cuidado adequado com ela”, diz o cirurgião plástico Mário Farinazzo, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) e Chefe do Setor de Rinologia da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP).

Pensando nisso, o profissional lista abaixo quatro sinais desse alerta do envelhecimento: 

1. Manchas marrons entre os 20 e 30 anos

Muitas pessoas observam as rugas como um sinal claro de envelhecimento, mas antes delas, as manchas escuras aparecem como um sinal óbvio do envelhecimento da pele.

Leia mais:  Mãe lambe sorvete da filha, mas se arrepende após menina contar “segredo”

“Elas surgem por causa do excesso de exposição solar sem a devida proteção da pele. Lembre-se: não existe bronzeado seguro. Para proteger a pele do envelhecimento rápido e do possível desenvolvimento de câncer de pele, use FPS 30 de amplo espectro ou mais, repassando a cada duas horas. Use filtro solar mesmo quando está nublado”, diz Mário.

Leia também: 8 erros de maquiagem que podem dar um aspecto envelhecido ao seu rosto

2. Flacidez de pele no pescoço e colo

O pescoço tem uma pele extremamente fina e está entre as primeiras áreas da pele a mostrar sinais de envelhecimento . “Geralmente, o pescoço e o colo são esquecidos na rotina, de forma que agressores ambientais, aliados aos maus hábitos alimentares e consumo de álcool, podem favorecer o aparecimento de flacidez e rugas nessa região”, comenta o médico.

“Para ajudar a recuperar e revitalizar a pele seca e áspera, use um hidratante formulado com ácido hialurônico. No consultório, é possível fazer procedimentos injetáveis, como com toxina botulínica (botox), que pode ser usada para suavizar as linhas do pescoço, e preenchimentos de ácido hialurônico para linhas finas e rugas, a fim de suavizar e rejuvenescer o pescoço.”

Leia mais:  Horóscopo do dia: previsões para 15 de setembro de 2019

3. Perda de umidade na pele

Com o envelhecimento, a pele perde umidade, o que, na maior parte das vezes, causa coceira. Combine isso com uma taxa mais lenta de renovação celular e a sua pele ficará mais dura, seca e áspera ao longo do tempo.

Para ajudar a combater os efeitos colaterais e revitalizar a pele, são indicados hidratantes com ação antienvelhecimento e esfoliação regular com ácidos prescritos por médicos. “Aplicações mais superficiais de ácido hialurônico podem ajudar a combater o problema”, comenta. 

Leia também: 5 sinais que mostram uma pele envelhecida antes do tempo e como evitá-los

4. Rugas e perda de volume facial

pele naturalmente diminui sua produção de colágeno e elastina – dois componentes-chave para mantê-la jovem – entre os 20 e 30 e trinta e poucos anos. Como resultado, é provável que algumas rugas e linhas finas surjam aqui e ali.

“Se você faz muitas expressões faciais ou dorme de lado, esses sulcos e recuos podem demorar mais para voltar ao lugar. Se você perceber um número maior de rugas aos 20 anos, pode ser um sinal de muitos danos causados pelo sol. Esse problema pode ser resolvido com neurotoxinas e preenchimentos injetáveis. Consulte um médico que irá indicar o melhor tratamento para o seu caso”, finaliza o dermatologista. 

Fonte: IG Delas
Comentários Facebook
Continue lendo

Mulher

Pistache ajuda a manter o peso e até a dormir melhor; veja como incluir na dieta

Publicado

source

Women's Health

Quais são os benefícios do pistache (e de outras nozes)? Quando você quer algo saudável, crocante e fácil de comer em qualquer lugar, nozes de todos os tipos – amêndoas, amendoins, pistache, castanha de caju – são uma ótima opção. E, considerando que as nozes são boas fontes de gordura, fibra e proteína – junto com várias vitaminas e minerais diferentes – elas realmente podem te fazer muito bem.

nozes e pistache arrow-options
shutterstock

Pistache faz parte dos grupos das oleoginosas e tem até mais benefícios que outras nozes

Leia também: Açafrão traz benefícios à saúde e ainda ajuda na perda de peso; veja como usá-lo

Sem mencionar que pesquisa sugerem que comer nozes pode ajudar a te proteger de problemas cardiovasculares como doenças cardíacas e pressão alta, além de diabetes tipo 2. Elas podem até ajudar a manter um peso saudável.

No entanto, algumas nozes são mais saudáveis do que outras. As amêndoas, em particular, são as dominantes entre as nozes, atualmente (dominando até o corredor dos laticínios, graças a todas as alternativas de leite e iogurte à base de amêndoa que existem por aí hoje em dia.) Enquanto isso, os amendoins – que são tecnicamente leguminosas atraem a atenção de muitas pessoas que buscam uma dieta saudável.

Quais são os benefícios do pistache?

pistache arrow-options
shutterstock

Pistache pode dar um up na saúde, te ajudar a dormir melhor e até se acertar com a balança

Embora possam não ser tão modernos quanto as amêndoas, os pistaches são realmente muito bons para você. “Os pistaches têm muito a ver com a saúde”, diz Kim Larson, RD, treinador de nutrição e saúde da Total Health de Seattle. Sem mencionar, que eles são simplesmente deliciosos.

Antes de passar pelos pistaches verdes e brilhantes na próxima vez em que estiver no corredor principal do mercado, lembre-se dos seguintes benefícios do pistache:

1. Eles são uma fonte sólida de fibra

A fibra é importante para diversos aspectos da sua saúde, como manter o trato intestinal funcionando corretamente e ajudar a manter um peso saudável . E os pistaches fornecem bastante! Como a fibra melhora a saciedade, os pistaches podem ajudar no controle do peso, se consumidos nas quantidades apropriadas, diz Larson.

Leia mais:  Mãe lambe sorvete da filha, mas se arrepende após menina contar “segredo”

2. Os pistaches têm menos calorias do que a maioria das nozes.

A maioria das nozes contêm muitas calorias! Embora, no papel, os pistaches contenham 159 calorias por punhado (veja mais detalhes abaixo), uma pesquisa recente do Serviço de Pesquisa Agrícola sugere que eles podem, na verdade, conter cinco por cento menos calorias do que pensávamos.

3. Eles estão cheios de antioxidantes

“Devido à sua cor roxa e verde, os pistácios podem ter mais antioxidantes e efeitos anti-inflamatórios do que outras nozes”, diz Angelone.

Essas cores são causadas pelos nutrientes luteína (que está relacionada ao beta-caroteno e vitamina A) e antocianina. “A maioria das outras castanhas não possui antocianina”, diz a nutricionista Julie Upton, MS, RD, cofundadora do site de nutrição Appetite for Health.

4. Eles podem ajudá-lo a dormir melhor

Curiosidade surpreendente sobre os pistaches: Eles contêm melatonina, um hormônio que regula o ciclo do sono. De fato, de acordo com Angelone, eles são a castanha mais rica em melatonina. “Comer um punhado de pistache é como tomar um suplemento de melatonina”, diz ela.

5. É mais difícil você exagerar na dose comendo pistaches

Em comparação com outras nozes, os pistaches têm um bom equilíbrio de proteínas e gorduras, o que pode ajudar a te encher e mantê-la saciada, diz Upton. Além disso, comê-los com casca também ajuda a evitar excessos. Basicamente, com todo o tempo que você gasta quebrando cascas de pistache para chegar às nozes, você se esforça para se sentir saciado antes de exagerar na dose.

6. As gorduras saudáveis ​​dos pistaches sustentam a saúde a longo prazo

Graças às gorduras saudáveis ​​(principalmente monoinsaturadas e poliinsaturadas), comer pistaches pode melhorar sua saúde a longo prazo. Especialistas acreditam que essas gorduras podem ajudar a diminuir o colesterol LDL (também conhecido como ruim), reduzindo o risco de ataque cardíaco e derrame. Eles também ajudam a desenvolver e manter suas células.

Leia mais:  Noiva acusa madrinhade ser o centro das atenções e cobra dela R$ 152 mil

Leia também: 5 motivos para não ter mais medo da gordura – até se você quer emagrecer

Além disso, as gorduras polinsaturadas também contêm ácidos graxos essenciais que seu corpo precisa para o funcionamento do cérebro. “Comê-los pode ajudar a retardar o declínio cognitivo relacionado à idade”, sugere Larson.

As informações nutricionais do pistache

diferenças arrow-options
shutterstock

Há diferenças entre o pistache comprado com casca ou sem

Quando você deseja comprar pistaches, normalmente tem que escolher entre duas opções diferentes: sem casca ou com casca. Aqui estão as informações nutricionais de um punhado de pistache sem casca (cerca de 49 grãos), de acordo com o Banco de Dados de Nutrição do USDA:

  • Calorias: 159
  • Gorduras: 12.8 gramas
  • Proteína: 5,72 gramas
  • Carboidratos: 7.7 gramas
  • Fibra: 3 gramas
  • Açúcares: 2 gramas

E as informações nutricionais de um punhado de pistache ainda nas “conchas”, de acordo com o USDA Nutrition Database:

  • Calorias: 85
  • Gordura: 7 gramas
  • Proteína: 3 gramas
  • Carboidratos: 4 gramas
  • Fibra: 1,5 gramas
  • Açúcares: 1 grama

De acordo com a nutricionista e porta-voz da Academia de Nutrição e Dietética Sonya Angelone, RD, os pistaches são uma boa fonte de fibras, proteínas, minerais magnésio e cobre, vitamina E, folato e compostos naturais para baixar o colesterol chamados esteróis vegetais. “Eles também são uma boa fonte de gorduras monoinsaturadas saudáveis”, acrescenta ela.

Mas qual é a maneira mais saudável de comer pistache?

pistache arrow-options
shutterstock

Você pode pistache puro, incluí-lo em receitas ou fazer uma crosta que combina muito bem com diversos tipos de carne

Para começar, você sempre pode apenas comer um punhado deles puros mesmo.

No entanto, se você quiser ser um pouco mais criativo, Upton recomenda esmagar um punhado de pistaches e usá-los como crosta no preparo da carne. Eles também são um ótimo complemento para praticamente qualquer receita saudável de biscoito ou bolo à qual você normalmente adicionar nozes.

Leia também: 6 dicas para comer os alimentos do jeito certo e ter uma dieta saudável de fato

Os pistaches também são uma ótima maneira de fazer com que a mistura de granola caseiras sejam mais “extravagantes”, diz Larson. Além disso, eles adicionam uma boa crocância (e mais proteína!) aos pratos e saladas vegetarianas. 

Fonte: IG Delas
Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Política Nacional

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana