conecte-se conosco

Política Nacional

“PSL está de braços abertos para você”, diz Frota a Tabata Amaral

Publicado

Tabata Amaral arrow-options
Divulgação

“PSL está de braços abertos para você”, diz Frota a Tabata Amaral

O vota da deputada federal Tabata Amaral (PDT-SP) a favor da reforma da Previdência ainda reverbera nos corredores do Congresso. A parlamentar e outros sete do partido, que é de oposição ao governo, correm risco de expulsão da sigla por conta do posicionamento.

Leia também: “Faltou experiência e maturidade”, diz presidente do PDT sobre Tabata Amaral

No entanto, se depender de Alexandre Frota (PSL-SP), a colega ficará pouco tempo sem partido. Em uma publicação em suas redes sociais, o parlamentar convidou para se juntar à sigla do presidente Jair Bolsonaro: ” Tabata Amaral o PSL está de braços abertos pra você. Partido não vai faltar. Força aí”, escreveu.





De acordo com o PDT, a sigla abrirá um processo interno na Comissão de Ética do partido contra os oito deputados que contrariaram a orientação partidária e votaram a favor do texto base da reforma da Previdência. A assessoria de imprensa do partido informou que, diante da divergência dos votos desses parlamentares em relação a um posicionamento aprovado por maioria do diretório nacional, “tem um rito estatutário que vai ser seguido”. A decisão final — que poderia ser de expulsão — caberá ao diretório nacional do partido.

Leia mais:  Mudança do Coaf pode afetar investigações sobre corrupção, dizem procuradores

Em entrevista ao jornal O Dia, o presidente nacional do PDT , Carlos Lupi disse que vê a decisão de Tabata como falta de experiência e imaturidade, mas que não deixará que o PDT pague por isso: “Fazer ela de Cristo ou de vítima, para colocar o partido como algoz… Eu estou velho para isso. Nessa eu não caio. Já estamos tão desmoralizados, se isso passar em branco, se não acontecer nada, aí é muito ruim”.

Ele afirmou ainda que existia, sim, o objetivo de colocar Tabata como possível candidata à Prefeitura de São Paulo nas próximas eleições, mas que o episódio pode fazer com que a ideia seja descartada. Entretanto, disse que vai avaliar bem o caso para evitar que uma expulsão possa prejudicar o partido. 

“Hoje, alguns desafiam para ser expulsos por causa do parecer no Supremo que diz que, quando o deputado sofre expulsão, o partido não pode pedir o mandato de volta. Tudo isso vamos pesar, porque ninguém aqui é bobo”, garantiu Lupi. 

Leia também: Depois de aprovar texto-base da reforma, Câmara vota hoje emendas e destaques

Leia mais:  De surpresa, Bolsonaro caminha à Câmara e prestigia homenagem a humorista do SBT

Por fim, ele ainda fez questão de ressaltar que tem origem “tão ou mais humilde” do que a Tabata Amaral e que o PDT não irá acabar se ela sair: “O partido, a instituição, é mais forte que as pessoas. Quando as pessoas acham que elas são mais fortes que as instituições, tem alguma coisa errada. As instituições são perenes, as pessoas são passageiras”.

Fonte: IG Política
Comentários Facebook
publicidade

Política Nacional

Diretório do PSDB em São Paulo adia pedido de expulsão de Aécio do partido

Publicado

Aécio arrow-options
Lula Marques/Agência PT – 30.8.16

Diretório do PSDB em São Paulo adia pedido de expulsão de Aécio do partido

A decisão sobre um eventual pedido de expulsão do deputado federal Aécio Neves (MG) e do ex-governador do Paraná Beto Richa do PSDB dominou metade da reunião do diretório estadual de São Paulo, na segunda-feira. Sem consenso sobre pressionar oficialmente pela saída dos filiados, integrantes da legenda decidiram empurrar a discussão para próxima reunião, prevista para segunda-feira, dia 22.

Leia também: Tucanos de São Paulo pressionam por saída de Aécio do PSDB

O encontro de anteontem havia sido convocado para tratar do planejamento estratégico para as eleições municipais de 2020. Após uma hora de reunião, o presidente do diretório estadual, Marco Vinholi, pediu que assessores deixassem a sala para que fosse debatida em privado uma eventual representação do diretório estadual à Executiva Nacional pedindo a expulsão de Aécio e Richa.

Uma parte dos presentes pediu que o deputado e o ex-governador fossem desligados sob o argumento de não “contaminar” os candidatos nas eleições municipais. Investigados em suspeitas de corrupção, os dois tucanos são considerados pelo grupo “tóxicos” àqueles que vão disputar o processo eleitoral.

Leia mais:  ‘Não tem derrota nenhuma’, diz Bolsonaro sobre Guaidó

A possibilidade de pedir a expulsão dos filiados enfrentou divergência. Outra ala argumentou que o diretório estadual não seria a “instância adequada” para requerer a expulsão e que a medida abriria precedente para que outros diretórios estaduais também cogitassem o afastamento de correligionários de São Paulo.

Segundo o deputado federal Wanderlei Macris ( PSDB -SP), o presidente do diretório preferiu fazer um “debate mais amplo” na próxima semana: “A discussão não foi muito aprofundada, (…) ficou para semana que vem.”

No âmbito da Executiva Nacional do PSDB, o pedido de expulsão de Aécio Neves ainda precisa aguardar a instalação do conselho de ética. Não há previsão para o colegiado entrar em funcionamento, já que, para isso, é preciso esperar o Tribunal Superior Eleitoral validar as atas da convenção.

Leia também: Aécio Neves vira réu por corrupção em caso da doação de Joesley Batista

Os integrantes do conselho de ética foram eleitos em maio passado na convenção nacional do PSDB. O ex-vice-governador do Espírito Santo César Colnago será o presidente do conselho e a secretária será a deputada federal Bia Cavassa.

Leia mais:  Comissão de Direitos Humanos da Câmara aprova criminalização da homofobia

Fonte: IG Política
Comentários Facebook
Continue lendo

Política Nacional

Pesquisa: Dois terços dos brasileiros são contra filho de Bolsonaro em embaixada

Publicado

Eduardo arrow-options
Reprodução/Instagram/Bolsonarosp

Pesquisa: Dois terços dos brasileiros são contra filho de Bolsonaro embaixador

Um levantamento divulgado pelo instituto Paraná Pesquisas revelou que quase dois terços dos brasileiros são contra a indicação do deputado federal Eduardo Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, para o cargo de embaixador do Brasil nos Estados Unidos.

Leia também: Embaixadores brasileiros em Washington “não fizeram nada de bom”, diz Bolsonaro

 A pesquisa ouviu 2.118 pessoas em 160 cidades entre os dias 13 e 17 de julho e fez o seguinte questionamento: “o sr(a) concorda ou discorda com o Presidente Jair Bolsonaro em nomear seu filho Eduardo Bolsonaro como embaixador do Brasil nos Estados Unidos?”. Enquanto 65% dos entrevistados foi contra a presença do deputado na embaixada, 28,7% se posicionaram a favor da indicação do parlamentar.

O nome do deputado foi ventilado pelo presidente Jair Bolsonaro para a embaixada brasileira na última quinta-feira (11), um dia depois do filho completar 35 anos, idade mínima para ser embaixador.

No dia seguinte, o deputado listou suas credenciais para assumir o posto. “É difícil falar de si próprio. Mas não sou um filho de deputado [presidente] que está do nada vindo a ser alçado a essa condição. Existe um trabalho sendo feito, sou presidente da Comissão de Relações Exteriores [da Câmara], tenho uma vivência pelo mundo”, disse Eduardo, após reunião com o chanceler Ernesto Araújo, no Palácio do Itamaraty.

Leia mais:  Michelle barra acesso de Frota à família Bolsonaro após ataque a Eduardo

“Já fiz intercâmbio, já fritei hambúrguer lá nos EUA , no frio do Maine, estado que faz divisa com o Canadá. No frio do Colorado, numa montanha lá, aprimorei meu inglês. Vi como é o trato receptivo do norte-americano para com os brasileiros”, listou o filho do presidente . “Então acho que é um trabalho que pode ser desenvolvido”, afirmou.

Leia também: Eduardo Bolsonaro cita pós-graduação não concluída em currículo para embaixada

A declaração de Eduardo Bolsonaro e a indicação em si causaram revolta na oposição, que vem criticando a atitude do presidente. Parte da base do governo também se irritou com a ideia de um dos filhos de Bolsonaro assumir um cargo tão importante. Para parte dos aliados do presidente, a atitude gera um desgaste desnecessário.

Fonte: IG Política
Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Política Nacional

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana