conecte-se conosco

Mato Grosso

Policiais militares discutem atuação dos Grupos de Apoio

Publicado

Os policiais militares que atuam nos chamados Grupos de Apoio (GAp) participam em Cuiabá do primeiro seminário de regulamentação dessa modalidade operacional. Participam cerca de 180 militares, entre praças e oficiais, dos 141 municípios mato-grossenses.

O encontro incluí atividades teóricas, práticas e operacionais sobre abordagem, análises criminais, dados de produtividade, entre outros temas.   

Na abertura, realizada na manhã desta quinta-feira (13.02), o comandante-geral da PM, coronel Jonildo José de Assis, destacou a importância da participação dos policiais e agradeceu a disposição de todos que vieram a Cuiabá em busca de mais conhecimento para melhoria da atividade policial.

Na avaliação do comandante, ao estudar as técnicas operacionais, a PM embasa melhor suas ações e torna os resultados mais satisfatórios à população do Estado.

Na palestra de abertura o tenente-coronel Januário Antônio Edwiges Batista, comandante do 4º Batalhão de Várzea Grande e coordenador do seminário, apresentou o plano de ação do GAp, como funciona a seleção de efetivo, o treinamento, os equipamento utilizados, entre outras informações.

Leia mais:  Nota MT distribuirá R$ 800 mil em prêmios em dois sorteios este mês

Januário pontuou que ao atuar seguido o ‘ABC’ das atividades policiais (Abordagem, Busca pessoal e/ou veicular e Checagem) o policial consegue fazer a diferença e dar respostas positivas à sociedade na prevenção e repressão à criminalidade.

No período vespertino o encontro acontece na Escola Superior de Formação de Praças (Esfap), com grupo de trabalho.

Na manhã desta sexta-feira (14) o seminário prossegue na Esfap. Já no período da tarde, a partir das 14h, os policiais do GAp de todos os comandos regionais vão às ruas de Cuiabá e Várzea Grande uma operação integrada. O lançamento da ação será na Praça Alencastro.   

Os Grupos de Apoio são formados por policiais treinados para dar o apoio necessário às equipes do serviço ordinário, ou seja, do policiamento de rotina, em ocorrências que exigem reforço policial imediato. Por ser uma atividade recente na PMMT, o seminário terá, entre outras funções, propor e debater procedimentos regulamentadores.

Na solenidade de abertura o pelo tenente-coronel Januário Antônio Edwiges Batista fez uma homenagem simbólica, entregou ao comandante-geral coronel Assis e ao subchefe do Estado-Maior Geral Wankley Correia Rodrigues uma camiseta com o braçal do GAp.

Leia mais:  Sema e PM apreendem iscas irregulares e armas em Canarana

 

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Governo vai ampliar as vagas nos presídios em pelo menos três mil até 2023

Publicado

O Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), irá criar pelo menos mais três mil vagas nos presídios estaduais até o final dessa gestão, em 2023.
A garantia foi dada pelo governador Mauro Mendes nesta quinta-feira (20.02), durante o evento que marcou os 32 anos do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) de Mato Grosso.

De acordo com o chefe do Executivo, a criação de novas vagas nas unidades prisionais faz parte do programa “Tolerância Zero”, que será lançado no próximo mês. 

O programa prevê uma série de medidas de enfrentamento à criminalidade do Estado e de reforço às ações da Segurança Pública. 

“O programa vai se chamar Tolerância Zero porque é assim que nós nos sentimos, já sem tolerância para a criminalidade. E estaremos com a tolerância ainda menor com quem desrespeita a lei e o cidadão de bem desse Estado”, afirmou o governador.

Atualmente, a população carcerária de Mato Grosso está em torno de 12 mil presos, mas a capacidade das unidades prisionais é de 6.669 vagas em 53 estabelecimentos.

Leia mais:  Nota MT distribuiu quase R$600 mil em prêmios para entidades sociais

Uma das unidades que irá contribuir para a ampliação das vagas é a Penitenciária de Jovens e Adultos em Várzea Grande, com 1008 vagas. A obra está em andamento e a entrega deve ocorrer neste semestre. Somente a reforma na Penitenciária de Mata Grande e a conclusão do Centro de Detenção Provisória (CDP) de Peixoto de Azevedo devem gerar outras 600 vagas ainda neste ano.

“O Tolerância Zero fará investimentos relevantes nos presídios. Iremos abrir novas alas inclusive de segurança máxima para deter os criminosos de alta periculosidade”, ressaltou.

Mendes lembrou que, em 2019, a Sesp fez uma grande força-tarefa de vistoria na Penitenciária Central do Estado (PCE) e retomou o controle da unidade, cortando regalias e irregularidades.
Conforme o governador, ações como essas impedem o avanço das facções e promovem aumento da segurança e bem-estar social.

“O Tolerância Zero será também um grande programa de infraestrutura na Segurança Pública. Já autorizei a compra de quatro mil pistolas Glock, que são as mais modernas disponíveis. Também vamos adquirir viaturas, motocicletas e outras tecnologias, na medida das possibilidades diante da recuperação financeira, de modo a melhorar a eficiência do Estado na Segurança”, destacou.

Leia mais:  Governo esclarece visita técnica às obras do VLT

O secretário de Segurança Pública, Alexandre Bustamante, explicou que o programa trata, principalmente, do endurecimento do Estado quanto ao crime organizado, estabelecendo novos padrões de reaparelhamento das Polícias Civil e Militar.

“O programa cumpre uma promessa de campanha do governador e está no plano de governo para esta gestão. Nosso principal objetivo é evitar que o crime organizado se instale de forma permanente no Estado e para isso, diversas medidas estão sendo tomadas. Posso citar a criação de delegacias especializadas, como a Delegacia de Combate à Corrupção, a compra de novas viaturas e armamentos, além da instalação do inquérito digital, que vai melhorar a atuação da Polícia Civil”, pontuou Bustamante.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Governador e primeira-dama são homenageados em solenidade comemorativa do Bope

Publicado

Homenagens e entrega de medalhas marcaram a solenidade de aniversário de 32 anos de criação do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), realizada na manhã desta quinta-feira (20.02), na sede da unidade especializada da Polícia Militar, em Cuiabá.

A cerimônia contou com presença do governador do Estado, Mauro Mendes, acompanhado da primeira-dama Virgínia Mendes, do secretário de estado de segurança pública, Alexandre Bustamante e do comandante-geral da Policia Militar, coronel Jonildo José de Assis

A primeira-dama de Mato Grosso, Virginia Mendes e o governador Mauro Mendes foram homenageados com a medalha Mérito Policial Especial, por sua dedicação as ações do batalhão. Virginia, que é madrinha do projeto social Judô Bope, que atende mais de 300 alunos entre crianças, adolescentes e adultos reafirmou sua parceria com o Bope para beneficiar ainda mais pessoas neste ano.

“Fico lisonjeada em receber essa honraria dos policiais. Em 2019, participamos da entrega de um tatame para o projeto de judô desenvolvido pelos militares  que beneficia tantas crianças e jovens com a prática esportiva. Este ano continuamos firmes nesta parceria do bem”, destacou Virginia Mendes.

Leia mais:  Dez mulheres são detidas quando tentavam entrar com drogas e celulares em presídios

O governador Mauro Mendes disse que o aprimoramento técnico da tropa garante atuações enérgicas no combate à criminalidade. “Este ano vamos investir em armamento para a nossa polícia. Mais de 50 fuzis serão adquiridos para o Bope. Essa unidade de operações especiais presta relevantes serviços na área da segurança pública. Tenho respeito a esse batalhão que enfrenta situações de alta periculosidade. Fico orgulhoso em receber esse reconhecimento de uma unidade que nos orgulha por seus serviços prestados à população e a criminalidade será tratada com tolerância zero em nosso estado”, ressalta o governador. 

O batalhão conta atualmente com 118 policiais militares e ao longo dos anos aprimorou suas ações de combate ao crime com rapidez e precisão. O comandante-geral da PM, coronel Jonildo José de Assis declarou que o comprometimento fez da tropa uma grande referencia nacional em policiamento operacional.

“A tropa dos homens de preto, com sua técnica já erradicou práticas delituosas na região como os crimes, chamados de “Novo Cangaço” e salvou inúmeras vidas, como em ocorrências de grande complexidade como assalto com refém, roubo a banco, ações criminosas que envolvem artefatos explosivos e de combate ao tráfico de entorpecentes. Essa é a nossa missão como policiais militares, esta pronto para qualquer perigo” destacou Assis.

Leia mais:  Alunos de escolas estaduais passam em Medicina e outros cursos da UFMT

Vinte e seis policiais militares “caveiras” pioneiros também foram homenageados e agraciados com a moeda comemorativa de aniversário do Bope. O comandante da unidade, tenente-coronel Ronaldo Roque declarou que a evolução da doutrina de operações especiais da unidade só foi possível graças ao empenho da tropa, que desde  sua criação, em fevereiro de 1988, busca o aprimoramento técnico para desenvolvimento tático das operações especiais.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Política Nacional

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana