conecte-se conosco

Policial

Polícia Civil prende suspeito de arrombar e furtar comércios em Juína e Castanheira

Publicado

Assessoria| PJC-MT

Um homem de 30 anos envolvido em vários furtos na cidade de Castanheira, mediante escalada e rompimento de obstáculo, foi preso pela Polícia Civil de Juína, em cumprimento de mandado de prisão. O suspeito, Cleudimar Correa Martins, 30 anos, é conhecido na região como “homem aranha”, em razão dos furtos cometidos no comércio com escalada das paredes.

O suspeito entrava nos estabelecimentos pelo telhado, de onde levada vários produtos. Em um dos furtos, ocorrido no dia 1 de junho, subtraiu 54 frascos de perfumes de marcas, que foram encontrados escondidos dentro de uma mala.

O ladrão foi localizado, na sexta-feira (07), na região central de Juína. Durante atividade policial de repressão ao tráfico de drogas da Polícia Civil, nas imediações do terminal rodoviário da cidade, os policiais foram informados sobre o suspeito que ficava ali naquela proximidade, mas ele não foi encontrado.

Em continuidade aos trabalhos, Cleudimar que já estava com o mandado de prisão requisitado à Justiça pelo delegado Marco Bortolotto Remuzzi, foi abordado perto da igreja católica de Juína, no bairro Módulo I, tendo no momento confessado o furto praticado na farmácia de Castanheira. Ele também contou onde estavam os produtos furtados, que foram localizados dentro de uma deixada em um ponto na MT 170, a qual disse que aguardava a “poeira baixar” para vender os produtos furtados.

Leia mais:  Polícia Civil, Procon e CREF17 fiscalizam mais duas academias em Cuiabá

O suspeito responde por outros furtos e já ficou preso em Nova Mutum. Ele encontra-se preso em Juína.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
publicidade

Policial

Autores de roubo em Alto Araguaia têm prisão cumprida em Goiás

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Três autores de crime de roubo cometido no município de Alto Araguaia (415 km ao Sul) foram presos pela Polícia Civil de Mato Grosso no Estado de Goiás. A ação foi deflagrada com apoio da Polícia Militar local para cumprimento dos três mandados de prisão em abertos.  

Com as prisões decretadas pela Comarca de Alto Araguaia, os suspeitos D.P.B., 21, I.G.C.J., 22, e L.R.M., 42, foram localizados e presos na terça-feira (19.06), na cidade de Santa Rita do Araguaia (GO).

Os três foram descobertos nas diligências pra apurar um roubo ocorrido no ano de 2018, no centro da cidade de Alto Araguaia. Na ocasião, indivíduos com armas de fogo assaltaram um estabelecimento comercial, o qual também atuava como correspondente bancário.

As investigações realizadas pelo Núcleo Investigativo Operacional (NIO), da Delegacia de Polícia de Alto Araguaia, identificaram o trio como os responsáveis pelo crime. Diante dos indícios a Polícia Civil representou pelos pedidos de prisão dos envolvidos.  

Leia mais:  Polícia Civil prende estelionatário por anúncio falso de aluguel de casa

Com as ordens judiciais decretadas pela Justiça, a equipe de policiais civis do NIO conseguiu levantar o paradeiros dos investigados em Santa Rita do Araguaia (GO), região de divisa com Mato Grosso. A ação para prisão dos três procurados contou com apoio da Polícia Militar de GO. 

Após cumprimento dos mandados de prisão, os presos foram levados para Delegacia de Alto Araguaia, e posteriormente transferidos para Cadeia Pública onde permanecerão à disposição da Justiça.

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Trio envolvido em homicídio em Araguainha é preso logo após o crime

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Os três autores de um homicídio bárbaro, ocorrido na cidade de Araguainha, foram presos em flagrante pela Polícia Civil de Alto Araguaia com apoio da Polícia Militar, na segunda-feira (18.06), logo após o crime. Os suspeitos, Rosimar Neves da Rocha, 28, Ruan Fernandes da Silva, 18, e Thiago Augusto da Silva, 32, confessaram o crime e foram autuados em flagrante por homicídio qualificado.

O crime que vitimou, Geraldo Pereira Bezerra, 32, ocorreu na madrugada de 18 de junho, na casa da vítima, no Centro de Araguainha. Na ocasião, a vítima foi surpreendida pelos criminosos, que inicialmente o torturaram com golpes de faca e depois atearam fogo em seu corpo.

A Polícia Militar foi acionada por vizinhos que perceberam a ação dos criminosos. Quando a equipe chegou ao local, a vítima ainda estava com vida, porém logo em seguida não resistiu aos ferimento e morreu no local.

Diante da situação, as equipes da Polícia Civil e do Núcleo Investigativo Operacional (NIO) da Delegacia de Alto Araguaia foram acionadas e sob a coordenação do delegado Carlos Roberto Moreira de Oliveira, agiram rápido, conseguindo identificar e prender os autores do crime.

Leia mais:  Servidor da Prefeitura de Colíder é preso pela Polícia Civil após descumprir medidas protetivas

Questionados, os suspeitos confessaram o crime e disseram que executaram a vítima por conta de um desentendimento entre eles. Após serem detidos, os autores foram encaminhados para Delegacia de Alto Araguaia, onde o flagrante foi lavrado pelo delegado Fernando Fleury.

A ação contou com a participação de policiais militares de Ponte Branca, investigadores plantonistas da Delegacia de Polícia Civil de Alto Araguaia, e com a equipe de Policiais do Núcleo Investigativo Operacional (NIO) da mesma Delegacia.

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Política Nacional

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana