conecte-se conosco

Policial

Polícia Civil indicia dois suspeitos de estelionato em Sapezal

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Uma fraude praticada contra uma empresa de agronegócio em Sapezal levou a detenção de duas pessoas na última sexta-feira (10). O gerente da empresa e mais uma pessoa vão responder por crime de estelionato e falsidade ideológica.

Os suspeitos R.F.F. 52 anos, que seria o dono de uma empresa de fachada e o gerente da empresa vítima, M.R.M, 49 anos, foram autuados em flagrante.

O gerente teria montado a empresa de fachada para prestar serviços a própria firma que trabalhava. O proprietário percebeu que vários cheques tinha sido emitidos para a tal empresa, que na realidade não prestava nenhum serviço, mas vinha recebendo valores vultosos, incompatíveis com o mercado.

O comunicante, que é proprietário da empresa, relatou que no último dia 02 de maio foi informado pela instituição financeira que um cheque emitido para pagamento de uma prestação de serviço, estava sendo depositado pelo gerente geral da empresa, M.R.M., em sua conta pessoal.

A partir de então foram solicitadas microfilmagens dos cheques emitidos em favor do prestador de serviço R.F.F., bem como solicitado ao setor administrativo da empresa que emitisse relatórios das transações e levantamentos dos contratos a fim de averiguar internamente os indícios de fraude na empresa.

Leia mais:  Traficante com várias passagens é preso Polícia Civil de Nova Xavantina

Nos contratos foi verificado que havia apenas um contratado e que os valores eram substancialmente maiores que os vigentes no mercado para prestação de serviços de funilaria em algodoeira.

A vítima observou ainda que os cheques relacionados com os contratos em questão foram depositados na conta do suspeito e que tal prática pode estar ocorrendo desde 2011.

Nesta sexta-feira (10.05), o suspeito utilizou a senha da vítima para viabilizar a troca dos cheques no valor de R$ 50 mil, sem que o proprietário da empresa (comunicante) soubesse da transação bancária.

A equipe de policiais civis conduziu os suspeitos até a Delegacia de Sapezal e na carteira de M.R.M. foi encontrada a folha de cheque da referida instituição bancária no valor de  R$ 38.350,00.

Na carteira do suspeito R.F.F., a Polícia Civil encontrou outra folha de cheque no valor de R$ 50 mil. Ambos foram indiciados pela Autoridade Policial de Sapezal.

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
publicidade

Policial

Operação integrada cumpre mandados contra grupo criminoso atuante na região Oeste de MT

Publicado

Assessoria | PJC-MT

As Polícias Civil e Militar em ação conjunta deflagraram, na manhã desta quinta-feira (23.05), a operação “Passo Marcado”, com objetivo de dar cumprimento a 31 ordens judiciais, entre mandados de prisão e busca e apreensão domiciliar. As ordens judiciais tem como alvo um grupo criminoso atuante na região oeste do Estado nos crimes de roubos majorado, associação criminosa armada, posse e porte de arma de fogo e comércio ilegal de arma de fogo.

Os mandados judiciais, cumpridos nas cidades de Pontes e Lacerda e Figueirópolis D’Oeste, foram representados pela Polícia Civil, sendo expedidas seis ordens de prisão preventiva contra os suspeitos, Magdieldo dos Santos Silva, Arlindo Portilho Sobrinho, Josue Xavier da Silva, Eliazar Daniel da Silva, Marcio da Silva Santos e Vagner Leonel Garcia.

Com base nas investigações da Polícia Civil, a Justiça também decretou 25 mandados de busca e apreensão domiciliar, nos endereços dos investigados, de familiares e de outras pessoas que rtem elação com o grupo criminoso. O material apreendido durante as buscas ainda está sendo contabilizado pelas equipes policiais.

O grupo criminoso é investigado há cerca de 6 meses pela Polícia Civil, tendo o trabalho iniciado após a ocorrência de três roubos de caminhonetes modelo Toyota Hilux, na cidade de Figueirópolis D’ Oeste. Foram identificados como líderes do grupo, Magdieldo dos Santos Silva, Arlindo Portilho Sobrinho e Thiago Soares Nascimento, que tiveram mandados de prisão expedidos Justiça.

Leia mais:  Polícia Civil prende 4 por envolvimento com tráfico de drogas em Rondonópolis

Durante as investigações, foram presos em flagrante pela Polícia Militar, Alessandro Cesar Santos Veiga, Thiago Soares Nascimento, Elton Douglas Ferreira dos Santos e Cristovão Oliveira dos Santos (executor de três roubos), além de identificada a participação de Tiago Fhellype Ney de Almeida (que continua foragido).

Segundo apurado, os suspeitos com emprego de arma de fogo subtraíram uma caminhonete Hilux no dia 28 de março também na cidade de Figueirópolis D’Oeste, cuja prisão foi realizada já na cidade de Pontes e Lacerda. Atuando da mesma forma, os integrantes do grupo foram identificados como autores de um crime idêntico no dia ocorrido no dia 16 de março, em Pontes e Lacerda, ocasião em que as vítimas foram mantidas em cativeiro até o amanhecer.

Foi descoberto na investigação, que Magdieldo vulgo Magno é segurança particular/noturno na cidade e o responsável por identificar as vítimas e repassar ao grupo criminoso, além de dar todo apoio logístico ás ações. Também apurou-se que ele goza de suposta credibilidade na cidade tendo sido candidato a vereador e ficando como 1º suplente nas eleições de 2016. 

Leia mais:  Traficante com várias passagens é preso Polícia Civil de Nova Xavantina

Além dos roubos de veículos, a Polícia Civil apura o envolvimento de Thiago Soares do Nascimento em, pelo menos, dois crimes de furto a banco com a utilização de explosivos, fatos ocorridos em dezembro de 2018 na cidade de Jauru e fevereiro de 2019 na cidade de Figueirópolis D’ Oeste.

Participaram da operação, policiais civis de Jauru, Polícia Militar, ARI do 12 CR, Força Tática , DeFron, policiais civis de Comodoro, Campos de Júlio, Nova Lacerda, Vila Bela da Santíssima Trindade, Delegacias Regional e Municipal de Pontes e Lacerda, Policiais Civis de São José dos Quatro Marcos, Rio Branco e Mirassol d Oeste.

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Gado roubado em Nossa Sra. do Livramento é recuperado pela Polícia Civil em Várzea Grande

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Um rebanho de gado roubado de uma propriedade na zona rural do município de Nossa Senhora do Livramento (42 km ao Sul) foi recuperado pela Polícia Judiciária Civil, na terça-feira (21.05), durante diligências realizadas pela Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Várzea Grande (Derf-VG).

O assalto aconteceu na manhã de segunda-feira (20.05), na Fazenda Monjolo, na Rodovia BR 070. Três indivíduos armados invadiram o local onde renderam o proprietário que foi amarrado e mantido em cárcere dentro de um dos cômodos, por cerca de 10 horas.

Na ocasião, foram levadas vinte cabeças de gado, um touro e uma motosserra. Os criminosos usaram o telefone rural da vítima para ligar para os freteiros buscar os bois, e ainda fizeram almoço na casa.

Em investigação para apurar o roubo, os policiais civis da Derf Várzea Grande levantaram as informações que os animais estariam em um sítio em Várzea Grande. Com base nas suspeitas, a equipe foi até o endereço onde recuperaram o gado.

Leia mais:  Polícia Civil prende 4 por envolvimento com tráfico de drogas em Rondonópolis

O responsável pelo sítio não foi encontrado no momento da chegada dos policiais civis. No entanto, o já foi identificado e intimado para esclarecimentos dos fatos.

As diligências continuam com objetivo de prender os autores do roubo.

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Política Nacional

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana