conecte-se conosco

Mato Grosso

PM prende membro de quadrilha especializada em roubo de cargas e carretas

Publicado

Policiais militares de Guarantã do Norte (a 708 quilômetros de Cuiabá) prenderam, na sexta-feira (10), homem de 45 anos por envolvimento no assalto de uma carreta carregada de feijão, com vítima sendo mantida em cárcere privado. Há suspeita ainda que R.L. faça parte de uma quadrilha especializada em roubos de cargas e carretas.

O suspeito, que está em liberdade na condicional, participou de um roubo de avião em Sinop, quando um policial federal foi morto. Os militares chegaram até o suspeito depois de denúncia de que o motorista de um Corolla estaria coordenando roubos de carretas com cargas na cidade.

A denúncia acrescentava ainda que em frente a uma residência no bairro, na região central, teria uma carreta estacionada há alguns dias. No local, os militares checaram a placa que não conferia com o chassi.

O suspeito estava em frente à casa e na primeira conversa disse que não sabia da procedência do veículo, mais autorizou a equipe entrar em sua residência. Dentro, encontraram uma caixa com lixos e a chave do veículo. A PM conseguiu identificar a placa original e confirmar que se tratava de um produto de roubo.

Leia mais:  Operação Lei Seca prende 83 motoristas por embriaguez ao volante

Dentro da carreta foi localizada uma carteira de trabalho que seria do  motorista. Em contato, ele disse que foi vítima de assalto e teria ficado em cárcere privado. Ele contou também que a carreta havia sido levada no assalto à mão armada, e que estava carregada de feijão. Em revista, ainda na casa do suspeito, foi encontrada uma agenda contendo várias informação de veículos e cargas vendidas, inclusive do feijão tomado no assalto.

O modus operandi da quadrilha seria de muita agressividade. Após os roubos, mantinham as vítimas em cárcere privado até levarem os veículos roubados a um local seguro para fazer a troca das placas, para depois vender a carga, e após algum tempo vendiam também os veículos com a documentação e placas clonadas.

Diante dos fatos, foi dada voz de prisão ao suspeito, que em seguida foi encaminhado à delegacia de polícia, juntamente com o veículo apreendido, para as demais providências legais. A carga até o momento não foi localizada.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

CGE orienta órgãos sobre julgamento de processos contra servidores e fornecedores

Publicado

Como parte da atribuição de coordenar a atividade de Corregedoria no Governo de Mato Grosso, a Controladoria Geral do Estado (CGE-MT) promoveu neste mês capacitação sobre os aspectos que devem ser observados no julgamento dos procedimentos administrativos de responsabilização de servidores e empresas contratadas pelo Estado.

Além das Unidades Setoriais de Correição, desta vez, o treinamento foi direcionado também aos servidores das Assessorias de Gabinetes e Assessorias Jurídicas dos órgãos estaduais. 

O objetivo da capacitação foi aprimorar e dar celeridade aos trâmites posteriores à instrução processual e à elaboração do relatório final pela comissão instituída para conduzir a apuração, de forma a evitar prescrição processual. 

“Precisamos alinhar os procedimentos a serem adotados para dar mais celeridade e eficiência aos resultados dos processos”, salientou a superintendente de Corregedoria de Processos Administrativos da CGE-MT, Nilva Rosa.

Nesse contexto, ela comentou que o arquivamento de um processo por prescrição traz um dano irreparável à administração pública. Por um lado, todo o trabalho da comissão processante, de notificações, interrogatórios, oitivas, coleta de provas etc, acaba ficando em vão, o que infere desperdício de tempo e dinheiro público. Por outro lado, porque gera sensação de impunidade.

Leia mais:  Querência é primeiro município a ter plano de agricultura familiar e indígena

“Uma coisa é o arquivamento de um processo por insuficiência de provas ou por perda do objeto. Outra coisa é o arquivamento por prescrição, pois a administração pública fica sem conseguir dizer se o servidor ou fornecedor foi ou não responsável por determinado ato ilícito.”

Após a comissão designada para apurar o caso concluir o relatório, com a sugestão de providências a serem adotadas (sanção, absolvição ou arquivamento), o processo segue para julgamento a ser proferido pelas autoridades competentes (governador, secretários de estado e dirigentes de entidades), trâmite que envolve as respectivas Assessorias e, por isso, o envolvimento dos profissionais na capacitação.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Projetos de Mato Grosso são apresentados a coordenador da ONU

Publicado

A Casa Civil e a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci) realizaram na manhã desta quarta-feira (22.05) um encontro com o coordenador do Sistema das Nações Unidas no Brasil, Niky Fabiancic para apresentar demandas de Mato Grosso.

O secretário adjunto de Relações Políticas da Casa Civil, Carlos Brito, disse que esse primeiro encontro serviu para mostrar todos os projetos que estão sendo desenvolvidos no estado. “Estamos buscando parcerias internacionais para fomentar o desenvolvimento de Mato Grosso”, afirmou ele.

O coordenador do Sistema das Nações Unidas destacou que será uma satisfação ser parceiro do estado. “Viemos conhecer as demandas com o objetivo de iniciarmos uma parceria, pois constatamos que o governo está no caminho certo, dando a devida atenção à ciência, tecnologia, aos direitos humanos, as áreas ambientais, entre outros temas essenciais à população”.

Para o secretário adjunto da Seciteci, Stephano Benevides do Carmo, o trabalho em conjunto com a ONU vai potencializar ainda mais as ações da secretaria. “Com certeza, as nossas atividades relacionadas à educação profissional, à ciência, tecnologia e inovação, assim como o trabalho no Parque Tecnológico têm muito a ganhar. Esperamos que essa parceria ocorra o mais breve possível”.

Leia mais:  Preso suspeito e apreendidos dois menores de idade por arrastão em bar em Cuiabá

Segundo o coordenador da ONU, a presença ativa das Nações Unidas trará conhecimento, diálogo e ação efetiva. “Mato Grosso pode se beneficiar com as experiências das Nações Unidas, além de ter muito a oferecer ao Brasil e demais países. Vamos apoiar da melhor maneira possível, pois o sucesso do estado é também o nosso sucesso” afirmou.

Também participaram da reunião os secretários adjuntos da Sedec, Walter Valverde, e Celso Paulo Banazeski; da Defesa Civil, César Brum; da Secretaria de Agricultura Familiar, Carlos Alberto Simões, entre outras autoridades  e representantes de entidades públicas.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Política Nacional

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana