conecte-se conosco

Policial

Operação integrada cumpre mandados contra grupo criminoso atuante na região Oeste de MT

Publicado

Assessoria | PJC-MT

As Polícias Civil e Militar em ação conjunta deflagraram, na manhã desta quinta-feira (23.05), a operação “Passo Marcado”, com objetivo de dar cumprimento a 31 ordens judiciais, entre mandados de prisão e busca e apreensão domiciliar. As ordens judiciais tem como alvo um grupo criminoso atuante na região oeste do Estado nos crimes de roubos majorado, associação criminosa armada, posse e porte de arma de fogo e comércio ilegal de arma de fogo.

Os mandados judiciais, cumpridos nas cidades de Pontes e Lacerda e Figueirópolis D’Oeste, foram representados pela Polícia Civil, sendo expedidas seis ordens de prisão preventiva contra os suspeitos, Magdieldo dos Santos Silva, Arlindo Portilho Sobrinho, Josue Xavier da Silva, Eliazar Daniel da Silva, Marcio da Silva Santos e Vagner Leonel Garcia.

Com base nas investigações da Polícia Civil, a Justiça também decretou 25 mandados de busca e apreensão domiciliar, nos endereços dos investigados, de familiares e de outras pessoas que rtem elação com o grupo criminoso. O material apreendido durante as buscas ainda está sendo contabilizado pelas equipes policiais.

O grupo criminoso é investigado há cerca de 6 meses pela Polícia Civil, tendo o trabalho iniciado após a ocorrência de três roubos de caminhonetes modelo Toyota Hilux, na cidade de Figueirópolis D’ Oeste. Foram identificados como líderes do grupo, Magdieldo dos Santos Silva, Arlindo Portilho Sobrinho e Thiago Soares Nascimento, que tiveram mandados de prisão expedidos Justiça.

Leia mais:  NOTA DE FALECIMENTO

Durante as investigações, foram presos em flagrante pela Polícia Militar, Alessandro Cesar Santos Veiga, Thiago Soares Nascimento, Elton Douglas Ferreira dos Santos e Cristovão Oliveira dos Santos (executor de três roubos), além de identificada a participação de Tiago Fhellype Ney de Almeida (que continua foragido).

Segundo apurado, os suspeitos com emprego de arma de fogo subtraíram uma caminhonete Hilux no dia 28 de março também na cidade de Figueirópolis D’Oeste, cuja prisão foi realizada já na cidade de Pontes e Lacerda. Atuando da mesma forma, os integrantes do grupo foram identificados como autores de um crime idêntico no dia ocorrido no dia 16 de março, em Pontes e Lacerda, ocasião em que as vítimas foram mantidas em cativeiro até o amanhecer.

Foi descoberto na investigação, que Magdieldo vulgo Magno é segurança particular/noturno na cidade e o responsável por identificar as vítimas e repassar ao grupo criminoso, além de dar todo apoio logístico ás ações. Também apurou-se que ele goza de suposta credibilidade na cidade tendo sido candidato a vereador e ficando como 1º suplente nas eleições de 2016. 

Leia mais:  Autor de roubos e furto é preso em Rondonópolis

Além dos roubos de veículos, a Polícia Civil apura o envolvimento de Thiago Soares do Nascimento em, pelo menos, dois crimes de furto a banco com a utilização de explosivos, fatos ocorridos em dezembro de 2018 na cidade de Jauru e fevereiro de 2019 na cidade de Figueirópolis D’ Oeste.

Participaram da operação, policiais civis de Jauru, Polícia Militar, ARI do 12 CR, Força Tática , DeFron, policiais civis de Comodoro, Campos de Júlio, Nova Lacerda, Vila Bela da Santíssima Trindade, Delegacias Regional e Municipal de Pontes e Lacerda, Policiais Civis de São José dos Quatro Marcos, Rio Branco e Mirassol d Oeste.

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
publicidade

Policial

Acusado de matar menor é preso em Confresa pela PC

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Com mandado de prisão preventiva, expedido pela comarca de Porto Alegre do Norte/MT, Diogo Pereira da Silva, 22, foi preso pela Policia Civil, em Confresa, na sexta-feira (20.09).Ele é acusado de crime de homicídio  ocorrido no mês de novembro de 2017.

A vítima do crime foi um adolescente (Carlos Cardoso Figueiredo, conhecido por Carlinhos), que teve o corpo encontrado com várias perfurações de faca, e já em avançado estado de decomposição, na pista de motocross, no município de Confresa.

Durante as investigações, a Polícia Civil comprovou a participação do suspeito no crime, que à época possuía um veículo Gol vermelho,  que foi utilizado durante a ação criminosa. Além de Diogo, outros três menores também participaram da morte de “Carlinhos”, sendo que estes já haviam confessado o crime e também delatado Diogo como um dos autores do crime.

O delegado de Confresa André Rigonato representou pela prisão preventiva de Diogo Pereira da Silva. O mandado de prisão foi deferido e ele preso.

Leia mais:  Autor de roubos e furto é preso em Rondonópolis

O suspeito será encaminhado para a Cadeia Pública de Porto Alegre do Norte.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Polícia Civil prende estelionatário por falsa comunicação de crime em Jaciara

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Um homem suspeito de envolvimento em golpes e crimes de estelionato, praticados em vários região do Brasil, foi preso pela Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso, na tarde de quinta-feira (19.09), no município de Jaciara (144 km ao Sul da Capital).

O suspeito, L.C.C. de 35 anos, foi autuado em flagrante por comunicação falsa de crime, após comparecer na Delegacia de Polícia de Jaciara para registrar em suposto roubo, o qual nunca aconteceu.

Conforme boletim de ocorrência feito pelo suspeito, ele foi vítima de um assalto, ocorrido na Rodovia BR 364. Na narrativa foi comunicado que dois indivíduos armados teriam levado o veículo da vítima, todos os documentos, cartão de crédito, bem como a quantia de R$ 800,00 em dinheiro.

Entretanto, no decorrer do depoimento, o suspeito passou a entrar em contradição, chamando assim, a atenção dos policiais civis. Inicialmente, L.C.C. disse que o automóvel roubado pertencia a uma tia. Em seguida, alegou que o carro era de propriedade da sua mãe. Ainda na sequência, alegou que o veículo era de um parente da parte paterna.

Leia mais:  Polícia Civil prende dois e apreende veículos com sinais adulterados

Diante dos fatos confusos, L.C.C. acabou contando que há cerca de 2 anos integra um grupo de estelionatários, exercendo a função de registrar boletins de ocorrência falsos. Para cada documento confeccionado, o mesmo recebia o valor de R$ 2 mil.

Ainda segundo o suspeito, o delito de falsa comunicação de crime, foi praticado mais de doze vezes em diversas cidades de diferentes Estados.

Com base na confissão, o suspeito foi autuado pelo delegado Sidarta Vidigal de Almeida, por comunicação falsa de crime, e posteriormente colocado à disposição da Justiça.

As investigações continuam com objetivo de identificar os outros possíveis comparsas do preso.

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Política Nacional

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana