conecte-se conosco

Mulher

O hábito de montar mesas postas: o que isso significa para você?

Publicado

No meu primeiro texto da coluna , perguntei: o que é mesa posta para você? Sempre que início palestras e eventos faço essa indagação. Gosto de ouvir as repostas das pessoas, o significado que a mesa posta desperta em cada um. Sabemos que mesa posta vai MUITO além do que simplesmente dispor os utensílios à mesa….

Isabela Azevedo arrow-options
Arquivo pessoal

Isabela Azevedo dá palestras sobre o hábito de montar mesa e o que significa ter uma mesa posta


Como falar sobre a mesa posta em minha vida? Bem, sempre tive o habito de realizar refeições em familia. Seja café da manhã, almoço, chá da tarde ou jantar, ao menos, em uma delas, eu, minha mãe, meu pai e meu irmão tinhamos o cuidado de nos reunirmos em torno da mesa para apreciar as deliciosas comidinhas feitas por Mainha e também conversar. Saber como foi o dia do outro, as novidades, as conquistas, os problemas. Isso sempre nos aproximou e nos uniu.

Quando noivei, em 2013, sabia que tal habito de montar mesas seria incorporado à minha vida de casada. Realizar refeições à mesa não seria simpelsmente um capricho, mas uma necessidade, um momento de fortalecimento de laços familiares.

Encantada com o casamento que se aproximava, comecei a montar meu enxoval , uma tarefa bem difícil, escolhendo com carinho peças que seriam usadas na casa nova, aprendi a cozinhar, e me interessar cada vez mais pelo universo de receber bem .

Minha mãe gostava muito de  receber amigos e familiares em casa e percebi desde cedo como é gratificante abrir nossa casa com carinho para desfrutar momentos inesqueciveis ao lado de quem amamos. Também levaria isso comigo.

Aos poucos, passei a adicionar às mesas das refeições em familia, louças diferentes, combinações delicadas, flores… Acrescentei ao momento que já existia, criatividade na montagem das mesas . E isso me encantou demais.

Estudei, me aprimorei, casei, e passei a compartilhar com um numero maior de pessoas através de meu instagram B eluquices de Casa e cursos presenciais o que a mesa posta proporciona. Contagiei minhas amigas, familiares, conheci pessoas que compartilham do mesmo gosto, e esse movimento só fez crescer…. Pessoas que perceberam o poder que a mesa posta tem.

Não se trata apenas de dispor peças à mesa. É encontro. União. Gentileza. E isso faz um bem danado.

Leia mais:  Casal consegue engravidar com tratamento à base de maionese

Saber que de alguma forma, inspirei e continuo inspirando milhares de pessoas a adquir tal habito para vida e transformar algum aspecto delas é gratificante e me motiva a compartilhar dicas, sugestões e informações valiosas sobre a arte de receber bem.

E para você, o que significa o hábito de montar mesas ?

Fonte: IG Delas
Comentários Facebook
publicidade

Mulher

Bebê nasce com três mãos e quatro pernas após má formação no útero

Publicado

source

Um bebê nasceu com três mãos e quatro pernas após uma má formação dentro do útero da mãe unir dois trigêmeos. A grávida, porém, não sabia que esperava de múltiplos. Segundo os médicos do hospital em Rajastão, Índia, é provável que o corpo da terceira criança tenha se unido ao da menina, fazendo com que ela nascesse com “membros extras” no peito e abdômem.

Leia também: Mesmo usando anticoncepcional, mulher fica grávida de trigêmeos após encontro

bebê com quatro pernas e três braços arrow-options
Reprodução/Daily Mail

O bebê nasceu com três mãos e quatro pernas após uma má formação unir seu corpo com o do irmão

“O bebê do sexo masculino nasceu normal, mas a menina é um caso de gêmeos siameses. Ela tem um pequeno problema de respiração.  Nós a colocamos em suporte de oxigênio para estabilizar seus sinais vitais. A mãe, Raju, e o menino estão estáveis”, diz o cirurgião responsável pelo parto Rohitesh Meena ao  Daily Mail

A grávida e o marido, Badhulal Gurjar, esperavam o primeiro filho. Porém, eles não sabiam que teriam trigêmeos , considerando que ela não fez nenhum ultrassom durante a gestação.

Leia mais:  Otimize seu closet e garanta o visual perfeito com a jaqueta de couro

Leia também: Médico sugere abortar bebê com má formação e mãe tem reação emocionante

Agora, o bebê será encaminhado para um hospital em Jaipur, capital do estado do Rajastão, onde os pais poderão solicitar tratamento e uma cirurgia. “O casal está angustiados após o nascimento da menina”, finaliza o médico. 

Fonte: IG Delas
Comentários Facebook
Continue lendo

Mulher

Meu parceiro não consegue sentir prazer, e agora? Delas responde

Publicado

source

Uma relação sexual é boa quando ambos sentem prazer. No entanto, sabemos que nem sempre é assim. Esse é o caso de uma leitora do Delas que nos escreveu querendo saber por que não consegue dar prazer ao marido na hora do sexo.

Leia também: Sexo com penetração não me dá prazer, por quê? Delas responde

homem triste na cama com mulher ao fundo arrow-options
shutterstock

Leitora conta que parceiro não consegue sentir prazer na hora do sexo e quer saber qual o motivo para isso

Buscamos duas especialistas em sexo e sexualidade para entender o que pode levar alguém a não sentir prazer e de que forma a parceira pode ajudar o homem nessa situação. Segundo a sexóloga Virgínia Gaia, a primeira coisa a se fazer é entender o que ele quer dizer com “eu não sinto prazer”.

“O que é essa dificuldade em sentir prazer? É uma dificuldade em sentir desejo? É uma dificuldade de se excitar e ter uma ereção? É uma dificuldade de ter um orgasmo?”, questiona. Nesse momento, vale buscar a ajuda de um especialista, seja um ou sexólogo ou um urologista, para investigar qual a origem da falta de prazer .

Paula Napolitano, psicóloga, terapeuta sexual e autora do livro “Sexplicando: sexualidade sem mitos e tabus”, explica que cada pessoa e casal têm suas particularidades, mas é possível listar os principais fatores que podem interferir na libido, na excitação e na ereção (ou falta de). São eles:

  • Ansiedade
  • Ansiedade de desempenho (a pessoa acha que deve ‘funcionar’ bem a qualquer hora e acaba indo para a relação sexual mesmo sem sentir desejo)
  • Uso de medicamentos
  • Doenças
  • Cansaço
  • Estresse
  • Excesso de tecnologia e pornografia – que levam a uma visão irreal da sexualidade
  • Baixo autoconhecimento
  • Baixa autoestima
  • Falta de tempo de namoro entre o casal
  • Brigas e discussões entre o casal
  • Linguagens de amor diferente
  • Pensamento distante na hora da relação
  • Relações sexuais que seguem sempre o mesmo roteiro
  • Falta de comunicação entre o casal

Virgínia fala que geralmente são questões de ordem psicológica, mas alterações hormonais e questões circulatórias também podem alterar a resposta sexual. Como as causas são diversas, com a ajuda de um especialista é mais fácil encontrar a origem e buscar soluções. 

Leia mais:  Bolo de casamento bizarro mostra noivos como se estivessem mortos

Leia também: Delas responde: “Casada há 22 anos, meu desejo sexual só diminui; o que fazer?”

De quem é a culpa?

homem e mulher deitados na cama de costas arrow-options
shutterstock

Especialista alerta que, por mais que a mulher queira ajudar, algumas questões são apenas do parceiro

Paula e Virgínia chamam atenção para um ponto importante na pergunta da nossa leitora: a responsabilidade pelo prazer do homem. Claro, é muito bom dar prazer ao outro. No entanto, é válido lembrar que a mulher não deve se sentir culpada caso a relação não seja tão prazerosa para ele.

“Ainda vivemos em uma sociedade machista, e o fato do homem não sentir prazer/ desejo é quase uma agressão à virilidade. Muitos não sabem como lidar. Se houver a culpabilização, a mulher deve mostrar que estão juntos, mas que a questão da sexualidade é uma relação de duas pessoas, e não há culpados”, explica Paula.

Virgínia concorda e diz que existem questões que a mulher pode realmente ajudar, mas outras dependem do parceiro e são questões dele. Para ela, enquanto as mulheres buscam cada vez mais autoconhecimento e informação sobre o tema, os homens ainda enfrentam um tabu grande sobre o tema. Segundo ela, há uma pressão forte para que eles saibam tudo sobre sexo e nunca “falhem”.

“São crenças limitantes, preconceitos e questões cultuais que fazem com que o homem, muitas vezes, não consiga buscar ajuda especializada”, pontua. Nesse cenário, quando ele enfrenta uma dificuldade sexual, acaba jogando e projetando a culpa na parceira. “Às vezes é a parceira quem vai buscar ajuda e o problema nem está necessariamente com ela. Precisamos vencer esse tabu e fazer com que ele tenha a iniciativa de buscar ajuda no campo da sexualidade”, acrescenta.

Leia também: Como falar de sexo com o parceiro?

Então, o que fazer?

A culpa não é sua nem dele. No entanto, é importante mostrar que está disposta a ajudá-lo na medida do possível. “Existem responsabilidades e, numa via de mão de dupla que é o relacionamento, ambos precisam conversar para saber se estão dispostos para, por conta própria e juntos, enfrentarem e superarem essa dificuldade”, fala Paula.

Segundo as especialistas, nesses momentos de “crise”, além de buscar orientação profissional, a conversa é fundamental. Não ignorem o problema, conversem medo. “É muito importante o casal conversar para entender o que está acontecendo, qual o motivo da falta de prazer e, juntos, buscarem formas de superar”, diz a terapeuta sexual. Ela orienta que a conversa seja aberta, sem pressão, julgamento ou culpabilização.

O casal deve resgatar se a falta de prazer é algo de agora ou sempre foi assim. Se for um problema atual, os dois devem relembrar como era o relacionamento antes e o que era feito de diferente. Existam estímulos diferentes para a relação sexual? Havia mais momentos juntos de namoro? Paula comenta que relacionamentos mais longos costumam esquecer o “tempo do casal”, o que os distancia e afeta na hora do sexo.

Está se identificando com o caso? A terapeuta sexual sugere mudar alguns hábitos sexuais e testar coisas novas. “Deixe de lado a sensação de obrigação do sexo e foco apenas na penetração. Lembre que todo o corpo pode ser estimulado e que existem muitas áreas erógenas . Abusem das preliminares , massagens, banho juntos… Retomar a intimidade pode ser fundamental”, sugere.

Nesse momento, a conversa também é importante. Pergunte como e onde ele gosta de ser estimulado. Invista nas preliminares . “A chave é entender quem é o homem que está ao lado e buscar coisas novas que podem dar prazer para o casal”, completa a especialista.

Tem dúvidas sobre sexo, sexualidade, prazer ou quer saber como incrementar posições sexuais? Faça como nossa leitora que enviou sua dúvida sobre falta de prazer no sexo e entre em contato conosco pelo sexo@igcorp.com.br. Vamos buscar um especialista para respondê-la com sigilo total!

Fonte: IG Delas
Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Política Nacional

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana