conecte-se conosco


Esportes

México elimina Holanda nas penalidades e avança no Mundial Sub-17

Publicado

source

Na primeira semifinal, Holanda e México travaram um duelo de equipes que se recuperaram dentro do Mundial Sub-17. As duas seleções só foram vencer um jogo na terceira rodada da fase de grupos. Mas, a partir daí, eliminaram seus rivais nas oitavas de final e nas quartas de final para chegarem até esta partida decisiva no estádio Bezerrão, no Gama/DF. Tamanha igualdade durante toda a campanha levou também a um empate nos 90 minutos, o que levou a decisão para os pênaltis.

A Holanda teve maior posse de bola e criou as melhores chances no 1º tempo. Aos 27 minutos, um lance polêmico. Num chute forte, o goleiro García espalmou, a bola subiu e o atacante Naci Unuvar disputou de cabeça, conseguindo marcar o gol, que foi devidamente anulado, por ter cometido falta no camisa 1 mexicano. Fora este gol invalidado, os poucos torcedores nas arquibancadas não tiveram outro motivo para vibrar.

No 2º tempo, a tônica da partida continuou muito semelhante. Os ataques eram comandados pela Holanda. Aos 11 minutos, Youri Regeer perdeu uma chance clara. Livre na área, ele tentou um voleio “a la Bebeto”, mas chutou a bola sobre o gol de García. Nos pênaltis, o México ganhou por 4 a 3 e se classificou para a final, gols de Muñoz, Alejandro Gómez, Pizzuto e Guzmán.

Leia mais:  Por erros do juiz, argentinos pedem anulação do jogo contra Brasil e novo duelo

Regeer era perigoso, mas estava com azar. Seis minutos depois, num cruzamento para a área, ele deu de joelho na bola e conseguiu acertar o travessão. A pressão só aumentava.

Aos 28 minutos, numa jogada individual de Bogarde, ele cruzou rasteiro e, enfim, Regeer, dentro da pequena área, só tocou para as redes: Holanda 1 a 0.

Precisando empatar, o México foi ao ataque. E conseguiu uma cobrança de falta frontal à meta do goleiro Raatsie. O reserva Álvarez, que acabara de entrar, bateu com curva, o goleiro pulou atrasado e a bola balançou as redes: 1 a 1. A igualdade levava a decisão do primeiro finalista para os pênaltis.

Nas cobranças de pênaltis, o próprio Álvarez abriu a série desperdiçando sua cobrança. Mas, foi salvo pelo goleiro García, que defendeu três penalidades dos holandeses (uma, inclusive, do artilheiro Regeer) e se tornou o heroi da classificação mexicana para a final.

Domingo, às 19 horas, o México voltará ao gramado do estádio Bezerrão para tentar o tricampeonato do Mundial Sub-17.

Ficha técnica: Quinta-feira, 14 de novembro de 2019
HOLANDA 1 x 1 MÉXICO (3 x 4)
Competição: Mundial Sub-17 (Semifinal)
Local: Estádio Bezerrão, Gama (DF)
Juiz: Guillermo Guerrero (Equador)
Público: 1.122

Leia mais:  Covid-19: Tradicional Torneio de Wimbledon é cancelado

Holanda: Raatsie, Bogarde, Rensch, Salah Eddine e Van Der Sloot; Maatsen, Taabouni, Hansen e Regeer; Unuvar e Braaf. T: Peter Van Der Veen.
México: García, Alejandro Gómez, Rafael Martínez, Ruíz (Lara) e Guzman; Pizzuto, Josué Martínez, González e El Mesmari (Joel Gómez); Luna (Álvarez) e Muñoz. T: Marco Ruiz.

Gols: No 2o tempo: Regeer (28) e Álvarez (34).

Edição: Liliane Farias

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
publicidade

Esportes

Fiba define datas de Pré-olímpico masculino de basquete

Publicado

source

A Federação Internacional de Basquete (Fiba, na sigla em inglês) anunciou nesta quinta (9) que definiu as datas do torneio pré-olímpico masculino, após adiar a competição em razão da pandemia do novo coronavírus (covid-19).

A decisão foi tomada durante uma reunião, por videoconferência, do Comitê Executivo da entidade.

Na reunião, a Fiba informou que recebeu na última semana “a confirmação das datas revisadas para Tóquio 2020”, que agora está programado para o período de 23 de julho a 8 de agosto de 2021.

Assim, no caso masculino, “os torneios de qualificação olímpica da Fiba serão disputados no período de 22 de junho e 4 de julho de 2021”. Porém, a confirmação depende de aprovação do Comitê Olímpico Internacional (COI).

Esta decisão afeta diretamente a seleção masculina de basquete, que está garantida no torneio Pré-Olímpico marcado para Split (Croácia). Na competição, o Brasil está na chave dos donos da casa e da Tunísia. O outro grupo é formado por México, Rússia e Alemanha. Apenas o campeão garante uma vaga nos Jogos de Tóquio.

Leia mais:  Por erros do juiz, argentinos pedem anulação do jogo contra Brasil e novo duelo

Já no feminino tudo está definido, pois o Pré-Olímpico aconteceu antes da pandemia. A equipe do Brasil não conseguiu a vaga.

Edição: Fábio Lisboa

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Serviço Nacional de Saúde britânico recebe apoio do Manchester United

Publicado

source

O Serviço Nacional de Saúde da Inglaterra (NHS, sigla em inglês) – referência para a criação no Brasil do Sistema Único de Saúde (SUS) –  não para de ganhar apoio de clubes e estrelas do futebol para combater o novo coronavírus (covid-19) O último reforço veio do Manchester United que colocou à disposição a frota 16 automóveis e os motoristas do clube à disposição de dois hospitais da cidade britânica.

Os diabos vermelhos, como são popularmente conhecidos, também anunciaram ontem (8) a doação de equipamentos de proteção individual (EPIs) para os profissionais de saúde. Cerca de 3,5 mil brindes do Manchester também serão distribuídos aos trabalhadores das áreas de limpeza e administrativa dos hospitais.

Pelas redes sociais, o Manchester está incentivando o voluntariado na luta contra a covid-19 e, em troca, o clube oferece, inclusive, retribuição financeira. O time inglês também disponibilizou o estádio Old Trafford, com capacidade para 70 mil pessoas, às autoridades sanitárias para que no sejam realizadas coletas de sangue.  Além disso, o Manchester se comprometeu a doar 30 mil itens alimentícios – incluindo bebidas – a instituições de caridade.

Leia mais:  Duas pessoas são presas por vazarem imagens da autópsia de Emiliano Sala

Tratado de uma hemorragia cerebral no NHS em 2018, o lendário Alex Ferguson –  técnico do Manchester por 27 anos durante os quais conquistou 38 títulos – disse estar  “satisfeito por reconhecermos a importância do NHS . A resposta a esta pandemia foi magnífica, orgulhoso como o clube e o povo britânico estão reunidos para ajudar”.

Até o fechamento desta edição, o Reino Unido registrava 61.497 casos da doença e 7097 mortes.

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Política Nacional

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana