conecte-se conosco

Esportes

Marta está fora da estreia do Brasil na Copa do Mundo, revela Vadão

Publicado

Lance


Marta
Assessoria / CBF

Apesar de ter voltado a treinar com bola nesta semana, camisa 10 não tem condições de jogo

Notícia ruim para a Seleção Brasileira nas vésperas da estreia da equipe na Copa do Mundo feminina. O treinador Vadão confirmou, neste sábado, em entrevista coletiva, que Marta não conseguiu se recuperar de uma lesão na coxa esquerda e está fora da partida contra a Jamaica, neste domingo, às 10h30.

Leia também: Caso Neymar: investigação sobre vazamento de fotos será mantida, diz Justiça

“A Marta teve uma evolução, mas não reúne condições para esse primeiro jogo. Se ela quiser ficar no banco conosco, ela naturalmente poderá torcer pela gente. Mas é importante deixar claro que ela não tem possibilidade de entrar nesse jogo. Às vezes ela pode optar por ficar conosco no banco e criar uma expectativa, mas a nossa programação com a Marta é para ela não participar desse jogo”, confirmou o treinador.

Sem Marta, o técnico confirmou que a dupla de ataque do Brasil vai ser formada por Cristiane e Bia Zaneratto. A zagueira Kathellen substitui Erika, cortada ontem por lesão na perna esquerda. Mônica vai ser a capitã da equipe. Vadão lamentou a ausência de Marta.

Leia mais:  FIFA mantém punição e Chelsea fica proibido de contratar jogadores até 2020

“Essa perda é, logicamente, muito grande. Mas as atletas que estão aí estão aí para jogar. A gente já poupou a Marta em outras oportunidades. As companheiras de ataque vão ser Cristiane e Bia Zaneratto, que vão sair jogando como jogadores de frente”, finalizou.

Leia também: Record exibe número de celular de Neymar ao vivo durante “Balanço Geral”

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
publicidade

Esportes

Messi x torcida: abismo reflete a falta de identificação com a seleção Argentina

Publicado

messi na seleção argentina
CONMEBOL/DIVULGAÇÃO

Lionel Messi marcou o gol de empate da Argentina contra o Paraguai na segunda rodada da Copa América

Mendoza – Ruas vazias, bares sem movimento, ninguém circula com a camiseta da Argentina. As poucas casas enfeitadas com as cores do país até causam certa expectativa, mas não passam de homenagens para o “Dia da Bandeira” – comemorado quinta-feira (20).

Um turista desavisado passaria por aqui facilmente sem notar que neste domingo (23) Messi , Aguero, Dybala e seus companheiros entraram em campo pela Copa América e venceram o Qatar por 2 a 0 , garantindo o segundo lugar do grupo B e passando para as quartas de final.

Quando questionados sobre o desânimo com a seleção, a resposta dos torcedores é sempre a mesma. O mal desempenho da equipe nos últimos anos fez com que eles se afastassem do time. No entanto, o que chama mais atenção é a justificativa.

Se torcer para a seleção argentina não empolga, culpar o fracasso em campo e o descontentamento geral parece animar e unir pessoas que sabem o nome e o sobrenome do que, para elas, é o grande problema: Lionel Messi.

“Ninguém quer saber da seleção. Os jogos não empolgam, estamos mal há muito tempo e parece que vamos continuar assim enquanto continuarmos dependendo do Messi”, opina o motorista Facundes Gutierrez, de 33 anos.

Para ele, o jogador do Barcelona foi o maior envolvido na participação “vergonhosa”, como ele mesmo classificou, da Argentina na Copa do Mundo da Rússia, no ano passado, quando o time caiu nas oitavas. “Não é decisivo, não entrosa com o time, não brilha… apostamos sempre nele e ele nunca retribui. Acho que cansamos de acreditar. Ninguém mais quer ver a seleção não dar em nada”.

Leia mais:  Testemunha do caso Daniel acusa jogador de assédio em balada: “Forçou mesmo”

“Quem quer Messi na seleção?”, indaga Renzo Martínez, 28 anos, que é estudante. “Não tem carisma, não tem identificação com o time, nem com o país, vai conseguir ter com a torcida?”, continua ele, citando o fato de Messi não cantar o hino antes das partidas pela Argentina.

Leia também: Barcelona analisa volta de Daniel Alves, que se ofereceu ao clube espanhol

O professor de química Javier Nunez, 54 anos, vai mais além e compara o argentino, que já foi cinco vezes eleito o melhor jogador do mundo pela Fifa, ao maior ídolo da história da alviceleste. “Nunca fez nada pela gente, não sei porque ainda achamos que ele pode ser a salvação. Está na hora de ter um novo Maradona, um herói de verdade, coisa que o Messi não é!”.

A situação está realmente difícil para o jogador. Ultimamente, até mesmo seus defensores não têm argumentos para salvar sua pele. “O fato de ele só conseguir se destacar no Barcelona e não ter nenhum título expressivo pela seleção mexe com o torcedor mesmo”, admite a estudante Ana Munhoz Cavallero, 24, que se diz fã de Lionel.

messi na argentina
Divulgação

Torcedores não enxergam identificação de Messi com a seleção nacional

Ao lado de seu namorado, Pedro Salazar Nunez, 29, a jovem reconhece que sua atuação deixa a desejar, mas isso não seria motivo para que os torcedores desistissem do jogador. A afirmação é rebatida por Pedro. “Como não? A única coisa que ele ganhou foi o título olímpico, que nem conta”, menciona a vitória nas Olimpíadas em 2008. “E nem era pela seleção principal!”, complementa o advogado.

Leia mais:  Falta de preservativo foi a causa principal da briga com Neymar, afirma modelo

“A situação do Messi está complicada e se ele não der resultado nessa Copa América, o que eu acho que vai acontecer, o abismo entre os torcedores e o time vai ficar ainda mais sólido”, fala. Pedro lamenta o momento atual e se lembra com saudades de quando ficava empolgado com os jogos da seleção.

Na última partida pela alviceleste, Messi não marcou mas participou de lances importantes. A impressão que dá é que mesmo vencendo, a imagem do jogador não consegue voltar a ser positiva entre a torcida desde muito tempo, e ele vai precisar de mais do que algumas boas partidas e gols para conseguir voltar a ser querido e reconquistar a simpatia e confiança do público.

Torcedores mais otimistas acreditam que um título na Copa América poderia ser o caminho. Porém, a conquista da taça está passando longe das mãos argentinas, que sofreu no empate contra o Paraguai (2×2) e decepcionou na derrota para a Colômbia (2×0), aumentando ainda mais a desconfiança de uma possível eliminação precoce.

Leia também:  Novo crush? Galvão Bueno ‘trai’ Neymar com Cebolinha e a web não perdoa

“Só um milagre”, avalia Javier sobre a possibilidade do time ganhar o campeonato. Se vai ser preciso atuação divina para fazer com que os argentinos voltem a acreditar no Messi ou não, é difícil saber. Porém, se nada mudar, as chances do jogador afastar a torcida da seleção são grandes – o que pode tornar tudo ainda mais complicado para ele.

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Em entrevista, Najila Trindade fala da família e evita ‘tablet desaparecido’

Publicado

najila
Reprodução

Najila Trindade deu entrevista ao programa Câmera Record

A modelo Najila Trindade, que acusa o jogador Neymar Jr. de estupro e agressão, voltou a se pronunciar sobre o caso em entrevista ao programa Câmera Record, da TV Record, na noite deste domingo (23).

Diferente das outras entrevistas que concedeu, Najila Trindade foi quem procurou a produção do programa da TV Record para desabafar e conversou apenas com as jornalistas mulheres da equipe.

Perguntada sobre o que as pessoas falam sobre ela, a modelo se defendeu. “Me julgar agora, quando acabaram de conhecer a minha figura, falando que eu não sou responsável porque eu devo um apartamento ou devo a faculdade chega a ser ridículo. Porque eu sou mãe, eu sou filha, então eu sei da minha vida e das minhas responsabilidades. Eu sei que nunca deixei faltar nada para o meu filho, independente da minha crise financeira. Eu cuido dele, cuido de mim, cuido de quem eu posso”, disse.

Leia mais:  Flamengo cita título da Flórida Cup e critica tentativas de criar crise no clube

Najila também afirmou que ouve muitos xingamentos na rua. “As pessoas me xingam e cada um tem uma versão. Para até que elas que viveram isso”, comentou. A modelo também voltou a falar sobre perder a vontade de viver. Em entrevistas passadas, ela já tinha comentado sobre o assunto. “Pensei em besteira, foi uma situação muito difícil”, disse.

O programa também usou psicólogos que analisaram as falas dela durante a entrevista, apontando que a modelo está passando por um momento de grande sofrimento e que precisa de um acompanhamento psiquiátrico .

Najila também falou da família e se recusou a comentar sobre o ex-marido. Ao comentar sobre o filho, ela disse que o menino está traumatizado e que não quis vir para São Paulo desde que tudo aconteceu (ela e a família são da Bahia).

Quando o assunto foi propriamente a investigação contra Neymar , Najila não quis falar sobre o tablet desaparecido. “Eles [investigadores] estão procurando não sei o quê. O que foi levado daqui”, disse. “[sobre o tablete] não posso falar sobre isso” finalizou.

Leia mais:  Falta de preservativo foi a causa principal da briga com Neymar, afirma modelo

Leia também:  Messi x torcida: abismo reflete a falta de identificação com a seleção argentina

A acusação de Najila Trindade contra Neymar ainda está sob investigação da 6ª Delegacia de Defesa da Mulher, na zona sul da capital paulista.

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Política Nacional

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana