conecte-se conosco

Carros e Motos

Linha 2020 da Honda CFR chega ao longo do semestre com novas tecnologias

Publicado

source
Honda CRF arrow-options
Divulgação

Os novos grafismos para as Honda CRF 250R (Foto) e 250X, que chegam em outubro e novembro, respectivamente

A linha 2020 das Honda CRF 250 e 450 estão prestes a chegar às lojas. O modelo de competição conta com cinco versões focadas nas diferentes necessidades de cada modalidade do motociclismo off road: seja o motocross, rali ou enduro. Entretanto, a maior novidade é a introdução do sistema HSTC em todas as CRF 450, que aprimora as capacidades de transmitir a potência do motor ao solo. Para as 250R e 250X, chegam novos grafismos.

LEIA MAIS: Scooter Honda ADV 300 será mostrado em novembro com mais custo-benefício

Aprofundando-se no funcionamento do HSTC da Honda CRF 2020, ele trabalha no controle da tração, minimizando a perda de aderência nas acelerações, buscando uma progressão eficaz e ganho de velocidade. O sistema não possui sensor de velocidade da roda, mas atua gerenciando a potência por meio do atraso do ponto de ignição controlado pelo sistema PGM-FI, que detecta alterações na rotação do motor características da perda de aderência.

E há três opções de programação disponíveis à esse equipamento: o modo 1, que intervêm de maneira suave e progressiva, reduzindo o patinamento. É especialmente adequado para melhor controle da roda traseira em curvas mais fechadas. O modo 2, um pouco mais permissivo, e o 3, com atuação rápida e intensa, adequado para terrenos muito escorregadios.

LEIA MAIS: Confira a lista das 5 motos trail mais em conta de cada marca, que valem a pena

Como se não bastasse, vem associado tanto ao sistema eletrônico de largada selecionável em três níveis — o primeiro, que é voltado à lama, o padrão para o asfalto, e o mais agressivo, também para asfalto — quanto ao recurso EMSB, que vai soltando a potência cada vez mais entre os modos Standard, Smooth ou Agressive.

Leia mais:  SUV-cupê de R$ 70 mil da Volkswagen deve se chamar T-Sport, diz site

Modelos

Honda CRF 450RX (R$ 45.890) e CRF 450R (R$ 44.462)

Honda CRF arrow-options
Divulgação

Honda CRF 450RX: Motocicleta de topo, pensada mais para um uso prolongado

Com chegada agendada para outubro, a RX é o modelo mais elaborado para a prática enduro, segundo a fabricante, a cross CRF 450 RX deriva diretamente da CRF 450R de motocross que chega em setembro. As diferenças se concentram à novidades como roda de 18 polegadas (aro 19 na CRF 450R), tanque de combustível de plástico e com maior capacidade (8,5l contra 6,3l) e cavalete lateral de alumínio forjado.

LEIA MAIS: Nova Triumph Street Scrambler 1200 XE acaba de chegar ao Brasil

As diferenças em relação à irmã “R” estão na roda traseira de 18 polegadas (19″ na CRF 450R), tanque de combustível de plástico (titânio na CRF 450R) e maior capacidade (8,5l contra 6,3l). Entretanto, ambas trazem o motor monocilíndrico de 62 cv, 116 kg, controle de arrancada, sistema eletrônico de auxílio à largada selecionável em três níveis: lama, iniciante e seco e três níveis diferentes de potência: padrão, leve ou agressivo. Outro ponto em comum a ambas é o guidão Renthal, os aros de alumínio pretos e o sistema de partida elétrica.

Honda CRF 450X (R$ 45.482)

Honda CRF arrow-options
Divulgação

Honda CRF 450X: Apesar de bastante similar à RX, esta é pensada para um uso mais prolongado nas trilhas

Nas lojas em novembro, é voltada mais ao uso extensivo, chega em novembro trazendo ventoinhas nos radiadores, o que auxilia justamente à sua proposta. Outro diferencial é o câmbio de seis marchas — ante 5 marchas nas outras duas — e a presença de um conjunto de carenagem com farol e quadro de instrumentos, com velocímetro, dois hodômetros, indicador de consumo instantâneo, médio e autonomia restante. Sua potência é reduzida para 45 cv.

Leia mais:  Nova Audi RS6 chega com visual feito do zero e motor do Lamborghini Urus

LEIA MAIS: Além da moto de 250 cc, Harley-Davidson deverá ter outras de baixo custo

Honda CRF 250R (R$ 41.402)

Honda CRF arrow-options
Divulgação

CRF 250R:Tem ajuste que privilegia a transmissão de potência ao solo de maneira mais agressiva

Chega em outubro com o motor monocilindro da CRF 250 RX, com duplo comando de válvulas (DOHC) que desenvolve 44 cv e tem ajuste que privilegia a transmissão de potência ao solo de maneira mais agressiva, característica desejável no motocross. Além disso, o acerto das suspensões Showa é mais rígido que na CRF 250RX, assim como a roda traseira é de 19 polegadas (18 polegadas na CRF 250RX). Um diferencial particular na Honda CRF 250R é o tanque de menor capacidade (6,3l) feito de titânio, o que faz dela a mais leve da família: apenas 108 kg com todos os fluidos.

Honda CRF 250RX (R$ 42.830)

Honda CRF arrow-options
Divulgação

Honda CRF 250RX: Pode-se dizer que é idêntica à “irmã” 250R, mas é mais sutil na dirigibilidade, segundo a marca

Derivada da CRF 250R de motocross, a CRF 250RX utiliza o mesmo chassi e motor, que a R, entretanto, tem acerto diferente, que resulta em respostas menos agressivas ao acelerador. Como nas Honda CRF 450R e CRF 450RX, também estão presentes na CRF 250RX o controle de arrancada, sistema eletrônico de auxílio à largada selecionável em três níveis: lama, iniciante e seco e três níveis diferentes de potência: padrão, leve ou agressivo. Chega às concessionárias em novembro.

Modelos, preços e chegada às lojas

CRF 250R – R$ 41.402, com chegada em Outubro;
CRF 250RX – R$ 42.830, com chegada em Novembro;
CRF 450R – R$ 44.462, com chegada em Setembro;
CRF 450X – R$ 45.482, com chegada em Novembro;
CRF 450RX – R$ 45.890, com chegada em Outubro.

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook
publicidade

Carros e Motos

Toyota terá novo modelo no Brasil, diz governador de SP

Publicado

source
Daihatsu DN Trec arrow-options
Divulgação

Daihatsu DN Trec: protótipo de 2017 antecipa o futuro SUV da Toyota que deverá ser fabricado em São Paulo

A Toyota quer avançar mesmo no ranking das marcas da mais vendidas do Brasil. Atualmente em 6° lugar no acumulado dos oito primeiros meses do ano,  com 8,21% do mercado, de acordo com os números da Fenabrave, a fabricante vai anunciar o início da produção de um novo carro em São Paulo, de acordo com o governador João Dória.

 LEIA MAIS:  Novo SUV da Toyota chegará abaixo do RAV4, com tração integral

Em sua conta no Instagram , Dória diz que a Toyota vai produzir um novo modelo em território paulista e que o anúncio oficial será feito no próximo dia 19, em Nagoya (Japão), para onde ele irá para se reunir com executivos da marca japonesa.

Entretanto, Dória não deu mais detalhes sobre qual modelo será feito nem o valor do investimento da fabricante , ou tampouco a data do início da fabricação. Somente que novos empregos serão gerados em uma das unidades de produção da Toyota, que tem fábricas em São Bernardo do Campo, Sorocaba, Indaiatuba e em Porto Feliz, todas em São Paulo.

 Vale lembrar que o valor mínimo para conseguir abatimento da cobrança de ICMS de 2,5%, pelo programa IncentivAuto, é de R$ 1 bilhão. E que a Toyota ainda não tem nenhum modelo no disputado segmento de SUVs compactos. Portanto, o mais provável é que a marca irá produzir a versão definitiva do protótipo Daihatsu DN Trec , mostrado pela primeira vez no Salão de Tóquio (Japão), em novembro de 2017.

LEIA MAIS: Novos híbridos japoneses conseguem unir versatilidade e economia

O SUV compacto terá a mesma base da nova geração do Toyota Yaris, a TNGA-B. Mede apenas 3,98 metros de comprimento por 1,70 m de largura e 1,60 m de altura. Deverá começar a ser vendido no Brasil apenas em 2021, quando irá enfrentar rivais como Jeep Renegade, Hyundai Creta, Honda HR-V, Nissan Kicks, Ford EcoSport e outros. É bem possível que tenha pela menos uma versão híbrida.

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook
Continue lendo

Carros e Motos

JAC Motors lança nova linha de carros elétricos no Brasil

Publicado

source
JAC iEV20 arrow-options
Divulgação

JAC iEV20 é o menor dos novos modelos da marca no Brasil. Mas tem sistema elétrico com até 400 km de autonomia

A JAC Motors apresenta para a imprensa sua linha de modelos elétricos no Brasil que começa a chegar às lojas. Começa pelo iEV40, que está disponível pelo preço sugerido de R$ 153.500, valor que não inclui o carregador que vai instalado na casa do cliente por mais R$ 3,9 mil. Baseado no T40, tem autonomia de 300 km, que pode chegar a 350 no modo Eco.

 LEIA MAIS: JAC Motors terá cinco veículos elétricos no Brasil até meados de 2020

De acordo com a JAC Motors , com o carregador doméstico, instalado em uma rede  de 220V, o carro pode ter 80% de carga em 4 horas saindo de 15%. Além disso, a marca diz que o carro pode atingir 130 km/h e faz de 0 a 100 km/h em 9,8 segundos. Em breve, a reportagem de iG Carro irá avaliar o modelo, quando teremos mais detalhes sobre a novidade.

Em seguida, vem o subcompacto com ares aventureiros iEV20 , que está previsto para chegar às lojas em janeiro de 2020, por R$ 119.900. Conta com motor elétrico, de 68 cv e bons 21,9 kgfm, força disponível logo ao pisar no acelerador. 

Leia mais:  Harley-Davidson apresenta os novos modelos da linha 2020

A JAC declara uma autonomia que varia entre 320 e 400 km, dependendo do modo de condução. No que faz maior regeneração de energia o carro fica mais econômico. Faz de 0 a 50 km/h em menos de 3 segundos a atunge 113 km/h, diz a fabricante. 

O próximo modelo elétrico da JAC que chega ao Brasil é o SUV médio iEV60, baseado no T60. Vai estrear no País apenas em julho de 2020. Então, ainda não há muitos detalhes sobre o carro, apenas que tem 380 km de autonomia. Tem o mesmo porte do Jeep Compass. E pela cotação atual, tem estimativa de preço de R$ 198.900.

 Até caminhão elétrico a JAC Motors terá no Brasil

caminhão elétrico da JAC Motors arrow-options
Divulgação

Caminhão elétrico da JAC Motors tem capacidade de até 6 toneladas e custo de manutenção menor que modelos a diesel


No segmento de comerciais, a JAC começa a vender a picape elétrica iEVP330 a partir de abril de 2020, com 320 km de autonomia. Nas primeiras impresões ao dirigir notamos que é um modelo mais voltado para o trabalho e menos para o conforto. Mais adiante também será vendida com motor a gasolina, provavelmente o 1.5, turbo, de 120 cv. E o preço estimado fica entre R$ 115 mil e 120 mil, no caso da versão apenas elétrica.

Leia mais:  GMmostra novo Tracker na China. SUV chegará ao Brasil em 2020

 LEIA MAIS:  Volkswagen e JAC fecham acordo para produzir novo elétrico na China

Haverá também o caminhão iEV 1200T, com capacidade de 6 toneladas e 200 km de autonomia Chega em novembro próximo, por R$ 259.900. A marca ressalta que o custo de manujtenção é bem menor que um modelo a diesel, resumindo-se à troca de palhetas do limpador de para-brisa, verificação dos freios e lavagem, aos 20 mil km e, aos 40mil, os mesmos itens com acréscimo da limpeza do ar-condicionado.

Com todos os cinco modelos elétricos no Brasil , o Grupo SHC espera vender em torno de 300 unidades por mês. Mas as vendas deverão deslanchar apenas a partir de 2021. Quanto à produção  no Brasil, essa hipótese está totalmente descartada por uma série de fatores, como a importação com alíquota de 0% e os baixos volumes de vendas

 LEIA MAIS: JAC mostra SUV T80, o mais sofisticado da marca no Brasil

A JAC Motors também informou que acaba de inaugurar uma concessionária na Avenida Europa, em São Paulo, com além de um estacionamento para a recarga de modelos da marca e outras bases elétricas no mesmo local. 

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Política Nacional

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana