conecte-se conosco

Carros e Motos

Linha 2020 da Honda CFR chega ao longo do semestre com novas tecnologias

Publicado

source
Honda CRF arrow-options
Divulgação

Os novos grafismos para as Honda CRF 250R (Foto) e 250X, que chegam em outubro e novembro, respectivamente

A linha 2020 das Honda CRF 250 e 450 estão prestes a chegar às lojas. O modelo de competição conta com cinco versões focadas nas diferentes necessidades de cada modalidade do motociclismo off road: seja o motocross, rali ou enduro. Entretanto, a maior novidade é a introdução do sistema HSTC em todas as CRF 450, que aprimora as capacidades de transmitir a potência do motor ao solo. Para as 250R e 250X, chegam novos grafismos.

LEIA MAIS: Scooter Honda ADV 300 será mostrado em novembro com mais custo-benefício

Aprofundando-se no funcionamento do HSTC da Honda CRF 2020, ele trabalha no controle da tração, minimizando a perda de aderência nas acelerações, buscando uma progressão eficaz e ganho de velocidade. O sistema não possui sensor de velocidade da roda, mas atua gerenciando a potência por meio do atraso do ponto de ignição controlado pelo sistema PGM-FI, que detecta alterações na rotação do motor características da perda de aderência.

E há três opções de programação disponíveis à esse equipamento: o modo 1, que intervêm de maneira suave e progressiva, reduzindo o patinamento. É especialmente adequado para melhor controle da roda traseira em curvas mais fechadas. O modo 2, um pouco mais permissivo, e o 3, com atuação rápida e intensa, adequado para terrenos muito escorregadios.

LEIA MAIS: Confira a lista das 5 motos trail mais em conta de cada marca, que valem a pena

Como se não bastasse, vem associado tanto ao sistema eletrônico de largada selecionável em três níveis — o primeiro, que é voltado à lama, o padrão para o asfalto, e o mais agressivo, também para asfalto — quanto ao recurso EMSB, que vai soltando a potência cada vez mais entre os modos Standard, Smooth ou Agressive.

Leia mais:  Avaliação: Ford Ranger XLS 2.2 4×4 AT é opção “raiz” à Fiat Toro turbodiesel

Modelos

Honda CRF 450RX (R$ 45.890) e CRF 450R (R$ 44.462)

Honda CRF arrow-options
Divulgação

Honda CRF 450RX: Motocicleta de topo, pensada mais para um uso prolongado

Com chegada agendada para outubro, a RX é o modelo mais elaborado para a prática enduro, segundo a fabricante, a cross CRF 450 RX deriva diretamente da CRF 450R de motocross que chega em setembro. As diferenças se concentram à novidades como roda de 18 polegadas (aro 19 na CRF 450R), tanque de combustível de plástico e com maior capacidade (8,5l contra 6,3l) e cavalete lateral de alumínio forjado.

LEIA MAIS: Nova Triumph Street Scrambler 1200 XE acaba de chegar ao Brasil

As diferenças em relação à irmã “R” estão na roda traseira de 18 polegadas (19″ na CRF 450R), tanque de combustível de plástico (titânio na CRF 450R) e maior capacidade (8,5l contra 6,3l). Entretanto, ambas trazem o motor monocilíndrico de 62 cv, 116 kg, controle de arrancada, sistema eletrônico de auxílio à largada selecionável em três níveis: lama, iniciante e seco e três níveis diferentes de potência: padrão, leve ou agressivo. Outro ponto em comum a ambas é o guidão Renthal, os aros de alumínio pretos e o sistema de partida elétrica.

Honda CRF 450X (R$ 45.482)

Honda CRF arrow-options
Divulgação

Honda CRF 450X: Apesar de bastante similar à RX, esta é pensada para um uso mais prolongado nas trilhas

Nas lojas em novembro, é voltada mais ao uso extensivo, chega em novembro trazendo ventoinhas nos radiadores, o que auxilia justamente à sua proposta. Outro diferencial é o câmbio de seis marchas — ante 5 marchas nas outras duas — e a presença de um conjunto de carenagem com farol e quadro de instrumentos, com velocímetro, dois hodômetros, indicador de consumo instantâneo, médio e autonomia restante. Sua potência é reduzida para 45 cv.

Leia mais:  Startup cria primeiro veículo 100% elétrico a ser fabricado em série no Brasil

LEIA MAIS: Além da moto de 250 cc, Harley-Davidson deverá ter outras de baixo custo

Honda CRF 250R (R$ 41.402)

Honda CRF arrow-options
Divulgação

CRF 250R:Tem ajuste que privilegia a transmissão de potência ao solo de maneira mais agressiva

Chega em outubro com o motor monocilindro da CRF 250 RX, com duplo comando de válvulas (DOHC) que desenvolve 44 cv e tem ajuste que privilegia a transmissão de potência ao solo de maneira mais agressiva, característica desejável no motocross. Além disso, o acerto das suspensões Showa é mais rígido que na CRF 250RX, assim como a roda traseira é de 19 polegadas (18 polegadas na CRF 250RX). Um diferencial particular na Honda CRF 250R é o tanque de menor capacidade (6,3l) feito de titânio, o que faz dela a mais leve da família: apenas 108 kg com todos os fluidos.

Honda CRF 250RX (R$ 42.830)

Honda CRF arrow-options
Divulgação

Honda CRF 250RX: Pode-se dizer que é idêntica à “irmã” 250R, mas é mais sutil na dirigibilidade, segundo a marca

Derivada da CRF 250R de motocross, a CRF 250RX utiliza o mesmo chassi e motor, que a R, entretanto, tem acerto diferente, que resulta em respostas menos agressivas ao acelerador. Como nas Honda CRF 450R e CRF 450RX, também estão presentes na CRF 250RX o controle de arrancada, sistema eletrônico de auxílio à largada selecionável em três níveis: lama, iniciante e seco e três níveis diferentes de potência: padrão, leve ou agressivo. Chega às concessionárias em novembro.

Modelos, preços e chegada às lojas

CRF 250R – R$ 41.402, com chegada em Outubro;
CRF 250RX – R$ 42.830, com chegada em Novembro;
CRF 450R – R$ 44.462, com chegada em Setembro;
CRF 450X – R$ 45.482, com chegada em Novembro;
CRF 450RX – R$ 45.890, com chegada em Outubro.

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook
publicidade

Carros e Motos

GM apresenta carro revolucionário, e você não pode comprar

Publicado

source

Motor Show

GM arrow-options
Divulgação

Carro sem volante da Chevrolet é voltado ao serviço de taxi, com capacidade de espaço otimizada

A GM apresentou um carro revolucionário. Ele tem as dimensões de um SUV, assentos para seis ocupantes, e nenhum pedal ou volante. As portas são deslizantes e não fica mundo claro onde é a frente e a traseira do veículo. E você não poderá comprar um porque ele não estará à venda. Ainda assim, o Orgin, primeiro driverless da marca , promete revolucionar. O carro sem volante deve ser o modelo utilizado no serviço Cruise, aplicativo de mobilidade da GM e Honda.

LEIA MAIS: Elétrico da Chevrolet, Bolt EV chega ao Brasil em fevereiro

loca informações de origem e destino. Nada diferetente de aplicativos como Uber ou 99Taxi. Um veículo chega para buscar o passageiro que só consegue acessar o veículo digitando um código fornecido pelo aplicativo. Dentro do carro sem volante , há botões para iniciar e finalizar a viagem. O Origin utiliza sensores de peso e travamento do cinto de segurança para identificar se alguem entrou ou saiu do veículo.

Leia mais:  Startup cria primeiro veículo 100% elétrico a ser fabricado em série no Brasil

“Nós sabemos que o ônibus é uma opção de transporte mais sustentável para nosso planeta. Mas numa sexta-feira, em plena hora do rush, salvar o planeta não é páreo para perder um jantar ou colocar as crianças na cama”, afirmou Dan Ammann, CEO da Cruise, durante a apresentação do carro revolucionário na semana passada em San Francisco (EUA).

LEIA MAIS: Prestes a mudar, Chevrolet Tracker tem R$ 11 mil de desconto

A Cruise é uma parceria entre a GM e a Honda. Enquanto a montadora americana ficará responsável pela fabricação do Origin, os japoneses vão desenolver a engenharia de design. A Cruise está desenvolvendo o software que comandará o carro, sensores e o produto em geral.

LEIA MAIS: Como a falta de infraestrutura atrasará a chegada de carros autônomos ao Brasil?

As empresas não disseram exatamente quando começa a produção ou quando ele estará nas ruas. Mas Kyle Vogt, CTO da Cruise, afirmou à CNN : “muito em breve”.

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook
Continue lendo

Carros e Motos

Honda XRE 190 chega na edição especial SE por R$ 14.890

Publicado

source
Honda XRE arrow-options
Divulgação

Honda XRE 190 SE: Edição especial que tem por objetivo oferecer atributos mais exclusivos à trail

Logo após a CB 250F Twister, a Honda XRE 190 acaba de chegar na edição especial Special Edition. Sem alterações no conjunto mecânico, como maior novidade, está a pintura cinza e preta fosca exclusiva e detalhes em prata fosco e laranja tanto na carenagem, quanto nas rodas. Nas lojas em fevereiro, sai por R$ 14.890 com 3 anos de garantia sem limite de quilometragem, mais 7 trocas de óleo gratuitas.

LEIA MAIS: Honda CB 250F Twister SE chega às lojas em edição especial

A Honda XRE 190 vem com motor monocilíndrico, de 4 tempos, com comando de válvulas único e sistema de injeção de combustível flex, capaz de gerar 16,4 cv e 1,66 kgfm. De acordo com a fabricante, são números suficientes para dar boa agilidade à moto, que tem relação entre peso e potência favorável e câmbio de cinco marchas com relações bem escalonadas.

Atributos

Entre os pontos mais importantes da Honda XRE 190 SE está o freio ABS apenas na roda da frente, o que ajuda nas frenagens mais bruscas em piso escorregadio, por evitar derrapagens indesejáveis. Na roda traseira, o sistema de frenagem atua modulando a frenagem em terrenos “soltos”, mantendo o controle no fora-de-estrada.

LEIA MAIS: Honda CB 500X e CB 500F 2020 já podem ser compradas em pré-venda

Além das rodas de 19 polegadas, a suspensão dianteira é telescópica com 180 milímetros de curso, enquanto a traseira tem um amortecedor de 150 mm de curso e rodas de 17 polegadas. Os freios são a disco de 240 mm na frente e 220 mm na traseira, com sistema ABS de série. Seu tanque de combustível tem capacidade para 13,5 litros, o que rende uma autonomia de quase 400 km. O peso total é de 127 kg.

Outra vantagem do modelo trail da Honda é que a estrutura é do tipo tubular com berço semiduplo e suspensão com curso longo. Bom também é que o assento é amplo e tem dois níveis, o que contribui com o conforto. Ainda conforme a marca japonesa, a XRE 190 tem 836 mm de distância em relação ao solo. E o bagageiro já vem preparado para instalação de baú.

Leia mais:  Veja 5 carros seminovos que não teríamos

LEIA MAIS: Honda confirma o desenvolvimento de nova plataforma para motos de 200 cc

Um item voltado à comodidade é o QR Code na carenagem frontal, que através do qual, através de um smartphone é possível ter acesso ao manual do proprietário digitalizado e outros conteúdos (sugestão de roteiros, dicas de manutenção e mais). O painel da Honda XRE 190 , por sua vez, é totalmente digital, que mostra marcador de combustível, conta giros, velocímetro, hodômetro total e parcial.

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Política Nacional

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana