conecte-se conosco

Mulher

Isabel Hickmann sobre cirurgia do lábio leporino do filho: “Difícil aceitar”

Publicado

Desde o nascimento do seu primeiro filho, Francisco, Isabel Hickmann usa as redes sociais para falar e conscientizar sobre lábio leporino. No domingo (14), a modelo publicou uma foto no Instagram comentando sobre a cirurgia de correção da deformidade que o pequeno passou.

Leia também: Irmã de Ana Hickmann luta para ressignificar o lábio leporino

Isabel Hickmann e filho com lábio leporino arrow-options
Reprodução/Instagram

Desde que o primeiro filho nasceu, Isabel Hickmann usa as redes sociais para conscientizar sobre lábio leporino

Segundo Isabel, Francisco ainda deve passar por mais três procedimentos para corrigir o lábio leporino . “O começo do quebra-cabeça, afinal temos um pálato, uma fenda completa do lado esquerdo e surpresa quando os dentinhos nascerem. Mas uma coisa de cada vez, ele segura a minha mão, eu seguro a mão dele e a gente segue juntos”, explica a mãe.

A cirurgia aconteceu há pouco mais de dez dias e, de acordo com a mãe, as melhorias na qualidade de vida do filho já podem ser observadas. “Já vemos inúmeras diferenças principalmente na hora de comer e mamar. Estética? Por alguns foi notado, outros passou despercebido nos últimos stories da mamãe. O que eu sei é que meu filho continua LINDO!!!”, diz.

Leia mais:  Meu filho é muito ansioso, e agora? Saiba como lidar com a ansiedade infantil

Apesar de ser uma porta-voz da deformidade, Isabel revela que não foi fácil aceitar a cirurgia e a mudança na aparência do filho. “Ele nasceu perfeito, ele viva bem assim. Algumas dificuldades, mas nenhuma limitação. Sou daquelas q nem o cabelo branco eu faço questão de pintar. E meu sorriso… ele se vai. Foi muito, mas MUITO difícil aceitar isso”, fala.

“Até que tive um momento de lucidez e entendi q esse sentimento era egoísmo meu. Francisco ganha qualidade de vida com essa mudança”, completa.

Leia também: Mãe de criança autista é criticada após postar fotos: “Para chamar atenção”


Entenda o que é, as causas e o tratamento do lábio leporino

De acordo com a Associação Brasileira de Fissuras Lábio Palatinas (ABFLP), o lábio leporino é uma deformidade congênita , ou seja, a criança já nasce com ela. “É caracteriza pela abertura no lábio superior de um ou dos dois lados, com uma abertura no palato (céu da boca). Ocorre entre a 4ª e a 12ª semanas de gravidez”, explicam no site da organização.

As causas costumam ter origem genética e podem ser intensificadas por fatores ambientais. “Os fatores ambientais são nutricionais (carência de minerais e vitaminas), químicos (drogas, fumo e álcool utilizados pela gestante), endócrino (alterações hormonais), atômicos (radiações) e infecciosos (contato com doenças infecciosas no primeiro trimestre de gestação)”.

Leia também: O recém-nascido chegou em casa: como cuidar do bebê nos primeiros meses

Mas, como saber que meu filho nascerá assim? A deformidade pode ser identificada a partir da 22ª semana de gestação (cinco meses e meio) através de um exame de ultrassom morfológico. Segundo a ABFLP, crianças com fissuras lábio palatinas podem ter dificuldade de alimentação e desenvolvimento da fala.

O tratamento é feito por uma equipe interdisciplinar após o nascimento do bebê para acompanhar os procedimentos cirúrgicos e o desenvolvimento da fala e facial da criança. Geralmente, cirurgia plástica do lábio leporino é feita aos três meses de vida e a do palato até os 12 meses

Fonte: IG Delas
Comentários Facebook
publicidade

Mulher

5 kits até R$ 100 na internet que são úteis para todas as mulheres

Publicado

source

A ideia de fazer um bom negócio é cativante para qualquer um em qualquer momento ou circunstância da vida. Mas há situações especialmente satisfatórias como não gastar muito dinheiro em um jogo de calcinhas ou em dez pares de meias. Kits até R$ 100 são ainda mais chamativos.

Leia também: Quer introduzir brinquedos eróticos na sua vida sexual? Especialista dá dicas

Mulher arrow-options
shutterstock

Lista reúne kits até R$ 100 úteis para qualquer mulher

Na loja virtual da Amazon é possível peneirar diversos kits até R$ 100 , mas o iG Delas selecionou cinco que são bastante úteis para toda e qualquer mulher. Além de essenciais no dia a dia, as peças indicadas agregam grande potencial de economia para quem optar por comprá-las.

Kit 5 Conjuntos Calcinha e Sutiã Rendados Cores Neutras

Calcinha e sutiã arrow-options
Reprodução/Amazon

Calcinha e sutiã

Quem gosta de calcinha e sutiã rendados pode comprar este conjunto com cinco peças. Os tamanhos disponíveis vão do P ao GG. 

Clique aqui para comprar

Leia mais:  Os segredos de beleza de Juliana Paes para ter uma pele impecável

Kit 5 Cuecas Boxer Femininas

Kit cueca boxer feminina arrow-options
Reprodução/Amazon

Kit cueca boxer feminina

Esse kit com diversas cores é indicado para mulheres que gostam de usar uma roupa íntima mais confortável sem deixar de se sentir sensual. Os tamanhos disponíveis vão do P ao GG.

Clique aqui para comprar

Kit 3 Conjuntos de Calcinha e Sutiã Cropped

Calcinha cropped arrow-options
Reprodução/Amazon

Calcinha cropped

Nas cores amarelo, branco e azul bic, o conjunto é indicado para as fashionistas que gostam de uma lingerie mais elaborada. Os tamanhos disponíveis vão do P ao GG.

Clique aqui para comprar

Kit 10 Pares Meias Unissex Lupo Original

meias arrow-options
Reprodução/Amazon

meias

Atoalhada e feita de algodão, a meia de cano médio ostenta conforto e durabilidade. É possível escolher entre as cores preta e branca. Os tamanhos são M (33 a 38) e G (39 a 44). 

Clique aqui para comprar

Kit 5 Blusas Femininas

blusinha básica arrow-options
Reprodução/Amazon

Blusinha básica

Toda mulher precisa de uma blusinha básica e este conjunto oferece cinco delas, totalmente feitas de algodão. Os tamanhos disponíveis vão do P ao GG.

Leia mais:  Meu filho é muito ansioso, e agora? Saiba como lidar com a ansiedade infantil

Clique aqui para comprar

Frete gratuito

É possível garantir frete grátis para essa e outras compras assinando o Amazon Prime, pacote de benefícios da Amazon, por apenas R$ 9,90 mensais. Além do frete ilimitado para qualquer lugar do País, o pacote prevê acesso às plataformas de streaming de vídeo e música da Amazon, além do Kindle. Clique aqui para assinar !

*O iG pode ganhar comissão sobre as vendas originadas a partir deste artigo

Fonte: IG Delas
Comentários Facebook
Continue lendo

Mulher

Jovem é exposta em site pornô após assédio sexual; veja o que fazer nesses casos

Publicado

source

Na segunda-feira (27), uma jovem de São José dos Campos, interior de São Paulo, foi assediada sexualmente dentro do ônibus e exposta em um site pornográfico. Em relato compartilhado no Twitter, Jai Silva conta que estava no transporte público indo para um curso quando sofreu a violência – que foi filmada por uma terceira pessoa.

Leia também: Teve vídeos ou fotos íntimas vazadas na internet? Saiba o que fazer

print do twitter arrow-options
Reprodução/Twitter

A jovem relatou o assédio sexual em sua conta no Twitter

A mulher relata que o caso aconteceu durante a tarde, às 13h, e descreve que o homem que a assediou tinha mais de 50 anos, era branco, alto e loiro.  “Ser mulher é ter medo de ir pra rua correr atrás do próprio futuro. Sabem o pior? Fui parar num site pornô. Estou sem chão”, escreve na rede social.

Ela continua: “Não desejo para ninguém a sensação de se sentir usada, como se fosse um objeto!! O machismo está mais próximo de nós, do que imaginamos. Não caiam no mesmo erro que eu cometi, de tentar fingir que nada aconteceu ou que era ‘coisa da minha cabeça’”.

relato de assédio sexual arrow-options
Reprodução/Twitter

A jovem relatou o assédio sexual em sua conta no Twitter

Leia também: Entenda por que as mulheres demoram para contar que foram vítimas de assédio

Leia mais:  Conforto e espaço: veja dicas para fazer quartos pequenos parecerem maiores

Jai fala que, até o momento, o vídeo foi encontrado em mais de cinco sites com mais de 70 mil visualizações. “O que me deixa triste é saber que eu tô acostumada com isso”, comenta sobre a naturalização de atitudes como essa.

Ela ainda fala que já está agindo para denunciar o caso à polícia.

O que fazer em casos como esse?

Infelizmente, o caso de Jai é comum. Uma pesquisa dos institutos Patrícia Galvão e Locomotiva, com apoio da Uber, aponta que quase todas as brasileiras acima de 18 anos (97%) já passaram por situações de assédio sexual no transporte público.

Segundo Ana Paula Braga, advogada especialista em direito das mulheres do escritório Braga & Ruzzi, existem algumas formas de agir em casos como esse. Se o assédio sexual for notado na hora, a vítima pode chamar a atenção para o que está acontecendo. Assim, mais pessoas saberão quem é o agressor e podem se mobilizar até que as autoridades venham até o local.

Também é importante buscar policiais por perto ou a equipe de segurança do local. “No ônibus, peça para o motorista parar e fechar a porta até a viatura da polícia chegar”, fala. Se você não for a vítima, mas vir o caso, tente filmar o ocorrido para gerar provas. “Acolha essa mulher para que ela saiba que não foi culpa dela e se coloque à disposição para ajudá-la, inclusive como testemunha em um futuro processo”.

Leia mais:  Os segredos de beleza de Juliana Paes para ter uma pele impecável

Leia também: Mulheres têm mais medo de assédio no transporte público do que nas ruas em SP

Como denunciar

Para denunciar o assédio sexual, basta ir a uma delegacia e fazer o boletim de ocorrência solicitando as medidas contra o agressor. No caso das imagens expostas no site de vídeos pornográfico, Ana Paula orienta a vítima a reunir todo o material que puder (links e capturas de tela, indicando onde, quando e quem compartilhou esse conteúdo) e apresentar no momento da denúncia.

Há também um formulário no qual é possível fazer denúncias sobre imagens expostas sem autorização em diversos sites pornôs internacionais ( https://www.dmca.com/signup/createtakedown.aspx?ref=solc54c ). 

Após a notificação do juiz, os provedores são obrigados a retirar o conteúdo do ar dentro de, geralmente, 24 horas, sob pena de multa diária. Por isso, quanto antes a denúncia for feita, melhor.

Em alguns casos, fazer a denúncia diretamente no site onde o vídeo está hospedado pode ajudar. Para isso, busque a área de direitos autorais. Porém, encaminhar o caso para a polícia é sempre aconselhável para que os envolvidos sejam devidamente responsabilizados. 

Fonte: IG Delas
Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Política Nacional

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana