conecte-se conosco


Policial

Irmãos acusados de integrar facção criminosa são presos por tráfico de drogas em Rondonópolis

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Dois irmãos suspeitos de atuarem com tráfico de drogas em Rondonópolis (212 km ao Sul de Cuiabá) foram presos em flagrante, pela Polícia Judiciária Civil, na quinta-feira (17.01). Os suspeitos, apontados como integrantes de uma facção criminosa envolvida em diversos crimes foram identificados durante investigações da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (DERF) do município.

Os policiais da DERF Rondonópolis iniciaram as investigações após denúncias sobre o tráfico de drogas, no bairro Magnólia. Durante as diligências, os policiais identificaram os dois suspeitos que utilizavam a residência para o comércio de drogas na região.

Segundo as informações, os irmãos pertencem a um grupo criminoso e além de atuarem com o tráfico de drogas no bairro, fazem ameaças aos moradores com emprego de arma de fogo e picham os muros das residências e dos comércios enaltecendo a facção.

Diante dos fatos narrados, os policiais passaram a monitorar a residência, constatando o grande fluxo de usuários no local. Quando os policiais se aproximaram da casa, viram os suspeitos e dois usuários que correram para os fundos. Os investigadores realizaram a abordagem dos irmãos traficantes, porém os usuários que estavam na casa conseguiram fugir.

Leia mais:  Melhorias das estruturas policiais e nova sede são desafios do próximo ano

Em buscas na casa, os policiais localizaram no terreno, um balde que estava enterrado a cerca de 30 centímetros de profundidade, onde foram encontradas uma porção grande de maconha. Questionados, os suspeitos passaram acusar um ao outro sobre quem seria o proprietário da droga.

Com base nas evidências, os irmãos foram conduzidos a DERF Rondonópolis, onde após serem interrogados, foram autuados em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico.

 

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
publicidade

Policial

Operação Hefesto investiga roubos a veículos e venda de peças na região Metropolitana

Publicado

Assessoria/PJC-MT

A Polícia Civil deflagrou nesta sexta-feira (28) a Operação Hefesto, coordenada pela Delegacia Especializada de Repressão a Roubo e Furto de Veículos Automotores (Derrfva), que visa desmantelar associação criminosa voltada  à prática de furtos e roubos de caminhões, adulteração de sinal identificador de veículos e comercialização de peças roubadas. 

A unidade especializada atua com o objetivo de reduzir índices criminais referentes a roubo, furto, receptação e adulteração de sinal identificador de veículos automotores na região Metropolitana da Capital. 

Conforme as investigações, a organização criminosa é especializada em roubo qualificado de veículos, promovendo a adulteração dos produtos de crime e reinserindo as peças dos automóveis no mercado formal, dando aparência de legalidade. Além disso, nos crimes de roubo a caminhões e cargas, o grupo pratica restrição de liberdade das vítimas, mantendo-as reféns enquanto executam o ato criminoso. 

Na mitologia grega Hefesto é o deus do fogo, dos metais, da metalurgia. 

ATENDIMENTO À IMPRENSA: Os coordenadores da Operação Hefesto atenderão os veículos de comunicação a partir das 9h30, desta sexta-feira, na Derrfva.

Leia mais:  Polícia Civil prende traficante com cocaína que seria comercializada em festas de Alta Floresta

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Polícia Civil prende casal por prática de estelionato

Publicado

Assessoria/PJC-MT

Um casal suspeito de envolvimento em estelionato foi preso pela Polícia Judiciária Civil do município de Sinop (500 km ao norte de Cuiabá), na tarde de quarta-feira (26.02). A mulher foi autuada em flagrante delito e o companheiro foi preso em cumprimento a mandado de prisão.

A suspeita de 27 anos possui cerca de quinze boletins de ocorrências registrados contra ela, sendo a maioria por estelionato, e vinha trabalhando como motorista de aplicativo. Ao fazer uma corrida, a mulher cobrou do cliente o valor bem acima do devido. A corrida era de R$ 20,00 e ao passar o cartão, a motorista cobrou o valor de R$ 4 mil.

Logo que o cliente observou a quantia errônea cobrada, a motorista foi procurada para fazer o ressarcimento, e como forma de devolução a mesma entregou à vítima uma folha de cheque preenchida no valor de R$ 4 mil. Porém, ao fazer a consulta do cheque foi verificado que se tratava de produto de furto ocorrido em outubro de 2019, na cidade de Sorriso.

Leia mais:  Preso em MS suspeito de articular roubo de cargas na região Sul de MT

Na ocasião do furto em Sorriso, a suspeita foi detida em flagrante e ficou presa por mais de 30 dias, em uma unidade prisional feminina de Nortelândia. Segundo apuração, ela possuía vários cheques da vítima moradora de Sorriso e estava utilizando as ordens de pagamento para outras vítimas.

Já o seu companheiro foi detido ao comparecer na Delegacia de Polícia de Sinop para fazer a retirada do veículo que a esposa conduzia no momento da abordagem. Contra o homem foi constatado um mandado de prisão em aberto, decretado pela Comarca de Sorriso em novembro de 2019, também por estelionato.

A suspeita autuada em flagrante por estelionato. Após as providências cabíveis, ambos foram encaminhados para audiência de custódia do Poder Judiciário.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Política Nacional

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana