conecte-se conosco


Esportes

Internacional controla jogo e vence de novo o Paysandu na Copa do Brasil

Publicado

Lance


Jogadores do Internacional após a vitória
Reprodução / Internacional

Jogadores do Internacional após a vitória

O Internacional não teve das suas atuações mais brilhantes, mas foi seguro o suficiente para passar bem pelo Paysandu nas oitavas de final da Copa do Brasil. O time de Odair Hellmann venceu de novo os paraenses, dessa vez por 1 a 0, e asseguraram uma vaga na próxima fase do milionário torneio.

COISA LINDA! MAS NÃO VALEU…

Aos quatro minutos, Nico López deu um passe cheio de estilo com o calcanhar para o outro ‘gringo’ do ataque, Guerrero, que fintou bem e bateu no ângulo de Mota. Todavia, logo depois da rede balançada, a arbitragem já assinalou impedimento no momento que o uruguaio ajeitou a bola para Paolo. Foi o primeiro momento de chegada ofensiva do Colorado na partida em meio ao cenário onde Paysandu tentou, logo cedo, botar pressão no time gaúcho.

DO INTERESSE COLORADO


Sem conseguir dar a dinâmica acelerada que gostaria ao confronto, o time paraense se viu em sérias dificuldades com o Inter se sentindo confortável para a criação de jogadas e trabalhar a posse de forma que, mesmo fora de casa, era o Colorado quem fazia o manejo e procurava espaços na zaga adversária. Nesse período, as melhores oportunidades gaúchas de inaugurar a contagem veio quando Edenílson mandou pelo alto e o zagueiro Emerson Santos cabeceou com bastante perigo contra o gol de Mota enquanto Parede, novamente com Edenílson aparecendo de “garçom”, não fez o primeiro do jogo por falta de mais capricho na finalização.

Leia mais:  Mundial de beach soccer: Brasil derrota Portugal por 9 a 7

QUE DESPERDÍCIO, PAOLO!

Seguindo dominante no confronto, já aos 47 minutos o Internacional teve aquela que foi a criação mais nítida de lance para efetivamente inaugurar o marcador na cidade de Belém. Após o rebote do chute do lateral Uendel defendido por Mota, o camisa 6 no rebote ajeitou de maneira “açucarada” para Guerrero que chegou batendo muito embaixo da bola estando de frente pra meta adversária na altura da marca do pênalti.

REAGE, PAPÃO!

No início do tempo complementar, após por determinados momentos “brigar” bastante com a bola, o sistema ofensivo do Paysandu finalmente conseguiu acertar a pontaria e, em uma sequência com cabeçada de Nicolas e chute cruzado de Tiago Luís, Marcelo Lomba trabalhou de maneira fundamental e foi o único empecilho para a equipe da casa não inaugurar a conta no Mangueirão.

RESPOSTA À ALTURA


Sem deixar com que o time da casa demonstrasse a todo momento sua melhora, o Colorado conseguiu encontrar espaço e Nico López saiu na frente do gol de Mota. Porém o camisa 31 do clube da Curuzu foi muito bem para encaixar o chute a queima-roupa e manter viva a chance do time paraense.

Leia mais:  “Xerifão” Ricardo Rocha chega ao YouTube com um canal de entrevistas

PÁ DE CAL


Após a expulsão de Bruno Oliveira, o time Bicolor até teve oportunidades de marcar seu primeiro tempo principalmente na oportunidade que Pimentinha chegou na pequena área e chutou muito alto na finalização. Todavia, falou mais alto o ‘faro de gol’ de Guerrero que, recebendo passe muito bom de Sarrafiore dentro da grande área, ele bateu firme, no alto, sem chances para um Mota que já havia evitado pelo menos outros dois tentos do Colorado.

FICHA TÉCNICA

PAYSANDU X INTERNACIONAL

Local:
Mangueirão, Belém (PA)
​Data-Hora:
28/05/2019 – 19h15 (horário de Brasília)
​Árbitro:
Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza (CBF-PB)
Assistentes:
Anderson José de Moraes Coelho e Daniel Paulo Ziolli (ambos CBF-SP)
VAR:
Rodrigo Guarizo (CBF-SP)
Cartões amarelos:
Bruno Oliveira, Paulo Rangel, Caíque Oliveira (PAY);
Nico López, Nonato (INT)
​Cartões vermelhos:
Bruno Oliveira (PAY)
​Gol:
Guerrero (40’/2°T) (0-1)

PAYSANDU:
Mota; Bruno Oliveira, Micael, Victor Oliveira e Bruno Collaço; Caíque, Thiago Primão (Leandro Lima, aos 38’/2°T) e Tiago Luís (Marcos Antonio, aos 21’/2°T); Vinicius Leite, Paulo Rangel e Nicolas. Técnico: Leandro Niehues.

INTERNACIONAL:
Marcelo Lomba; Zeca, Emerson Santos, Cuesta e Uendel (Bruno, aos 31’/2°T); Rodrigo Lindoso, Edenílson e Nonato; Nico López (Sarrafiore, aos 15’/2°T), Guilherme Parede (D’Alessandro, aos 26’/2°T) e Paolo Guerrero. Técnico: Odair Hellmann.

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
publicidade

Esportes

Caxias do Sul sediará Surdolimpíada no ano que vem

Publicado

source

O Comitê Internacional de Esportes para Surdos (ICSD) confirmou nesta semana que o Brasil será sede da edição de 2021 das Surdolimpíadas. Envolvendo 6 mil atletas de mais de 100 países em 22 modalidades, os jogos ocorrerão entre os dias 5 e 21 de dezembro do ano que vem em Caxias do Sul, na Serra Gaúcha.    

Em documento divulgado na quarta-feira (26), o comitê parabenizou a Confederação Brasileira de Desportos de Surdos (CBDS) e toda a equipe pelo trabalho feito para garantir que o país tenha condições de receber a competição, que será disputada pela primeira vez na América do Sul.

Em uma reunião realizada em janeiro, representantes da prefeitura local, da Universidade de Caxias do Sul, do ICSD e do Caxias Convention & Visitors Bureau definiram ações para sediar o evento esportivo.

O prefeito Flávio Cassina designou o secretário de Esportes e Lazer, Gabriel Citton, para fazer um projeto de captação de recursos financeiros junto aos governos federal e estadual. “Não podemos perder um evento dessa grandeza e de relevância na área do esporte, da inclusão social, mas que também movimenta o comércio e turismo. Temos tempo para juntos fazermos um belo trabalho”, disse Cassina, lembrando que o investimento para a realização do evento no Brasil deve passar de R$ 10 milhões.

Leia mais:  Mundial de beach soccer: Brasil derrota Portugal por 9 a 7

O plano prevê competições na Vila Olímpica da universidade e em outros locais de Caxias do Sul, como o ginásio e as pistas de atletismo do Serviço Social da Indústria (Sesi), as piscinas Recreio da Juventude e os Estádios Centenário e Alfredo Jaconi. Cidades vizinhas, como Gramado, Bento Gonçalves e a capital, Porto Alegre, também poderão receber disputas esportivas ou auxiliar na acomodação das delegações das Surdolimpíadas.

Até agora, foram realizadas 23 edições dos Jogos Surdolímpicos. A primeira, conhecida na época como Jogos Internacionais em Silêncio, foi em 1924, em Paris.

Disputados de quatro em quatro anos, os jogos foram interrompidas apenas durante a segunda guerra mundial (de 1939 a 1945). A última Surdolimpíada foi realizada em 2017 e teve como sede a Turquia, com provas disputadas na cidade de Samsun.

Edição: Nádia Franco

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Argentino Martín Benítez chega ao Rio para jogar no Vasco

Publicado

source

Martín Benítez é o novo reforço vascaíno. O argentino de 25 anos desembarcou, nesta quinta-feira (25), no Aeroporto Internacional Tom Jobim, e explicou porque aceitou jogar pelo Vasco da Gama.

“Pela história que tem, pelos torcedores, porque sei que é um clube muito grande e a verdade é que estou muito contente de poder chegar ao Vasco. Sei que chego a um grande clube e sei que posso dar muito ao Vasco. Espero que eu possa dar meus 100% e estar em meu melhor nível no Vasco para ajudar a equipe e que o Vasco possa alcançar coisas e que possa estar no lugar que tem que estar”.

O meia-atacante veio emprestado por um ano para o clube carioca. Benítez é jogador do Independiente e fez parte do elenco que derrotou o Flamengo, nas finais da Copa Sul-Americana de 2017. Benítez também falou sobre a cidade que vai viver este ano. “Vim em 2016 e 2017 de férias. É um lugar muito bonito e espero que eu possa aproveitar com a família, mas sempre com responsabilidade sabendo que eu vim para jogar futebol e me entregar 100% ao Vasco”.

Leia mais:  Maracanã terá festa para disputa entre Flamengo e River Plate

Com passagens pelas seleções de base da Argentina, Benítez não vivia um bom momento do Rei de Copas e espera reencontrar o bom futebol no Gigante da Colina. A previsão, feita pelo próprio jogador, é que ele possa estar disponível para Abel Braga na próxima quinta-feira (2), quando o Vasco enfrenta o ABC pela Copa do Brasil. Benítez e o conterrâneo Germán Cano foram as únicas contratações da gestão Alexandre Campello para a temporada.

Edição: Aline Leal

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Política Nacional

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana