conecte-se conosco

Economia

Governo terá secretaria para coordenar entrada na OCDE

Publicado

source
Onyx reuniu-se na manhã desta quinta com o encarregado de negócios interino da embaixada dos Estados Unidos no BrasilOnyx reuniu-se na manhã desta quinta com o encarregado de negócios interino da embaixada dos Estados Unidos no Brasil arrow-options
Valter Campanato/ABr

Onyx reuniu-se na manhã desta quinta com o encarregado de negócios interino da embaixada dos Estados Unidos no Brasil

O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni , afirmou nesta quinta-feira (16) que o ministério terá uma secretaria dedicada a cuidar do processo de entrada do Brasil na Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). Onyx reuniu-se na manhã desta quinta com o encarregado de negócios interino da embaixada dos Estados Unidos no Brasil, William Popp.

— Por determinação do presidente, estamos alterando a estrutura da Casa Civil e criando uma diretoria específica, uma secretaria que vai se debruçar sobre OCDE. A função dela é poder melhorar nossa relação com o organismo internacional, melhorar nossa relação com os países membros que sejam mais fortes dentro da OCDE, buscar cada um dos passos de acreditação, para que o Brasil, no mais curto espaço de tempo, possa ser membro desse time, que é o time que vence no mundo — afirmou Onyx, ao deixar na embaixada.

Leia mais:  Oposição tenta derrubar sigilo da Previdência e pede que votação seja adiada

Após polêmica, EUA confirmam apoio à entrada do Brasil na OCDE

O responsável pela secretária será Marcelo Gomes, auditor do Tribunal de Contas da União (TCU) que atualmente é subchefe de Análise e Acompanhamento de Políticas Governamentais da Casa Civil. Segundo Onyx, o decreto que criará a secretaria deverá ser publicado até segunda-feira.

— Até segunda-feira tem um núcleo específico que vai se dedicar, buscamos um técnico que tem origem no Tribunal de Contas na União, que há muito anos trabalha nessa área, que é o doutor Marcelo Gomes, e ele vai liderar essa equipe. Ele já vem trabalhando conosco, mas, agora, com ainda mais força, mais condições, para, junto com o Ministério de Relações Exteriores e junto com o Ministério da Economia, a gente possa acelerar tudo que a gente puder, para que o mais rapidamente possível o Brasil vá para o primeiro time do mundo, que é o mais importante para o futuro das nossas famílias.

Mourão minimiza ‘não’ e diz que EUA ainda apoiam entrada do Brasil na OCDE

Leia mais:  Cade e Petrobras celebram acordo para impulsionar mercado de gás

De acordo com o ministro, o Brasil já cumpriu 81 dos 252 requisitos para entrar na OCDE, e outros 65 estão em análise pelo órgão.

O governo dos Estados Unidos encaminhou uma carta à OCDE dizendo que quer que o Brasil se torne o próximo país a entrar para o organismo. Em outubro do no passado, Washington havia dado prioridade às candidaturas da Argentina e da Romênia.

Fonte: IG Economia
Comentários Facebook
publicidade

Economia

Concursos públicos federais terão mais de 50 mil vagas em 2020, prevê Orçamento

Publicado

source

Dinheiro Rural

concurso público arrow-options
Agência Brasil

Orçamento 2020 com previsão de vagas foi publicado na última segunda-feira

O Orçamento Geral da União de 2020, publicado nesta segunda-feira (20) no Diário Oficial da União , prevê 51.391 vagas em concursos públicos federais nos Poderes Executivo, Legislativo, Judiciário, Ministério Público da União e Defensoria Pública da União.

Isso representa um aumento de 1.400% em relação à previsão de 3.369 servidores do Orçamento do ano passado.

País tem ao menos 170 seleções abertas para mais de 15 mil vagas

 Do total de vagas previstas para este ano, 45.816 destinam-se ao provimento (preenchimento) de postos existentes que ficaram vagos , geralmente por morte ou aposentadoria. O Orçamento prevê ainda a criação de 5.575 vagas.

O Poder Executivo concentra o maior número de vagas, com a previsão de provimento de 43.568 postos e a criação de 3.140 vagas nas esferas civil e militar.

Mais de 150 vagas de emprego estão abertas no Alto Tietê; confira

 No Judiciário, estão previstos o preenchimento de 1.871 vagas existentes e a criação de 1.417 postos. No Legislativo, o Orçamento destina espaço para o provimento de 147 postos e a criação de sete vagas.

Leia mais:  Michelle Bolsonaro faz pedido de mudança na reforma da Previdência

Ministério Público e Defensoria

A Lei Orçamentária de 2020 prevê ainda  criação de 1.011 vagas e o provimento de 205 postos na Defensoria Pública da União . Para o Ministério Público da União e o Conselho Nacional do Ministério Público, o texto estipula o preenchimento de 25 vagas existentes .

A maior parte dos provimentos será executada por meio da convocação de aprovados em concursos já realizados.

A autorização para novos concursos depende do Ministério da Economia, que analisará se existem recursos para a contratação de servidores e verificará a necessidade de cada órgão. O Orçamento de 2020 destina R$ 344,6 bilhões para despesas com pessoal.

A previsão de vagas para o serviço público federal foi alterada pelo Congresso Nacional durante a tramitação do Orçamento.

O projeto original da Lei Orçamentária Anual estimava 32 mil provimentos e a criação de 2 mil vagas nos poderes Executivo, Legislativo, Judiciário, Ministério Público e na Defensoria Pública da União.

Fonte: IG Economia
Comentários Facebook
Continue lendo

Economia

Dólar ultrapassa R$ 4,20 e fecha no maior valor do ano nesta terça-feira

Publicado

source

Agência Brasil

notas de dólar arrow-options
Getty Images

Dólar chega ao maior valor desde 2 de dezembro de 2019

Em um dia tenso no mercado, a Bolsa de Valores caiu, e o dólar norte-americano fechou no maior valor em mais de um mês e meio.

O dólar comercial fechou esta terça-feira (21) vendido a R$ 4,206, com alta de R$ 0,017 (0,4%). A divisa está no maior valor de fechamento desde 2 de dezembro (R$ 4,214).

Com expectativa de corte na Selic, dólar sobe a R$ 4,20

O dólar operou em alta durante toda a sessão e fechou próxima do valor máximo do dia. A moeda norte-americana acumula valorização de 4,8% em 2020 . A volatilidade também refletiu-se na cotação do euro, que fechou o dia vendido a R$ 4,67, com alta de 0,42%.

No mercado de ações, o dia também foi de tensões . O Ibovespa, índice da B3 (antiga Bolsa de Valores de São Paulo), fechou o dia em queda de 1,03%, aos 117.026 pontos. A Bolsa interrompeu uma sequência de três sessões de alta.

Leia mais:  Relator volta a permitir contribuição extra de servidores para cobrir déficit

Dólar inicia semana em alta, a R$ 4,18; Ibovespa recua

Novo vírus

A sessão foi marcada pelo receio de que o novo vírus descoberto na China traga impactos para a segunda maior economia do planeta. O país asiático confirmou hoje a sexta morte pelo coronavírus, que provoca pneumonia. A China e países próximos adotaram medidas para conter a disseminação da doença.

Mercado reduz estimativa da inflação para 2020; PIB deve crescer mais

 A alta do dólar e a queda na bolsa intensificaram-se no meio da tarde, quando foi confirmado o primeiro caso de infecção pelo novo vírus nos Estados Unidos.

Fonte: IG Economia
Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Política Nacional

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana