conecte-se conosco


Carros e Motos

Ford vai lançar 50 SUVs elétricos e híbridos até 2022

Publicado

Ford Territory
Divulgação

O Territory EV, fabricado na China, será o primeiro dos SUVs elétricos da Ford para o mercado asiático

A Ford pretende transformar seu negócio mundialmente ao apostar em um amplo leque de veículos elétricos e híbridos. A empresa anunciou a criação de 16 modelos totalmente elétricos e 40 híbridos eletrificados até 2022 tanto para a própria Ford quanto para a Lincoln, que também pertence a ela, que tem SUVs elétricos em seu portfólio.

LEIA MAIS: Estrada elétrica poderá solucionar transporte de carga inteligente e sustentável

“Vamos fortalecer nossas picapes, veículos comerciais, automóveis de desempenho e SUVs, com abordagem única para veículos elétricos e híbridos”, disse o CEO da Ford Jim Hackett. Vale lembrar que os SUVs elétricos e híbridos têm sido grande aposta das montadoras na conjuntura de mobilidade atual.

Na China, onde a empresa vem perdendo terreno, o Ford Territory EV, um SUV compacto à bateria, será totalmente elétrico e tem previsão de lançamento para 2020. Sua mecânica é similar à do modelo atual, composto por um motor 1.5 turbo de quatro cv e câmbio automático de 6 marchas.

Ford Bronco
Divulgação

Reedição do famoso modelo da década 70, o Ford Bronco virá na versão híbrida plug-in para brigar com Jeep Wrangler

Na versão EV, o Territory deverá receber um motor elétrico com bateria de 120 kW, considerada uma ótima potência para um SUV. Vai concorrer, no mercado chinês, com os SUVs compactos, como o Hyundai Kona Electric e até com modelos médios, como o Audi E-tron e o Tesla Model X.

Leia mais:  Por causa da pandemia, FCA adia chegada de elétricos e híbridos ao Brasil

LEIA MAIS: Esportivo TT e sedã A8 serão os próximos carros elétricos da Audi

A Ford anunciou também a reedição de um ícone dos anos 70 e 80: o Ford Bronco, agora híbrido. As especificações finais ainda não estão confirmadas pela montadora e seu principal concorrente deve ser o Jeep Wrangler.

No entanto, sabe-se que o Ford Bronco terá uma carroceria alongada e será vendido exclusivamente como híbrido. Para os amantes de aventura off-road, já é certo também que o utilitário fará uso de um inédito câmbio manual de 7 marchas, além de uma versão mais confortável com caixa automática de 10 marchas.

Ford Explorer
Divulgação

O Explorer, um SUV grande, já foi apresentado para a imprensa e chega ao mercado mundial em 2020

Entre os SUVs grandes, o Ford Explorer também estará disponível como híbrido plug-in para os Estados Unidos e Europa e poderá ser uma opção para outros mercados, inclusive o Brasil. Também já foi anunciado o híbrido Escape, um SUV médio, que poderá chegar ao mercado brasileiro para substituir o EcoSport.

LEIA MAIS: Jeep Renegade e Compass entrarão para lista dos carros híbridos plug-in

Leia mais:  Hyundai faz promoção de HB20S com preço de hatch

Na mesma seara, a Ford divulgou a primeira imagem de um crossover elétrico baseado no Mustang. Com ele, quer apresentar um concorrente à altura do Tesla Model Y. O modelo elétrico vai contar com a tecnologia da Rivian, startup concorrente da Tesla e recentemente incorporada pela Ford.

Mustang
Divulgação

A Ford divulgou a primeira imagem escurecida do crossover Mustang, um modelo de luxo para competir com o Tesla Y

Para 2020, a marca já confirmou uma versão híbrida do Mustang na categoria de carros de desempenho. Agora um carro híbrido plug in, deve ter o potencial de desempenho similar ao atual V8 com transmissão de 10 velocidades. Ou seja, cerca de 500 cv na versão GT e 700 cv na Shelby.

Carro mais vendido dos EUA

Ford F-150
Divulgação

A F.150 será a primeira picape híbrida da Ford e terá um lançamento mundial com as mesmas qualidades

Acha que é só? Não! A Ford terá ainda uma picape híbrida na linha modelo 2020 da F.150. Usará transmissão automática de 10 marchas, como parte de um sistema que ainda permite uma ampla gama de desaceleração do motor e de marcha lenta para não sacrificar sua capacidade de reboque e de transporte do veículo, características fundamentais da F.150.

LEIA MAIS: Todos os carros da Toyota devem se tornar híbridos

O Aviator Hybrid plug-in será grande novidade da Lincoln. Chegará este ano aos Estados Unidos com uma versão de transmissão híbrida modular de grande desempenho e 450 cavalos de potência.

Lincoln Aviator
Divulgação

A Lincoln, marca de luxo da Ford, terão crossover Aviator Hybrid e será vendido na China, Estados Unidos e Europa

Nesse novo cenário automotivo, a Ford considera a eletricidade como um futuro próximo e entende que os híbridos e híbridos plug-in terão preferência em vários mercados do mundo. Ou seja, uma estratégia de curtíssimo prazo para reverter o seu declínio de vendas, com apostas principalmente nos SUVs elétricos e híbridos.

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook
publicidade

Carros e Motos

Novo Audi A3 Sedan é revelado com visual agressivo e tecnologias inéditas

Publicado

Audi A3
Divulgação

Novo Audi A3 Sedan: Novidade deve chegar ainda este ano para concorrer no segmento premium

O Audi A3 Sedan da segunda geração foi revelado. A novidade mantém a plataforma MQB usada pelo modelo antigo, incluindo os mesmos 2,64 metros de entre-eixos, mas recebeu diversas atualizações. Por fora, as principais mudanças estão na dianteira, com grade alargada e faróis que lembram os do novo Q3 e trazem.

LEIA MAIS: LEIA MAIS: Nova geração do Audi A3 é revelada com sistema híbrido leve e novo design

Na versão de topo, vem com LEDs com 15 tipos de atuação para otimizar a iluminação. O para-choque também é inédito. Está confirmado para o Brasil, só não há uma definição de quando será o lançamento, que viria para entrar no lugar do A3 Sedan nacional, que deixará de ser fabricado em 2021 . Na Europa, as vendas começam no meio do ano. 

O novo A3 Sedan ficou levemente maior, mas só por fora. O comprimento cresceu 4 cm, alcançando 4,50 m. Enquanto isso, largura e altura ficaram 2 cm e 1 cm maiores, respectivamente, chegando a 1,82 m de largura e 1,43 m de altura. As demais medidas não sofreram alterações. É o caso da distância entre-eixos (2,64 m) e do porta-malas (425 litros).

Leia mais:  Novo Audi A3 Sedan é revelado com visual agressivo e tecnologias inéditas

As linhas do Audi A3 ganharam personalidade, e agora se aproximam de modelos maiores, como o A7. Enquanto a grade frontal está maior, o perfil se manteve bem demarcado, enquanto as lanternas traseiras agora são menos quadradas.

LEIA MAIS: Guiamos o Audi e-tron, uma síntese de vários carros em suas melhores formas

Mais novidades

Audi
Divulgação

A traseira fica mais moderna, tal como os novos conjuntos mecânicos

O interior do novo Audi A3 , por sua vez, chega completamente renovado, com duas saídas de ar-condicionado posicionadas mais acima, quase juntas do volante. O console central traz tomada de 12 volts e freio de estacionamento com acionamento elétrico, cujo botão fica bem próximo à manopla de câmbio. Ele também pode vir com painel digital e head-up display. A central multimídia, de 10,1 polegadas, também é maior que a antecessora.

LEIA MAIS: Audi Q3 retorna totalmente renovado para enfrentar os rivais

Futuramente, o Audi A3  (hatch e sedã) ganhará novas motorizações, além de tração nas quatro rodas. No mercado europeu, a novidade será vendida com três opções de motorização: 1.5 TFSI a gasolina (150 cv) e duas variações do 2.0 TDI, que entregam 116 cv e 150 cv.

Leia mais:  Avaliação: Toyota Hilux GR-S seduz pela dirigibilidade aprimorada

Há dois tipos de transmissão: manual de cinco marchas e automático de sete velocidades. O modelo vem com suspensão traseira multilink apenas nas versões com 150 cv e pode ser encomendado com o sistema de amortecedores adaptativos.

Comentários Facebook
Continue lendo

Carros e Motos

Por causa da pandemia, FCA adia chegada de elétricos e híbridos ao Brasil

Publicado

source
Jeep Renegade
Divulgação

Renegade e Compass 4xe ficaram para 2021 no Brasil, onde serão vendidos como importados da Itália

O mundo nunca será o mesmo depois da pandemia do novo coronavírus e isso inclui o setor automotivo. Entre o que já está se sabe que está mudando estão alguns lançamentos, como os que a FCA previa para o Brasil neste ano. Além da nova geração da picape Fiat Strada, que ficou para julho, a fabricante terá de deixar apenas para 2021 a chegada do 500 elétrico e das versões híbridas da dupla Renegade e Compass.

LEIA MAIS: FCA confirma Renegade e Compass híbridos no Brasil; novo 500 será elétrico

No início de fevereiro, a reportagem de iG Carros esteve na coletiva de imprensa com o presidente da FCA na América Latina, Antônio Filosa, que havia confirmado que tanto o 500 elétrico quanto os dois híbridos da Jeep chegariam ao país ainda em 2020. Mas, agora os planos iniciais foram por água abaixo.

Os SUVs Renegade e Compass híbridos foram apresentados em janeiro na CES 2020, em Las Vegas (EUA) e chegarão ao Brasil no ano que vem, importados de Melfi (Itália) a um preço sem previsão, entre outros motivos, por causa da alta volatilidade das cotações do dólar e do euro. No caso do Jeep Compass 4xe, o principal rivai será o Toyota RAV4 .

Leia mais:  Hyundai e Honda adiam novamente interrupção das atividades nas fábricas

Assim como o Compass híbrido, o Renegade 4Xe virá com o 1.3 turbo, de 180 cv e câmbio automático de seis marchas, que funciona em conjunto com motor elétrico, de 60 cv, somando uma potência combinada de 240 cv, o suficiente para acelerar de 0 a 100 km/h em 7 segundos, conforme a FCA.

Novo elétrico FCA

E a nova geração do Fiat 500 ficou mais sofisticada e luxuosa, fruto de um investimento de US$ 700 mihões na fábrica em Mirafiori (Itália). Quando chegar ao Brasil, o subcompacto será vendido apenas com motor elétrico e passará a concorrer com modelos como Chevrolet Bolt e Renault Zoe, cuja nova geração também deverá desembarcar no País em 2021.

LEIA MAIS: Projeção antecipa como deverá ficar a versão SUV do Argo

O novo Fiat 500 é equipado com um motor elétrico de 87 kW (118 cv). A marca divulga aceleração de 0 a 50 km/h em 3,1 segundos, e de 0 a 100 km/h em apenas 9 segundos, tempo realmente surpreendente, quando lembramos que não é um carro esportivo. A velocidade máxima é limitada eletronicamente em 150 km/h, com 320 km de autonomia.

Leia mais:  Ford prepara novo SUV elétrico com plataforma da VW

As baterias de íon-lítio do Fiat 500 elétrico têm capacidade de 42 kWh e foram projetadas para a recarga rápida nos postos de energia. Ele é capaz de recuperar 80% de sua carga total em apenas 35 minutos, ou garantir 50 km de autonomia com apenas 5 minutos na tomada.

LEIA MAIS: Nova Fiat Strada é mostrada por completo antes de chegar às lojas

É possível utilizar wallbox de 7,4 kW, com capacidade para completar a energia das baterias por completo em pouco mais de seis horas. Em uma tomada comum, o tempo necessário sobe para 14 horas, conforme a FCA .

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Política Nacional

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana