conecte-se conosco

Policial

Estado insere DNA de 1.500 condenados por crimes hediondos em banco nacional

Publicado

Hérica Teixeira | Sesp-MT 

 Em seis meses, Mato Grosso cadastrou no Banco Nacional de Perfis Genéticos os genes de 1.500 reeducandos condenados por crimes hediondos e de grave ameaça. A ação atende à determinação do Ministério da Justiça e Segurança Pública, órgão do Governo Federal, conforme a Lei nº 12.654, sancionada em 2012, que visa compartilhar e comparar perfis genéticos para ajudar na apuração criminal e no processo de investigação. As informações são sigilosas.

No Estado, foram inseridos no sistema pessoas custodiadas das unidades Ana Maria do Couto May (feminino), Penitenciária Central do Estado (PCE) e Centro de Ressocialização de Cuiabá (CRC). O trabalho de inserção na Rede Integrada de Bancos de Perfis Genéticos (RIBPG) começou em maio deste ano e é resultado da parceria entre a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), por meio da Adjunta de Administração Penitenciária (SAAP), Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) e o Tribunal de Justiça (TJ-MT).

“Criar um banco de dados nacional com o registro dos autores de delitos criminais graves é um importante passo para a segurança pública no país. Os profissionais de Mato Grosso se empenharam para atender a demanda de atendimentos e isso demonstra também o comprometimento das instituições envolvidas”, revela o secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamante.

Leia mais:  Polícia Civil cumpre prisão de autor de estupro de vulnerável em Vila Rica

Mato Grosso integra um dos 18 laboratórios credenciados pela rede integrada. São considerados hediondos os crimes de homicídio, roubo seguido de morte, estupro e genocídio. Mato Grosso têm uma população carcerária de 12.221 mil pessoas, entre homens e mulheres, em 53 unidades penais.

“A lei que trata da coleta do perfil genético é de 2012. Desde então, até houve tentativas dos órgãos dos Estados em fazer valer a lei, mas a demanda esbarrava na falta de informações. Mas em 2019, o Governo Federal começou a cobrar a aplicação da lei nos Estados e os órgãos envolvidos se uniram para garantir que o trabalho fosse efetivado”, explica a coordenadora de Perícias em Biologia Molecular da Politec, Kesia Renata Lopes Lemes Melo.

Segundo dados do Ministério da Justiça, divulgados em novembro deste ano, o Banco Nacional de Perfis Genéticos conta com 17.361 perfis de condenados cadastrados. Ainda segundo o órgão federal, estima-se que há 137.600 condenados nessas condições no Brasil e que deveriam ser identificados pelo perfil genético, de acordo com a Pesquisa Perfil de Laboratórios de DNA, realizada em fevereiro de 2018 pelo Comitê Gestor e a Secretaria Executiva da RIBPG.

Leia mais:  Polícia Civil prende rapaz que vendia drogas pelas redes sociais

O secretário adjunto de Administração Penitenciária, Emanoel Flores, ressalta que o trabalho de coleta de material genético não alterou as atividades desenvolvidas internamente nas unidades. “O Sistema Penitenciário atuou em conjunto para cumprir a meta do Ministério da Justiça, movimentando a massa carcerária sem nenhuma alteração ao funcionamento dos estabelecimentos penais”.

O trabalho de coleta das amostras já foi encerrado neste ano, mas para 2020, a meta é realizar outros mil atendimentos.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
publicidade

Policial

Duas pessoas são autuadas em flagrante por receptação de produto furtado

Publicado

Policiais da Delegacia de Roubos e Furtos de Cuiabá prenderam nesta quinta-feira (05.12) dois suspeitos pelo crime de receptação.

No dia 02 de dezembro, uma vítima procurou a delegacia informando que reconheceu um produto furtado de sua residência, um televisor de 55 polegadas, que estava sendo negociado em um site de compra e venda. Um amigo da vítima se passou por interessado no produto e passou a negociar a compra.

Com base nas informações coletadas, os policiais da Derf foram até o estacionamento de um supermercado na Capital, onde o comprador foi instruído a se dirigir até uma residência no bairro Araés, na Capital, para fechar a aquisição da TV. Os policiais se deslocaram até a casa, onde encontraram A.T.A., 31 anos, e R.S.S. que estavam com a televisão furtada e aguardavam o interessado para finalizar a compra.

Os dois foram presos em flagrante e encaminhados à Derf, onde foram autuados por receptação. O delegado Gustavo Belão arbitrou fiança, que foi paga, e os dois responderão em liberdade pela prática criminosa.

Leia mais:  Operação Hydrus cumpre 22 mandados de prisões contra suspeitos de organização criminosa

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Polícia Civil prende em flagrante um dos autores de furto a loja da Capital

Publicado

Assessoria/PJC-MT

Equipes da Delegacia de Roubos e Furtos de Cuiabá (Derf) prenderam em flagrante nesta quinta-feira (05.12) um dos autores de um furto ocorrido em uma loja do bairro Santa Helena, na Capital.

Na quarta-feira (04.12), a Polícia Civil recebeu o registro da ocorrência de furto em uma loja ocorrido durante a madrugada, na Rua Tenente Eulálio Guerra. De acordo com a vítima, foram levados do local peças de roupas avaliadas em R$ 40 mil e um aparelho celular. A porta dos fundos da loja também foi danificada.

A Polícia analisou imagens de câmeras da loja e conseguiu identificar um dos autores do furto, que foi preso no bairro Parque Cuiabá. No carro do suspeito foram eocntradas duas das peças furtadas da loja. 

O rapaz foi autuado pelo crime de furto qualificado pelo delegado Gustavo Colognesi Belão e encaminhado para adiência de custódia no Fórum de Cuiabá.

As investigações continuam para a identificação dos demais autores do furto.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Leia mais:  Polícia Civil prende rapaz que vendia drogas pelas redes sociais
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Política Nacional

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana