conecte-se conosco


Carros e Motos

Encontrados Fiat, Alfa Romeo e Peugeot abandonados há 27 anos

Publicado

source
Alfa Romeo 33 arrow-options
Reprodução/Instagram

Alfa Romeo 33 perua está entre os vários modelos encontrados na Argentina e que serão recuperados para serem vendidos

Enquanto o mundo se resguarda por causa da pandemia, uma loja de carros abandonada há 27 anos em Avellaneda, perto de Buenos Aires (Argentina) é aberta. Dentro dela são encontrados alguns modelos da Fiat, Alfa Romeo e Peugeot que nunca rodaram, informa o site Argentina Autoblog . Agora, os carros terão que ser recuperados para serem vendidos.

LEIA MAIS: Os 10 carros clássicos mais incríveis esquecidos em garagens!

Pelo o que se sabe até o momento, a loja foi fechada em 1993 depois do proprietário e seu filho terem falecido por causas trágicas. Entre os modelos encontrados diversos da Fiat , como Tipo, Uno e o sedã Tempra. Há também alguns modelos raros, como o Alfa Romeo 33 e o Peugeot 405, como pode ser visto abaixo na galeria de imagens publicada no Instagram.

Não se sabe ao certo como conseguiram permissão para entrar na loja abandonada e resgatar os carros para serem recuperados e vendidos. De qualquer forma não será muito difícil reformá-los, uma vez que ficaram protegidos do sol e da chuva em local fechado. A parte mais complicada será recuperar o conjunto mecânico. O fato de nunca terem rodado irá aumentar o apelo de venda.

Leia mais:  Veja as 5 melhores centrais multimídia em carros nacionais

LEIA MAIS: Ferrari Daytona raríssima é encontrada no Japão, depois de 40 anos

Vale lembrar que Fiat e Peugeot formaram uma joint-venture em 1978, que se chamava Sevel , daí as três marcas juntas em uma loja só. A marca italiana tomou o controle em 1981 até o início dos anos 90. Alguns motores da Fiat feitos na Argentina chegaram a equipar modelos vendidos no Brasil, entre os quais o 1.5 usado no sedã Prêmio e no Uno 1.5R.

Ver essa foto no Instagram

✔️Vamos a Pasar a Contar un Poco la Historia de Los vehículos que Ya Tenemos con nosotros.. Paso a Contar lo que nos han contado: En Principio tuvimos la Suerte que nos Contactan por Instagram ofreciéndonos el Lote de Vehículos 0km que le quedaban, a lo Cual nos Interesa e intriga mucho y accedemos… Ya una vez con esta Persona le preguntamos como era la Historia, y resumidamente nos Cuenta: Que un Conocido Había heredado unas Cuantas propiedades donde había algunos galpones dentro de esa herencia y en uno de ellos Había Toda estas Unidades de Vehículos 0km 🤤 (Fiat Uno 70s “Italiano”, Fiat Tipo, Duna, Ducato, Tempra “oro”, Alfa Romeo 33 Pininfarina,Alfa Romeo 133, Peugeot 405) Lo Cual el Heredero de Semejante Tesoro, no tenía interés de Tal, Solo Reclamo Sus Propiedades, Lo que El Manifiesta al Abrir este Galpón y ver todos los Autos allí dentro dijo: “Saquen Toda esta Mugre de acá Que Quiero vender mi Galpón” 🔥Acá Les dejo algunas Fotos de La “Mugre”🔥 ⚠️MENSIONA UN AMIGO PARA QUE LEA ESTA LINDA HISTORIA⚠️ 👑By Kaskote👑

Uma publicação compartilhada por Axel By Kaskote👑 (@kaskotecalcos) em 24 de Mar, 2020 às 1:57 PDT




Fonte: IG Carros
Comentários Facebook
publicidade

Carros e Motos

Novo Audi A3 Sedan é revelado com visual agressivo e tecnologias inéditas

Publicado

Audi A3
Divulgação

Novo Audi A3 Sedan: Novidade deve chegar ainda este ano para concorrer no segmento premium

O Audi A3 Sedan da segunda geração foi revelado. A novidade mantém a plataforma MQB usada pelo modelo antigo, incluindo os mesmos 2,64 metros de entre-eixos, mas recebeu diversas atualizações. Por fora, as principais mudanças estão na dianteira, com grade alargada e faróis que lembram os do novo Q3 e trazem.

LEIA MAIS: LEIA MAIS: Nova geração do Audi A3 é revelada com sistema híbrido leve e novo design

Na versão de topo, vem com LEDs com 15 tipos de atuação para otimizar a iluminação. O para-choque também é inédito. Está confirmado para o Brasil, só não há uma definição de quando será o lançamento, que viria para entrar no lugar do A3 Sedan nacional, que deixará de ser fabricado em 2021 . Na Europa, as vendas começam no meio do ano. 

O novo A3 Sedan ficou levemente maior, mas só por fora. O comprimento cresceu 4 cm, alcançando 4,50 m. Enquanto isso, largura e altura ficaram 2 cm e 1 cm maiores, respectivamente, chegando a 1,82 m de largura e 1,43 m de altura. As demais medidas não sofreram alterações. É o caso da distância entre-eixos (2,64 m) e do porta-malas (425 litros).

Leia mais:  Avaliação: Toyota Hilux GR-S seduz pela dirigibilidade aprimorada

As linhas do Audi A3 ganharam personalidade, e agora se aproximam de modelos maiores, como o A7. Enquanto a grade frontal está maior, o perfil se manteve bem demarcado, enquanto as lanternas traseiras agora são menos quadradas.

LEIA MAIS: Guiamos o Audi e-tron, uma síntese de vários carros em suas melhores formas

Mais novidades

Audi
Divulgação

A traseira fica mais moderna, tal como os novos conjuntos mecânicos

O interior do novo Audi A3 , por sua vez, chega completamente renovado, com duas saídas de ar-condicionado posicionadas mais acima, quase juntas do volante. O console central traz tomada de 12 volts e freio de estacionamento com acionamento elétrico, cujo botão fica bem próximo à manopla de câmbio. Ele também pode vir com painel digital e head-up display. A central multimídia, de 10,1 polegadas, também é maior que a antecessora.

LEIA MAIS: Audi Q3 retorna totalmente renovado para enfrentar os rivais

Futuramente, o Audi A3  (hatch e sedã) ganhará novas motorizações, além de tração nas quatro rodas. No mercado europeu, a novidade será vendida com três opções de motorização: 1.5 TFSI a gasolina (150 cv) e duas variações do 2.0 TDI, que entregam 116 cv e 150 cv.

Leia mais:  Hyundai faz promoção de HB20S com preço de hatch

Há dois tipos de transmissão: manual de cinco marchas e automático de sete velocidades. O modelo vem com suspensão traseira multilink apenas nas versões com 150 cv e pode ser encomendado com o sistema de amortecedores adaptativos.

Comentários Facebook
Continue lendo

Carros e Motos

Por causa da pandemia, FCA adia chegada de elétricos e híbridos ao Brasil

Publicado

source
Jeep Renegade
Divulgação

Renegade e Compass 4xe ficaram para 2021 no Brasil, onde serão vendidos como importados da Itália

O mundo nunca será o mesmo depois da pandemia do novo coronavírus e isso inclui o setor automotivo. Entre o que já está se sabe que está mudando estão alguns lançamentos, como os que a FCA previa para o Brasil neste ano. Além da nova geração da picape Fiat Strada, que ficou para julho, a fabricante terá de deixar apenas para 2021 a chegada do 500 elétrico e das versões híbridas da dupla Renegade e Compass.

LEIA MAIS: FCA confirma Renegade e Compass híbridos no Brasil; novo 500 será elétrico

No início de fevereiro, a reportagem de iG Carros esteve na coletiva de imprensa com o presidente da FCA na América Latina, Antônio Filosa, que havia confirmado que tanto o 500 elétrico quanto os dois híbridos da Jeep chegariam ao país ainda em 2020. Mas, agora os planos iniciais foram por água abaixo.

Os SUVs Renegade e Compass híbridos foram apresentados em janeiro na CES 2020, em Las Vegas (EUA) e chegarão ao Brasil no ano que vem, importados de Melfi (Itália) a um preço sem previsão, entre outros motivos, por causa da alta volatilidade das cotações do dólar e do euro. No caso do Jeep Compass 4xe, o principal rivai será o Toyota RAV4 .

Leia mais:  Veja as 5 melhores centrais multimídia em carros nacionais

Assim como o Compass híbrido, o Renegade 4Xe virá com o 1.3 turbo, de 180 cv e câmbio automático de seis marchas, que funciona em conjunto com motor elétrico, de 60 cv, somando uma potência combinada de 240 cv, o suficiente para acelerar de 0 a 100 km/h em 7 segundos, conforme a FCA.

Novo elétrico FCA

E a nova geração do Fiat 500 ficou mais sofisticada e luxuosa, fruto de um investimento de US$ 700 mihões na fábrica em Mirafiori (Itália). Quando chegar ao Brasil, o subcompacto será vendido apenas com motor elétrico e passará a concorrer com modelos como Chevrolet Bolt e Renault Zoe, cuja nova geração também deverá desembarcar no País em 2021.

LEIA MAIS: Projeção antecipa como deverá ficar a versão SUV do Argo

O novo Fiat 500 é equipado com um motor elétrico de 87 kW (118 cv). A marca divulga aceleração de 0 a 50 km/h em 3,1 segundos, e de 0 a 100 km/h em apenas 9 segundos, tempo realmente surpreendente, quando lembramos que não é um carro esportivo. A velocidade máxima é limitada eletronicamente em 150 km/h, com 320 km de autonomia.

Leia mais:  Hyundai faz promoção de HB20S com preço de hatch

As baterias de íon-lítio do Fiat 500 elétrico têm capacidade de 42 kWh e foram projetadas para a recarga rápida nos postos de energia. Ele é capaz de recuperar 80% de sua carga total em apenas 35 minutos, ou garantir 50 km de autonomia com apenas 5 minutos na tomada.

LEIA MAIS: Nova Fiat Strada é mostrada por completo antes de chegar às lojas

É possível utilizar wallbox de 7,4 kW, com capacidade para completar a energia das baterias por completo em pouco mais de seis horas. Em uma tomada comum, o tempo necessário sobe para 14 horas, conforme a FCA .

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Política Nacional

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana