conecte-se conosco

Mulher

É possível comprar perfumes baratos e de qualidade?

Publicado

Quando se pensa em presentear alguém, geralmente os perfumes aparecem na lista de opções. Mas nem sempre os preços das fragâncias são os mais atraentes e há uma infinidade de itens falsificados por aí. Diante disso, como comprar um perfume barato e de boa qualidade?


mulher escolhendo perfume
shutterstock

Nem sempre é possível investir muito em datas como aniversário ou Dia dos Namorados e, por isso, perfumes baratos e bons podem ser solução

“Um perfume barato não significa ausência de qualidade”, afirma Patrícia Shimojo, Gerente de Marketing da Vollmens Fragrances, marca expositora na FCE Cosmetique, ao Delas . Isso porque existem vários fatores que influenciam o preço de uma fragrância. 

“A marca ou assinatura de uma personalidade envolvida, impostos e encargos, embalagens, formulação, ingredientes e matérias-primas, por exemplo, diferenciam esse valor. Muitas vezes pagamos preços exorbitantes por perfumes que vendem marcas”, explica,

Segundo ela, não há uma
 forma de identificar claramente e de forma fácil se um perfume tem qualidade ou não. Por isso, o mais importante é saber a procedência daquele produto. Porém, é possível, sim, encontrar alternativas baratas nas lojas. 

Leia mais:  Sofro com muito suor nas axilas, o que posso fazer?

“Existe um mito no Brasil que os perfumes importados são melhores que os nacionais. Talvez as pessoas acreditem que as marcas de fora usem matérias-primas e materiais de melhores do que as daqui, o que não é verdade! Muitos fabricantes locais trabalham até mesmo com matérias-primas e materiais de melhor qualidade do que os importados”, comenta. 

Mas o que importa de verdade é sempre testar um perfume na pele e se identificar com ele, seja importado ou nacional. “O que vale é o gosto da pessoa e a identificação dela com o mesmo. Cada pessoa reage de uma forma a um perfume”, diz. 

Leia também: Qual a diferença entre os tipos de perfumes Eau de Parfum e Eau de Toilette?

Como encontrar o perfume perfeito para presentear alguém?


passar perfume
shutterstock

Antes de escolher o perfume é preciso analisar o gosto e personalidade do seu parceiro ou parceira

O mais importante na hora de comprar um  perfume para o seu parceiro ou sua parceira ou usá-lo como um presente em alguma ocasião é buscar aquilo que o outro vai gostar. Um erro comum é levar em consideração a sua preferência pessoal, esquecendo de que aquilo é um presente. 

Leia mais:  Como o perfil de Vivi Guedes pode te ensinar a fazer sucesso no Instagram

Outra questão é descobrir o que essa pessoa já usa ou se você terá que procurar algo diferente. Assim, a dica é encontrar a fragrância que combina com a personalidade dela e com a “intenção de uso”, ou seja, em qual momento ela vai gostar de usar aquele cheio. 

Mas, afinal, onde comprar? “É possível encontrar perfumes para todos os bolsos e em todos os lugares, seja numa loja de shopping, loja de rua, farmácia, perfumaria ou até mesmo pela venda domiciliar”, diz Patrícia. Nesse caso, comerciantes locais sempre vão ser a melhor opção. 

Se o medo ao procurar um perfume barato é comprar um perfume falsificado , basta prestar um pouco de atenção. “Não dá para garantir se há alguma alteração na matéria-prima da composição. Porém, o produto que o fabricante faz uma fragrância parecida a outra e coloca o mesmo nome, a mesma arte, tenta imitar a embalagem é considerado falsificado.” 

Por isso, você pode até escolher as fragrâncias que tenham inspiração em um perfume já existente no mercado e são mais baratas. “Se não forem comercializadas com o nome da ou embalagem da original, elas não são considerados falsificadas”, finaliza. 

Fonte: IG Delas
Comentários Facebook
publicidade

Mulher

Eu estava desesperada, diz jovem que foi “sugar baby” para pagar sua faculdade

Publicado

A história de Jessica Hyer não é exatamente incomum. Aos 19 anos, a jovem britânica se viu endividada enquanto cursava Inglês e Dramaturgia na Universidade de Manchester, na Inglaterra. Sem apoio financeiro da família, visto que ela saiu de casa três anos antes e vinha se sustentando sozinha desde então, ela viu a solução para os seus problemas em um anúncio.

Leia também: Presentes caros, viagens, mimos e até sexo… Como é o relacionamento sugar?

sugar baby
Reprodução/Facebook/Jessica Hyer

Jessica Hyer diz que passou a trabalhar como “sugar baby” por não ter dinheiro

A propaganda no Facebook direcionava para um site no qual homens, geralmente mais velhos, “patrocinavam” mulheres mais jovens, uma relação entre “sugar daddy” e ” sugar baby “. “Eles fazem você pensar que esses homens são mentores, que eles vão te ajudar na carreira, que não te veem de maneira sexual, quando, na realidade, sexo é o objetivo final”, desabafa Jessica em entrevista ao site Manchester Evening News.

Jessica conta que uma das poucas experiências “glamurosas” que teve como “sugar baby” foi quando um cliente a buscou de Lamborghini e lhe deu uma quantia em dinheiro vivo que ela nunca havia visto na vida. No início, ela diz que eram apenas encontros, pelos quais ela recebia de 70 a 150 libras (R$ 340 a R$ 728, segundo a conversão do BC) mas conforme sua situação financeira se deteriorava, passou a topar mais riscos: “Eu estava desesperada”.

Leia mais:  Como perder peso andando? 7 truques para colocar em prática o quanto antes

Leia também: “Amor à primeira vista”, diz jovem de 23 anos casada com homem de 65 anos

“Alguns dos meus amigos pensavam que [ser ‘sugar baby’] era divertido e glamuroso, mas só porque eu não contava para ninguém como realmente era, a maioria das mulheres não conta”, relata a britânica, hoje com 24 anos.

sugar baby Jessica Hyer
Reprodução/Facebook/Jessica Hyer

Sexo é o objetivo, diz Jessica sobre encontros

Embora chegasse a receber cerca de 600 libras (cerca de R$ 2,9 mil) em uma noite em raras ocasiões e o dinheiro a sustentasse, Hyer diz que receber dinheiro em troca de sexo a isolou e a fez sentir que não havia apoio para “pessoas como ela”. 

“Não estou dizendo que todos os homens não são legais, mas, na minha experiência, a grande maioria deles não te trata como se você fosse um humano. Um ‘ sugar daddy ‘ disse uma vez para mim: ‘Eu geralmente vou atrás de meninas menos atraentes porque elas são menos confiantes’”, explica Jessica.

Leia mais:  Noiva surta e não quer filha de 3 anos do marido em casamento: “Pequeno demônio”

Leia também: Jovem de 21 anos sobre vida sexual com noivo de 74: “Não precisa de Viagra”

Em quatro anos como “sugar baby”, a jovem estima que saiu com cerca de 50 homens. Hoje, recuperada com ajuda de terapia e de seu parceiro, Jessica afirma que quer ajudar mulheres e homens que têm dificuldades de deixar esta vida para trás.

Fonte: IG Delas
Comentários Facebook
Continue lendo

Mulher

Escola causa polêmica com premiação para “melhor menino” e “melhor menina”

Publicado

Assim como a escola que deu o troféu de “menino mais irritante” a uma criança autista , a Hugh Christie School, na Inglaterra, também causou polêmica com uma premiação. A tia de um aluno da instituição ficou indignada com um prêmio criado para homenagear o “melhor menino” e a “melhor menina” do colégio.

premiação de escola causa polêmica
Reprodução/Twitter/@lucyshall

Lucy Hall, tia de um estudante da escola, compartilhou o formulário na internet e revelou as categorias do prêmio


Lucy Hall compartilhou no Twitter uma foto do formulário que os alunos foram convidados a preencherem. Nele, a escola explica que se trata da cerimônia de premiação para marcar o final do ano letivo.

Os troféus que a escola se propôs a distribuir causaram revolta por não estarem ligados, de nenhuma maneira, aos estudos. As categorias que os adolescentes deveriam votar são direcionadas ao comportamento e características físicas de seus colegas. ” Melhor menino “, “melhor menina”, “hábito mais irritante”, “melhor casal” e “maior ego” integram a lista.

Leia também: Irmãs são expulsas de escola dos Estados Unidos porque a mãe “vive em pecado”

Leia mais:  Como o perfil de Vivi Guedes pode te ensinar a fazer sucesso no Instagram

A tia do estudante afirmou que ficou “chocada” ao ver o documento. “A escola é difícil o suficiente quando você tem 14 anos para criar prêmios sobre o melhor garoto e garota”, escreve Lucy. “Hugh Christie School, por que você deixaria isso acontecer? Os pais estão chocados com isso”, questiona ela.

A postagem teve mais de 40 retuítes e passou de 160 curtidas, e contou com respostas indignadas dos internautas sobre os troféus que a Hugh Christie School queria distribuir. “Isso é nojento. Absolutamente nenhuma dessas categorias celebra atributos positivos. É 2019!! Como isso está acontecendo?”, pergunta um.

“Isso é bullying sancionado pela escola. Horrível quando temos uma enorme crise na saúde mental dos adolescentes. É perfeitamente possível fazer isso sem envergonhar e julgar”, afirma outra.

A resposta da escola

A Hugh Christie School viu a publicação de Lucy Hall e pediu desculpas por “qualquer ofensa causada” aos pais e estudantes. “Informaremos os alunos para desconsiderar o formulário. O pessoal responsável foi avisado. Concordamos totalmente que isso era inadequado e pedimos desculpas”, relata a escola.

Leia mais:  Sofro com muito suor nas axilas, o que posso fazer?

Leia também: Professora obriga menina a trocar de roupa por achar vestido “inadequado”

A instituição também afirmou que essa premiação “vai totalmente contra o espírito da escola” e declarou que abriu uma investigação interna para saber os motivos que levaram o colaborador a produzir o documento.

Fonte: IG Delas
Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Política Nacional

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana