conecte-se conosco


Economia

Cachorro faz entregas de vinhos a clientes em isolamento durante pandemia; veja

Publicado

source

Uma loja de vinhos dos Estados Unidos recrutou um novo ajudante para suas entregas na vizinhanças. Trata-se de um cachorro Boxer de 11 anos, Soda, que ajuda a vínicola ” Stone House Urban ” na cidade de Hagerstown , no estado de Maryland .

Pagamento do Bolsa Família começará no dia 16, diz Onyx

O Boxer é equipado com uma mochila que comporta até duas garrafas de vinho. Soda vai até a casa do cliente e espera o consumidor na calçada. De acordo com a proprietária da vinícola, Lori Yata , Soda já era bastante popular com a clientela que frequentava a loja.

Soda arrow-options
Divulgação/Stone House Urban Winery

Soda


“Agora, com a determinação de isolamento social na região, os clientes se mantiveram fiéis ao nosso pequeno negócio e ficam felizes com o trabalho de Soda . Na verdade, ela sente falta das pessoas, pois foi acostumada a brincar com os clientes”, afirmou Yata .

Instituto Êxito lança campanha para arrecadar 50 mil cestas básicas

A loja posta, em suas redes sociais, postagens do Boxer treinando e chamando os clientes. “Olá pessoal, Soda falando aqui. Bom, tive uma ótima noite de sono, minha mãe me disse que eu ocupei a cama inteira e ronquei demais. (risos) Também passei um tempinho no sol pegando uma vitamina D e já estou pronto para o trabalho. Vamos lá mamãe, bora agitar! Eu tenho um trabalho a fazer. Espero você na ‘Stone House’ hoje. Estamos abertos das 2:00 às 6:00 para entregas.”

Leia mais:  Saque de auxílio de R$ 600 começa nesta segunda-feira; saiba quem tem direito

Hi everyone, Soda Pup here. Well, I got a great night sleep, mom said I took up the whole bed and I snore. Ha! I…

Publicado por Stone House Urban Winery em  Quinta-feira, 2 de abril de 2020


Em outra publicação, dessa vez no Instagram , a vinícola escreveu: “Venha pegar seu vinho pela entrega na calçada. Soda quer ter certeza que você terá vinho até a próxima quarta… ou mais para frente! Estaremos aqui até 6pm hoje! Obrigado aos nossos fiéis consumidores pela ajuda!”.


De acordo com a dona do boxer, Soda ganha petiscos e mimos ao retornar para a sede da vínicola, que os clientes dão como “gorjeta”.

Fonte: IG Economia
Comentários Facebook
publicidade

Economia

Guedes rejeita plano Pró-Brasil e Bolsonaro diz que ministro “manda” na economia

Publicado

paulo guedes e bolsonaro
Marcelo Camargo/Agência Brasil

Paulo Guedes, incomodado com plano ‘Pró-Brasil’, recebeu apoio de Bolsonaro, que disse que o ministro é quem manda na economia

O presidente Jair Bolsonaro, em uma tentativa de acalmar os ânimos dentro do governo, afirmou nesta segunda-feira (27) que o ministro da Economia, Paulo Guedes, é quem manda nas questões econômicas.

Leia também: Guedes cobra servidores: “Não peçam aumento por um ano e meio, contribuam”

Guedes rejeitou o “Programa Pró-Brasil”, que consiste em planos nacionais de desenvolvimento e foi anunciado na última semana sem sua participação. Segundo fontes internas, ele entrou em choque com outros ministros, dentre eles Rogério Marinho, do Desenvolvimento Regional.

Bolsonaro decidiu comprar as dores de Guedes e o defendeu publicamente em entrevista na saída do Palácio da Alvorada, dizendo que “O homem que decide economia no Brasil é um só, e chama-se Paulo Guedes”. Além de Guedes, estavam ao lado do presidente os ministros Tarcísio de Freitas (Infraestrutura) e Tereza Cristina (Agricultura), e o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto.

Leia mais:  Petrobras reduz preço do diesel em 10% a partir desta segunda-feira

O ‘superministro’ da Economia, um dos principais pilares do governo, ficou incomodado com a divulgação do plano Pró-Brasil , que não passou pela equipe econômica e prevê gastos em obras de infraestrutura. Para Guedes, “O Programa Pró-Brasl, na verdade, são estudos”. Ele garantiu ainda que “isso vai ser feito dentro do programa de recuperação da estabilidade fiscal nossa”.

Leia também: Nascidos em janeiro e fevereiro podem sacar auxílio de R$ 600 nesta segunda; saiba como

Empoderado por Bolsonaro, Guedes voltou a defender as reformas estruturantes e a responsabilidade fiscal, que são as marcas de seu período à frente do Ministério da Economia. O ministro aproveitou ainda para cobrar que servidores públicos “não peçam aumento por um ano e meio” e “contribuam com o Brasil”.

Comentários Facebook
Continue lendo

Economia

Guedes cobra servidores: “Não peçam aumento por um ano e meio, contribuam”

Publicado

source
paulo guedes
José Cruz/Agência Brasil

Paulo Guedes cobrou servidores públicos: “Não peçam aumento por um ano e meio, contribuam com o Brasil”

O ministro da Economia, Paulo Guedes, defendeu as medidas do governo que buscam garantir a segurança dos empregos durante a pandemia do novo coronavírus (Sars-Cov-2) e cobrou os servidores públicos em entrevista.

Leia também: Nascidos em janeiro e fevereiro podem sacar auxílio nesta segunda; saiba como

“Não peçam aumento por um ano e meio, contribuam com o Brasil”, afirmou Guedes em fala direcionada aos servidores públicos , alvo do ministro desde antes de sua posse. Ele já chegou a se referir aos funcionários públicos, neste ano, como “parasitas”, criticando o que considera privilégios, a estabilidade e a “aposentadoria generosa”.

Segundo o chefe da Economia, é o momento de cada servidor fazer sua parte. A ideia dele é que o funcionalismo deixe de cobrar reajuste salarial por um ano e meio.

Nesta segunda-feira (27), o presidente Jair Bolsonaro reiterou o seu apoio a Guedes, dizendo que quem “dá o norte” à economia é o ministro da pasta. A declaração foi dada há pouco na portaria do Palácio da Alvorada, onde eles estavam reunidos.

Leia mais:  Petrobras reduz preço do diesel em 10% a partir desta segunda-feira

Fonte: IG Economia
Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Política Nacional

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana