conecte-se conosco

Policial

Advogado que matou homem em bar e suspeito de golpear até a morte mulher são presos pela PC

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Dois foragidos da Justiça, sendo um deles advogado, foram presos pela Polícia Judiciária Civil, durante ações distintas da Gerência Estadual de Polinter para cumprimento de mandados judiciais. Ambos procurados são acusados de crime de homicídio qualificado. 

A primeira prisão ocorreu na quarta-feira (05.06). Foi preso José Francisco Fernandes, 58 anos, conhecido como “Fernando”. Ele foi detido 14 anos depois de cometer um  homicídio duplamente qualificado, contra sua esposa Laudiceia Rufino de Souza Fernandes.

O crime aconteceu no ano de 2005, na residência do casal no bairro Parque do Lago, em Várzea Grande. A vítima tinha três filhas, todas com o suspeito José Fernandes. Após os fatos, o suspeito foi condenado a mais de dez anos de prisão em regime fechado. No entanto encontrava-se em liberdade.

De acordo com a delegada da Polinter, Silvia Maria Pauluzi, na época desse crime ela estava lotada na Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP) e foi quem  atendeu a ocorrência e presidiu o inquérito policial sobre o caso a morte da mulher.

Leia mais:  Autor de vários furtos é preso após arrombar caminhonete no centro da capital

“A vítima foi morta a golpes de instrumentos contundentes e com requintes cruéis, pois o marido não aceitava a separação”, relembrou a delegada.

O suspeito foi abordado em uma empresa de alimentos, local em que foi notificado do mandado de prisão. José Francisco foi conduzido à Polinter e encontra-se à disposição da Justiça.

O segundo foragido, o advogado Aluísio Dias de Souza, 44, conhecido como “Ninja”, era procurado em razão de estar mandado de prisão decretado por homicídio qualificado da vítima Marcos Santos de Almeida, ocorrido em março de 1998, no bar denominado “Esquinão”, no bairro Alvorada.

Diante da ordem judicial de prisão em aberta, os investigadores prenderam o advogado na manhã desta sexta-feira (07.06), nas proximidades do Aeroporto Marechal Rondon, Várzea Grande. Ele foi apresentado para audiência de custódia.

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
publicidade

Policial

Trio envolvido em homicídio em Araguainha é preso logo após o crime

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Os três autores de um homicídio bárbaro, ocorrido na cidade de Araguainha, foram presos em flagrante pela Polícia Civil de Alto Araguaia com apoio da Polícia Militar, na segunda-feira (18.06), logo após o crime. Os suspeitos, Rosimar Neves da Rocha, 28, Ruan Fernandes da Silva, 18, e Thiago Augusto da Silva, 32, confessaram o crime e foram autuados em flagrante por homicídio qualificado.

O crime que vitimou, Geraldo Pereira Bezerra, 32, ocorreu na madrugada de 18 de junho, na casa da vítima, no Centro de Araguainha. Na ocasião, a vítima foi surpreendida pelos criminosos, que inicialmente o torturaram com golpes de faca e depois atearam fogo em seu corpo.

A Polícia Militar foi acionada por vizinhos que perceberam a ação dos criminosos. Quando a equipe chegou ao local, a vítima ainda estava com vida, porém logo em seguida não resistiu aos ferimento e morreu no local.

Diante da situação, as equipes da Polícia Civil e do Núcleo Investigativo Operacional (NIO) da Delegacia de Alto Araguaia foram acionadas e sob a coordenação do delegado Carlos Roberto Moreira de Oliveira, agiram rápido, conseguindo identificar e prender os autores do crime.

Leia mais:  Polícia Civil prende três com carregamento de maconha, armas e dinheiro na Capital

Questionados, os suspeitos confessaram o crime e disseram que executaram a vítima por conta de um desentendimento entre eles. Após serem detidos, os autores foram encaminhados para Delegacia de Alto Araguaia, onde o flagrante foi lavrado pelo delegado Fernando Fleury.

A ação contou com a participação de policiais militares de Ponte Branca, investigadores plantonistas da Delegacia de Polícia Civil de Alto Araguaia, e com a equipe de Policiais do Núcleo Investigativo Operacional (NIO) da mesma Delegacia.

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Autores de roubo em Alto Araguaia têm prisão cumprida em Goiás

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Três autores de crime de roubo cometido no município de Alto Araguaia (415 km ao Sul) foram presos pela Polícia Civil de Mato Grosso no Estado de Goiás. A ação foi deflagrada com apoio da Polícia Militar local para cumprimento dos três mandados de prisão em abertos.  

Com as prisões decretadas pela Comarca de Alto Araguaia, os suspeitos D.P.B., 21, I.G.C.J., 22, e L.R.M., 42, foram localizados e presos na terça-feira (19.06), na cidade de Santa Rita do Araguaia (GO).

Os três foram descobertos nas diligências pra apurar um roubo ocorrido no ano de 2018, no centro da cidade de Alto Araguaia. Na ocasião, indivíduos com armas de fogo assaltaram um estabelecimento comercial, o qual também atuava como correspondente bancário.

As investigações realizadas pelo Núcleo Investigativo Operacional (NIO), da Delegacia de Polícia de Alto Araguaia, identificaram o trio como os responsáveis pelo crime. Diante dos indícios a Polícia Civil representou pelos pedidos de prisão dos envolvidos.  

Leia mais:  Autor de vários furtos é preso após arrombar caminhonete no centro da capital

Com as ordens judiciais decretadas pela Justiça, a equipe de policiais civis do NIO conseguiu levantar o paradeiros dos investigados em Santa Rita do Araguaia (GO), região de divisa com Mato Grosso. A ação para prisão dos três procurados contou com apoio da Polícia Militar de GO. 

Após cumprimento dos mandados de prisão, os presos foram levados para Delegacia de Alto Araguaia, e posteriormente transferidos para Cadeia Pública onde permanecerão à disposição da Justiça.

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Política Nacional

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana