conecte-se conosco

Mulher

5 dicas para deixar a gestação mais confortável

Publicado

source

Não importa se é a primeira, a segunda ou a quinta, uma gravidez sempre exige cuidados, compreensão e um punhado de esforços da futura mamãe e das pessoas em seu entorno.

Leia também: Sete dicas para uma gravidez saudável

Gravidez arrow-options
shutterstock

Grávidas alinhadas: é preciso adotar uma nova rotina

Existe toda uma indústria atenta a essa realidade que altera toda uma rotina e demandas de uma família, seja qual for a configuração dela. Por isso cada vez mais chegam ao mercado produtos que prometem deixar a gravidez mais confortável.

Abaixo listamos cinco desses produtos que prometem contribuir para uma gestação mais tranquila .

Gel firmeza corporal         

Com ativos naturais e aprovados por dermatologistas e obstetras,  esse gel melhora a firmeza e tonifica a pele, além de ser preventivo em relação à estria.

Óleo de massagem hidratante

Esse produto pode ser usado tanto pelas gestantes como pelos bebês . Hipoalergênico , ele tem ação hidratante, reforça a barreira cutânea e preserva a riqueza celular da pele.

Leia também: Mulher descobre gravidez 30 minutos antes do parto acontece r

Leia mais:  Horóscopo do dia: previsões para 22 de abril de 2019

Travesseiro de corpo gestante

Conforme a gravidez evolui é comum as dificuldades para dormir se acentuarem, até porque o bebê começa a chutar e a se movimentar mais. É difícil encontrar uma posição para repousar e é comum lotar a cama de travesseiros em busca do melhor ajuste. O  travesseiro de corpo para gestante tem como principal objetivo justamente diminuir esse desconforto na hora de dormir.

Extensor de calças e faixas abdominais

É normal comprar roupas para gestantes quando a barriga já está grande, mas mesmo assim há cuidados a se tomar. Um deles é o extensor de calças , feito em tecido 100% de algodão e que protege a região pélvica. O kit ainda é composto por três faixas abdominais que tem como objetivo complementar essa proteção na região abdominal.

Calcinha gestante

Uma das primeiras providências a se tomar diante do crescimento da barriga é providenciar calcinhas para gestante . Trata-se de um rito de adaptação para evitar um desconforto desnecessário na gravidez .

Leia mais:  De louças rústicas a urban jungle: mais tendências de decoração da ABCasa Fair

Fonte: IG Delas
Comentários Facebook
publicidade

Mulher

Parou de menstruar? Saiba o que é menopausa precoce e como tratar esse problema

Publicado

source

Women's Health

Muito se fala sobre a menopausa na vida das mulheres, porém pouco se aborda sobre a menopausa precoce que como o próprio nome já diz, acontece antes da idade considerada comum.

menstruação arrow-options
shutterstock

Ausência de menstruação é um dos sinais da menopausa precoce

Leia também: 10 mitos e verdades sobre menstruação para você não ter mais dúvidas

Fernanda Nassar, formada em Medicina pela Universidade Lusíada com especialização em Ginecologia e Obstetrícia e pós-graduação em Estética Intima Ginecológica, reúne os principais pontos sobre o assunto:

O que é menopausa precoce

A menopausa precoce é o quadro clínico que se apresenta quando a mulher entra na menopausa antes dos 32 anos, ou seja, período em que ela fica um ano ou mais sem menstruar com sintomas específicos.

A menopausa precoce não é um distúrbio hormonal, mas a falência ovariana em uma mulher jovem, que por sua vez representa a perda temporária ou definitiva da função gonadal (de produzir hormônios) que acontece após a menarca (primeira menstruação) e antes dos 40 anos de idade. Ela é caracterizada pela diminuição do número de folículos ovulatórios (óvulos) e é exatamente essa condição que vai gerar alteração hormonal.

A diferença para a menopausa comum

A diferença básica é a idade em que ela ocorre, visto que o período em média da chegada da menopausa na mulher brasileira é por volta dos 50 anos. Nesse momento, quando não há mais ovulação e cessa a menstruação, a chegada da menopausa pode ser decretada.

Durante a menopausa, a mulher experimenta uma série de mudanças físicas, psicológicas e sociais importantes que começam no climatério . Porém, para algumas mulheres, a menopausa chega com, pelo menos, 15 anos de antecedência, bem no período em que a maioria ainda pode ter filhos. Quando isso acontece, ela pode estar entrando em um quadro de menopausa precoce.

Leia também: Reposição de hormônios na menopausa pode melhorar qualidade de vida

Como prevenir e detectar a menopausa precoce

Não existe uma causa determinante para o surgimento do problema. A menopausa precoce pode ocorrer por vários fatores, como o histórico familiar, por exemplo. Na verdade, a idade da menopausa não está relacionada à época da primeira menstruação, mas, sim, quando a mãe e as irmãs da paciente entraram em menopausa e o histórico familiar não se pode prevenir.

É possível detectar através dos sintomas que a paciente se refere, além de apresentar irregularidades menstruais, com intervalos entre os ciclos mais extensos.

Existem trabalhos científicos que mostram interligação das idades da mãe com a da filha, porém esta não é a regra geral. Há também fatores externos que podem antecipar a menopausa, como a remoção dos ovários ou de grande parte deles e os tratamentos contra o câncer, por exemplo.

A radioterapia e a quimioterapia têm como objetivo impedir o crescimento celular. Porém, estes tratamentos não atingem apenas as células malignas, mas as que estão sadias também. Por isso, dentre outros efeitos colaterais, os tratamentos contra o câncer podem levar a uma falência prematura dos ovários.

Como tratar a menopausa precoce

Confirmado o diagnóstico, a regra para tratamento é a Modulação Hormonal e assim conseguirmos amenizar os efeitos colaterais da ausência hormonal.

Leia também: Mitos e verdades sobre reposição hormonal

O uso desta Modulação é imprescindível nos casos de menopausa de origem cirúrgica ou provocada por quimioterapia, em virtude da intensidade dos sintomas como: ondas de calor, irritabilidade, diminuição da libido, secura vaginal, queda de cabelo, dificuldade para dormir, dificuldade para perder peso, entre outros.

Além disto, a menopausa precoce precisa da Modulação Hormonal porque essas mulheres apresentam risco quatro vezes maior de desenvolver doenças cardíacas e sete vezes maior de desenvolver osteoporose.

*Fernanda Nassar é formada em Medicina pela Universidade Lusíada com especialização em Ginecologia e Obstetrícia e pós-graduação em Estética Intima Ginecológica.

Fonte: IG Delas
Comentários Facebook
Leia mais:  De louças rústicas a urban jungle: mais tendências de decoração da ABCasa Fair
Continue lendo

Mulher

Mãe dá à luz 2 pares de gêmeos seguidos e celebra: “Família é uma em um milhão”

Publicado

source

Essa família é a prova de que um raio cai, sim, duas vezes no mesmo lugar. E duas vezes seguidas. Gina Shelton, de 30 anos, e Olie Lloyd, de 33 anos, desafiaram as probabilidades e conseguiram o feito de ter um par de gêmeos seguido de outro.

Leia também: Mãe revela truque incrível para fazer bebê parar de chorar em segundos

gêmeos arrow-options
Reprodução/Metro.co.uk

Primeiro vieram as gêmeas Niamh e Esme, e depois os gêmeos Arlo e Alby; a mãe revelou surpresa, mas celebra caso raro

A primogênita do casal é Phoebe, de seis anos. Logo depois, Gina deu à luz gêmeas, Niamh e Esme. Três anos depois, a mãe ficou grávida de novo e teve os gêmeos Arlo e Alby, o que é considerado muito raro.

Segundo reportagem do portal britânico Metro , a probabilidade de ter dois pares de gêmeos, um seguido do outro, é de cerca de 700.000 para um, e os britânicos foram “premiados”. Gina destaca que nunca pensou que teria gêmeos, ainda mais dois seguidos.

Leia mais:  Pensa em fazer um treino ao ar livre? Saiba como se exercitar em 15 minutos

“Quando eu estava grávida das meninas, eu trabalhava em um berçário e estava cansada o tempo todo. Todo mundo ao meu redor sempre dizia que eu ia ter gêmeos. Na sala de espera no hospital, Olie e eu estávamos olhando carros, e Olie brincou: ‘Esquece, vamos precisar de um ônibus’”, relembra a mulher ao site.

“Eu acho que, quando descobrimos, estávamos chorando de felicidade e pânico, porque vivíamos em um apartamento de dois quartos e Olie estava no processo de construir nossa casa. Um ano depois, descobrimos que estávamos tendo outro par de gêmeos”, diz a mãe . “Não podíamos acreditar, e nossa família ou nossos médicos também não”, completa.

Leia também: Gêmeos fazem tatuagem de henna e ficam com queimaduras e bolhas no braço

Para tornar a situação ainda mais inesperada, nem a família de Gina nem a do pai têm histórico de gêmeos.

gêmeos arrow-options
Reprodução/Metro.co.uk

A mãe disse se preocupar que Phoebe se sentisse “deslocada”, mas garante que a menina é bem unida à família

Gina conta também que chegou a ficar preocupada que Phoebe, a primeira filha do casal , se sentisse “deslocada” por ter apenas irmãos gêmeos. Mas a chegada dos demais membros só aproximou mais a família. 

Leia mais:  Como relaxar de acordo com o seu signo? Florais podem ajudar!

“Phoebe e eu sempre teremos uma a outra porque não entendemos o vínculo deles [dos gêmeos ]. Niamh e Esme conversam uma com a outra e caem em gargalhadas histéricas enquanto Olie e eu estamos tentando entender do que elas estão rindo”, destaca Gina. “Elas são incrivelmente próximas e tenho certeza que os meninos serão assim também”, acrescenta.

Leia também: Mulher de 61 anos dá à luz bebê e realiza sonho de ser mãe no Paraná

Apesar de ser um caso bem raro, a mãe diz que está feliz e grata com a família. “É louco, trabalhoso e barulhento ter cinco filhos, mas eu não mudaria isso por nada no mundo. Já trocamos milhares de fraldas e tivemos que comprar um carro de sete lugares, mas minha família é uma em um milhão”, celebra ela.

Fonte: IG Delas
Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Política Nacional

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana